Menu
terça, 05 de março de 2024
Fipec 2024
Fipec 2024
Geral

Em meio a protestos, Petrobras decide reduzir preço dos combustíveis

22 maio 2018 - 10h36Campo Grande News

A partir desta quarta-feira (23), os valores do diesel e da gasolina ficarão mais baratos nas refinarias. A redução foi anunciada pela Petrobras nesta terça-feira (22) e divulgada pelo Valor Econômico. Desde ontem, os ministros da Fazenda, Eduardo Guardia, e de Minas Energia, Moreira Franco, debatiam o assunto com o presidente da Petrobras, Pedro Parente.

As constantes altas nos combustíveis motivaram caminhoneiros a bloquearem o tráfego de veículos de carga em vários trechos de rodovias nesta terça-feira (22), em Mato Grosso do Sul e em todo o poaís. As manifestações começaram ontem, com interdições de pelo menos 7 trechos no Estado.

O preço do diesel “A” nas refinarias passará de R$ 1,8835 por litro hoje para R$ 1,8578 amanhã - queda de 1,36%. Já o preço da gasolina “A” nas refinarias passará de R$ 1,6783 para R$ 1,6581 no mesmo período - queda de 1,20%.

Na segunda-feira (2), a companhia reduziu em 0,26% o preço do diesel e manteve inalterado o preço da gasolina.

A política de preços adotada a partir de julho do ano passado pela Petrobras para a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras se baseia no preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais desses produtos mais os custos que os importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, por exemplo, esclareceu a empresa.

Segundo ela, “a paridade é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos”. O preço considera ainda uma margem que cobre eventuais riscos, como volatilidade do câmbio e dos preços.

Capital - Apesar dos reajustes impostos pela Petrobras durante a semana, Campo Grande tem uma das gasolinas mais baratas entre as capitais. Conforme pesquisa da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível), o preço médio desse produto na cidade é o quinto menor do país, calculado em R$ 4,05.

Nesse estudo, técnicos do órgão percorreram 88 postos em Mato Grosso do Sul entre os dias 13 e 19 de maio anotando os valores. O município perde apenas para São Paulo (R$ 4,04), Cuiabá (4,036), Florianópolis (R$ 3,937) e São Luiz (R$ 3,774). Os combustíveis mais caros estão em Rio Branco (R$ 4,86), Rio de Janeiro (R$ 4,75), Fortaleza (R$ 4,58), Salvador (R$ 4,46) e Palmas (R$ 5,45).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde Pública
Vereadora busca informações sobre exames do pré-natal na Saúde Pública
Destaque
Pesquisa mostra que diferença salarial entre mulheres e homens caiu
Aposta
Mega-Sena sorteia nesta terça-feira prêmio acumulado em R$ 205 milhões
Escalonamento
Governo de MS propõe indicadores de produção para aumentar salário de agentes de saúde
Boas Vindas
Moinho Cultural retoma atividades com 120 novos alunos
Bacia Paraguai
PMA aplica mais de R$ 53 mil em multas no primeiro final de semana de pesca aberta
Apresentação
Jiboia resgatada de circo é a embaixadora ambiental do Bioparque Pantanal
Tráfico de Drogas
Escaneamento identifica pasta base dentro de compressor
Tempo
Com temperaturas mais amenas, terça-feira tem tempo instável e probabilidade de chuvas
Corumbá tem mínima de 26°C e máxima de 31°C
Oportunidades
Qualifica Ladário divulga lista com os inscritos para as turmas 2024

Mais Lidas

Em Corumbá
Homem é preso acusado de abusar da sobrinha de 12 anos
Na BR 262
Boliviano é preso com 2kg de maconha em fundo falso de mala
Até dia 11
Processo Seletivo da UEMS tem 51 cursos de graduação com inscrições abertas
Ecoturismo
Baixa temporada em pleno verão em Bonito e Serra da Bodoquena tem tarifário reduzido