Menu
sexta, 05 de março de 2021
Geral

Economizando na Ceia

23 dezembro 2015 - 10h04
Como o mar não está para peixe este ano, vale a pena conferir as dicas de uma especialista do Senac sobre como economizar na Ceia de Natal e Ano Novo. No final do ano, os gastos geralmente extrapolam e terminam deixando vestígios para o orçamento do próximo mês, ai a família já começa o ano no vermelho. O preparo das comidas desta época, geralmente contam com ingredientes nobres e que custam mais, por isso, um pouco de planejamento, bom senso e criatividade podem fazer a diferença, é o que sugere Zenir Dalla Costa, coordenadora dos cursos de pós-graduação e extensão em gastronomia do Centro Universitário Senac. A primeira orientação é calcular as quantidades de bebidas e alimentos que serão servidos de acordo com o número de convidados. Pensando numa ceia básica, estima-se que cada pessoa consumirá um total de 770 gramas de alimentos, sendo 100g de entrada, 240g para arroz com frutas secas, legumes ou massa, 180g de carne (ideal ter uma carne de ave, uma carne bovina ou suína), 150g de sobremesa, 100g de frutas variadas e 720 ml de bebidas, entre elas refrigerantes, vinhos e espumantes. Fazendo essa conta simples, já é possível ter uma base do que será necessário comprar. Esse cálculo vale também para ceias sob encomenda. “Na hora de preparar a comida, o que vai ajudar é a criatividade. Experimente fazer combinações diferentes com produtos do dia a dia, isto fará render um prato novo e também especial”, sugere Zenir. Outra dica é que o anfitrião sirva os convidados. Quando cada um se serve, é grande a chance de aumentar a variedade e quantidade de alimentos colocados no próprio prato, possibilitando o desperdício. O ideal é que o anfitrião faça as honras da casa também nessa hora. Não deixar para fazer as compras no supermercado em cima da hora é outro conselho. Pois, sem antecedência, a pesquisa de preço fica comprometida e isto pode aumentar os gastos. Se tiver mais tempo para pensar na ceia, dá para escolher outros produtos e fazer boas substituições. Recorrer às frutas da época também ajuda na economia, além disso, planejar antes garante que você adquira ingredientes mais frescos e de qualidade. Zenir ressalta que a máxima para evitar qualquer gasto que extrapole o planejado é sempre o bom senso. Lembrar que o menos é mais, é importante em diversas ocasiões, inclusive na hora de fazer comida. Com essas dicas, agora é só por em prática e fazer uma ceia bonita, gostosa, criativa e com economia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BOLETIM COVID
O mês começa com média de 6 mortes por Covid a cada 24 horas
SAÚDE
MS é o estado que mais aplicou as duas doses da vacina contra a Covid-19
GERAL
Ministério Público denuncia servidores de Ladário por corrupção passiva
GERAL
Bombeiros continuam buscas por homem desaparecido na região do Paiaguás
CONSUMIDOR
Vereador pede relatório ao Procon sobre processos, multas e empresas penalizadas em 2020
ESPORTE
Fluminense estreia no Carioca de olho na final da Copa do Brasil
ECONOMIA
Governo adia para dia 31 reinício de bloqueio e suspensão de benefício
OPORTUNIDADE
Máscara + Renda já beneficiou mais de 1.900 costureiras em todas as regiões do país
RECONHECIMENTO
Câmara vai prestar homenagem às corumbaenses pelo Dia Internacional da Mulher
ACIDENTE DE TRÂNSITO
Colisão de carro e moto deixa mulher ferida no Maria Leite

Mais Lidas

GERAL
Ministério Público denuncia servidores de Ladário por corrupção passiva
POLICIAL
Adolescente infratora é presa no bairro Maria Leite
ACIDENTE DE TRÂNSITO
Colisão de carro e moto deixa mulher ferida no Maria Leite
GERAL
Bombeiros continuam buscas por homem desaparecido na região do Paiaguás