Menu
quarta, 28 de fevereiro de 2024
Vetorial - fevereiro 2024
Vetorial - fevereiro 2024
Geral

Em uma semana, três mortes são confirmadas e vítimas da gripe chegam a 10 em MS

17 maio 2018 - 10h54Midiamax

Em uma semana, três mortes em decorrência de gripe foram confirmadas em MS. Com isso, o número de óbitos passou para dez, sendo cinco em Campo Grande. Os dados são do boletim epidemiológico da SES (Secretaria Estadual de Saúde), divulgados nesta quinta-feira (17).

Os números foram apurados até o dia 16 deste mês. São nove mortes por Influenza A (1 por H1N1; 6 por influenza A/H3 sazonal, 2 por influenza A – não subtipado -) e uma morte por influenza B.

Em Campo Grande foram registradas cinco mortes até o dia 16: quatro por influenza A/H3 sazonal e uma por influenza B.

Os outros municípios que registram óbitos foram: Nioaque, Aquidauana, Naviraí, Chapadão do Sul e Três Lagoas. Uma morte que estava em investigação em Eldorado foi descartada.

O número de mortes neste ano já supera o total registrado em 2017, quando seis pessoas morreram. Em 2016, foram 103 mortes no total.

Gripe

A influenza ou gripe é uma infecção aguda do sistema respiratório, ocasionada pelo vírus influenza, com elevado potencial de transmissão. Inicia-se com febre, dor muscular, e tosse seca.

Em geral, tem evolução por período limitado, em geral de um a quatro dias, mas pode se apresentar forma grave. O Sistema Único de Saúde (SUS) oferta a vacina que protege contra os tipos A,B,C do vírus.

Sintomas

Clinicamente, a doença inicia-se com febre, em geral acima de 38°C, seguida de dor muscular e de garganta, prostração, cefaleia e tosse seca. A febre é o sintoma mais importante e dura em torno de 3 dias. Os sintomas sistêmicos são muito intensos nos primeiros dias da doença.

Com a sua progressão, os sintomas respiratórios tornam-se mais evidentes e mantêm-se em geral por 3 a 4 dias, após o desaparecimento da febre.

Adulto – O quadro clínico em adultos sadios pode variar de intensidade

Criança – A temperatura pode atingir níveis mais altos, sendo comum o achado de aumento dos linfonodos cervicais e também podem fazer parte os quadros de bronquite ou bronquiolite, além de sintomas gastrointestinais

Idoso – quase sempre se apresentam febris, às vezes, sem outros sintomas, mas em geral, a temperatura não atinge níveis tão altos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ensino
Curso "Me salve!" está com matrícula grátis e 1ª mensalidade para 10 de março
Saúde Pública
UTI Neonatal em Corumbá é tema de audiência pública hoje, na Câmara
Justiça Eleitoral
Toffoli anula provas que embasam ação contra Delcídio no TRE
Reconhecimento
Policiais são homenageados por resgate de família que vivia em cárcere privado no Pantanal
Serviço Público
Santa Casa anuncia fechamento do setor psiquiátrico em Corumbá
Atração confirmada
2º Festival de Cerveja de Bonito terá show de Raimundos
Consenso
Deputados aprovam proibição da pesca do Dourado por mais um ano em MS
Valorização
Adicional de fronteira a policiais e integrantes do Corpo de Bombeiros é solicitado na Câmara
Eleições 2024
TSE determina revalidação de biometria feita há mais de 10 anos
Campanha
Corumbá abre três postos para multivacinação neste sábado, 02 de março

Mais Lidas

Designada
Presídio feminino de Corumbá tem nova diretora
24 horas
Três vítimas são transportadas para o Pronto Socorro no último plantão
No acostamento
Traficantes abandonam caminhão com 360 kg de drogas na fronteira de Corumbá
Grátis até 2032
Mais de 14 mil novas identidades já foram emitidas em MS