Menu
sábado, 19 de junho de 2021
Andorinha - Maio
Andorinha - Maio
Geral

Em sete dias, 96 pessoas morreram com Covid no MS e Governo adota medidas duras

10 março 2021 - 14h00Portal do Governo de MS

Não há mais leitos de UTI na maioria das cidades do Estado. Esta foi a informação dada pelo secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, durante a live do Boletim Covid 19 deste quarta-feira (10).

Segundo ele, o Governo do Estado, com apoio das prefeituras, está abrindo novos leitos de UTI em Dourados, Ponta Porã, Três Lagoas, Aparecida do Taboado e Coxim. O objetivo é fazer com que os pacientes do interior não precisem se locomover para outras cidades. Mas a abertura de leitos, de acordo com o secretário, não é suficiente para deter a pandemia.

A secretária-adjunta da SES, Crhistinne Maymone, reiterou a gravidade do quadro dizendo que “a situação em todo o Estado é aguda”. Com total de 613.701 notificações e 190.392 exames positivos desde o início da pandemia, o Boletim trouxe registro de mais 1.237 novos casos nas últimas 24 horas e 25 óbitos. Em apenas 21 dias os números dobraram. Em apenas sete dias 96 pessoas perderam a vida em função do novo coronavírus. A taxa de contágio subiu para 1.02%.

“Precisamos de medidas ousadas, corajosas, para evitar o aumento de casos”, afirmou o secretário, ao se referir ao novo Decreto com medidas restritivas com o objetivo de evitar o agravamento do quadro de Covid-19 no Estado.

As medidas tomadas pelo Governo do Estado, ainda de acordo com Geraldo Resende, são baseadas exclusivamente na ciência, através das organizações que dão suporte a Secretaria de Estado de Saúde (SES). “Somos lastreados pela ciência, não por leigos”, ressaltou, pedindo a compreensão e o esforço de todos, ressaltando que não há espaço para titubear.

Números que preocupam

Os cinco municípios que apresentaram maior número de novos casos nas últimas 24 horas, de acordo com o Boletim Epidemiológico divulgado nesta quarta-feira, são: Campo Grande com mais 409; Dourados +97; Três Lagoas +88; Naviraí +71 e Sidrolândia, que aparece com +64.

As mortes ocorreram em 14 cidades, sendo a Capital com maior número de perdas: 8 pacientes. Dourados registrou 3 mortes, Corumbá e Costa Rica, 2. Os demais municípios tiveram um óbito cada um. São eles: Cassilândia, Glória de Dourados, Jardim, Maracaju, Nova Alvorada do Sul, Paranaíba, Porto Murtinho, Sete Quedas, Sidrolândia e Terenos.

A ocupação hospitalar das cinco macrorregiões é a seguinte: Campo Grande 106%; Dourados 94%; Três Lagoas 84%; Corumbá 58%. Estão internados 754 pacientes, destes, 419 estão em leitos clínicos e 355 em leitos de UTI. A maioria em leitos públicos.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID-19
Comissão rejeita proposta de inclusão de jornalistas, bancários e vigilantes em grupos prioritários
SAÚDE
SES autoriza municípios a vacinarem com a Pfizer adolescentes acima de 12 anos com comorbidades
POLICIAL
PRF apreende 450 mil maços de cigarro contrabandeados na Capital
GERAL
MPF aponta risco de desaparecimento de espécies no Rio Paraná
Rio Paraná Energia, empresa da holding China Three Gorges Corporation (CTG), é acusada de descumprir regras ambientais e levar à beira do desaparecimento peixes como Pintado e Dourado
SAÚDE
SES prepara distribuição das 70.160 doses de vacina contra a covid-19 em MS
GERAL
Fórum apresenta avanços do Plano Estratégico em MS
POLICIAL
PMA e Bombeiros resgatam ave em extinção ferida
GERAL
Contribuintes têm até o dia 3 de agosto aderir ao REFIS 2021
EDUCAÇÃO
Terminam hoje as inscrições do Encceja 2020 para privados de liberdade
GERAL
Homem fica ferido após queda de cavalo no Pantanal

Mais Lidas

GERAL
Homem fica ferido após queda de cavalo no Pantanal
GERAL
Bombeiros combatem incêndio em concessionária no Centro
POLICIAL
PM de Corumbá prende homem com mandado de prisão em aberto na área central
GERAL
Atenção ao prazo: licenciamento de veículos com placas 3 e 4 vence neste mês