Menu
sexta, 24 de maio de 2024
Andorinha - Novos ônibus - agosto 2023
Andorinha - Novos Ônibus - Agosto 2023
Geral

Embrapa Pantanal e IFMS fecham parceria de incentivo a estudantes

09 junho 2016 - 09h34Redação
Na última semana, representantes da Embrapa Pantanal viajaram a Coxim, no interior do estado, para ministrar palestras durante a programação da semana do meio ambiente realizada pelo Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) no município. A equipe da unidade também discutiu a formalização de um convênio com a instituição que prevê parcerias para atividades de transferência de tecnologia e realização de projetos. "A nossa relação com o IFMS começou no ano passado junto ao campus de Coxim, que mantém um curso de aquicultura. Estamos trabalhando juntos, pensando em uma parceria para transformar os peixes nativos do Pantanal em opções para essa atividade. Também devemos trabalhar em conjunto na análise de carnes provenientes da produção de tilápia", afirma o pesquisador Jorge Lara. "Além disso, eles gostariam do nosso apoio para a realização de cursos, palestras e treinamentos de alunos. Para nós, é interessante ter o pessoal do Instituto como clientes da seção de transferência de tecnologias da Embrapa". Jorge e o pesquisador Agostinho Catella ministraram palestras sobre o desenvolvimento de produtos à base de pescado e sobre a pesca no Pantanal, respectivamente. Agostinho abordou vários aspectos da atividade, descrevendo o ambiente e suas influências, manejo, questões políticas e maneiras para elevar a produtividade sem que seja preciso pescar mais. "A pesca é igual ao futebol: todo mundo entende um pouco, muita gente gosta. Por isso, temos que pontuar alguns aspectos que nem sempre são óbvios, mas que são importantes. Por exemplo: se estamos atravessando uma fase em que os peixes diminuíram, é comum pensar que isso aconteceu por causa da pesca – o que não necessariamente é verdade. Podemos estar em um período mais seco, em que as populações desses animais são naturalmente menores. Esse é um recado importante: quando trabalhamos com recursos naturais, precisamos lembrar que eles têm ritmos e ciclos diversos", afirma o pesquisador. Noções como essas são importantes na vida de quem está iniciando o contato com essa área, conta Agostinho. Por isso, Jorge continuou a expor as possibilidades do trabalho com os peixes ao conversar com os alunos sobre diferentes formas de se aproveitar o pescado, que vão além de vendê-lo inteiro ou em postas. "O alcance potencial que essa área tem ainda não se concretizou. A aquicultura está em crescimento", afirma. "Por enquanto, para a indústria, compensa apenas fazer filés dos peixes porque o custo é muito mais baixo. Mas vai chegar uma hora em que a margem de lucro irá estagnar e ela terá que processar essas carnes. É nesse momento que nós entramos. Estamos produzindo tecnologia para o futuro". A formalização do convênio irá continuar nos próximos meses e as ações feitas por meio da parceria entre as instituições deverão ser executadas a partir do próximo ano.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tráfico de Drogas
Boliviana presa com pasta base diz ter recebido a droga do marido
Disque-Denúncia
Gaeco disponibiliza telefone para receber denúncias da operação "Cartão Vermelho"
Ônibus para Capital
Menor é apreendida transportando pacotes de Skunk presos ao corpo
Boletim Epidemiológico
MS registra 9.155 casos confirmados de dengue
Reconhecimento
Investigadora da Civil de Corumbá é homenageada pelo combate à crueldade contra animais
Vigilância Sanitária
Governo cria "MS Vacina Pet" e destina R$ 1,9 milhão contra a raiva
Em Dourados
PF mira em quadrilha de MS que transportava drogas em tanques de combustível
Sob Alerta
Inmet divulga alerta de perigo para o sul do país
Nova Data
Concurso Unificado será em 18 de agosto, confirma Ministério da Gestão
Variedades
Tipos de apostas no futebol

Mais Lidas

Tráfico de Drogas
Mochila abandonada em ônibus é apreendida com 8,7 kg de Skunk
Arrecadação
Estudante de Corumbá busca apoio para participar de Competição Nacional de atletismo no RJ
Oportunidade
IHP abre vagas para jovens aprendizes com idades entre 16 e 20 anos
Na madrugada
Homem é preso vendendo droga em beco do bairro Borrowski