Menu
quarta, 22 de maio de 2024
Câmara de Corumbá - Maio Amarelo 2024
Andorinha - Novos Ônibus - Agosto 2023
Geral

Economizando na Ceia

23 dezembro 2015 - 10h04
Como o mar não está para peixe este ano, vale a pena conferir as dicas de uma especialista do Senac sobre como economizar na Ceia de Natal e Ano Novo. No final do ano, os gastos geralmente extrapolam e terminam deixando vestígios para o orçamento do próximo mês, ai a família já começa o ano no vermelho. O preparo das comidas desta época, geralmente contam com ingredientes nobres e que custam mais, por isso, um pouco de planejamento, bom senso e criatividade podem fazer a diferença, é o que sugere Zenir Dalla Costa, coordenadora dos cursos de pós-graduação e extensão em gastronomia do Centro Universitário Senac. A primeira orientação é calcular as quantidades de bebidas e alimentos que serão servidos de acordo com o número de convidados. Pensando numa ceia básica, estima-se que cada pessoa consumirá um total de 770 gramas de alimentos, sendo 100g de entrada, 240g para arroz com frutas secas, legumes ou massa, 180g de carne (ideal ter uma carne de ave, uma carne bovina ou suína), 150g de sobremesa, 100g de frutas variadas e 720 ml de bebidas, entre elas refrigerantes, vinhos e espumantes. Fazendo essa conta simples, já é possível ter uma base do que será necessário comprar. Esse cálculo vale também para ceias sob encomenda. “Na hora de preparar a comida, o que vai ajudar é a criatividade. Experimente fazer combinações diferentes com produtos do dia a dia, isto fará render um prato novo e também especial”, sugere Zenir. Outra dica é que o anfitrião sirva os convidados. Quando cada um se serve, é grande a chance de aumentar a variedade e quantidade de alimentos colocados no próprio prato, possibilitando o desperdício. O ideal é que o anfitrião faça as honras da casa também nessa hora. Não deixar para fazer as compras no supermercado em cima da hora é outro conselho. Pois, sem antecedência, a pesquisa de preço fica comprometida e isto pode aumentar os gastos. Se tiver mais tempo para pensar na ceia, dá para escolher outros produtos e fazer boas substituições. Recorrer às frutas da época também ajuda na economia, além disso, planejar antes garante que você adquira ingredientes mais frescos e de qualidade. Zenir ressalta que a máxima para evitar qualquer gasto que extrapole o planejado é sempre o bom senso. Lembrar que o menos é mais, é importante em diversas ocasiões, inclusive na hora de fazer comida. Com essas dicas, agora é só por em prática e fazer uma ceia bonita, gostosa, criativa e com economia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Começa amanhã consulta a maior lote de restituição do IR da história
Economia
Quase 50 mil pessoas buscam negociar dívidas em MS
Saúde
Projeto que institui vacinação nas escolas vai à sanção presidencial
Na Zona Rural
Vereador quer equipes da Assistência Social, atendendo assentamentos de Corumbá
Segurança
Táxis de Corumbá tem até 21 de junho para implantar QR Code de identificação
Transporte
Corumbá abre credenciamento para 30 autorizações de mototáxi
Marinha e Bombeiros
Idosa vítima de AVC é resgatada por aeronave em fazenda do Taquari
Incentivo
Agricultores familiares de Corumbá entregam 3 toneladas de alimentos no lançamento do PPA
Infraestrutura
Interditada: ponte sobre o rio Paraguai recebe 3ª concretagem neste no fim de semana
Na madrugada
Homem é preso vendendo droga em beco do bairro Borrowski

Mais Lidas

Manifestação
Setor de transporte protesta por falta de combustível e ameaça fechar a fronteira
Agenda Cultural
Evento de som automotivo arrecada doações para RS e Instituto Novo Olhar
Na Câmara
Projeto de Lei Municipal torna laudos de TEA permanentes
Investigação
Padre de MS é denunciado por relacionar bruxaria e satanismo à tragédia no RS