Menu
terça, 16 de abril de 2024
Andorinha - Novos ônibus - agosto 2023
Andorinha - Novos Ônibus - Agosto 2023
Geral

DPU assegura que imigrantes sejam incluídos na fila de transplantes

01 março 2024 - 12h00Assessoria

Qualquer imigrante residente no Brasil tem direito à inclusão de seu nome na fila de transplantes de órgãos, tecidos, células ou parte do corpo humano: é o que a Defensoria Pública da União (DPU) conseguiu assegurar por meio de uma ação civil pública julgada, no último dia 20 de fevereiro, pela Justiça Federal do Ceará (CE). A decisão abrange residentes permanentes e temporários e tem validade em todo o território nacional.

Para o defensor público federal Edilson Santana Gonçalves Filho, que atuou no caso, “a decisão é relevante na medida em que reafirma direitos fundamentais, conferindo tratamento igualitário às pessoas que se encontram em território nacional. A atuação da DPU ocorre a partir de sua missão constitucional enquanto promotora de direitos humanos”.

A Justiça Federal determinou ainda que a União poderá ter de pagar dez mil reais por semana em caso de descumprimento ou demora na inclusão dos migrantes na fila de transplantes. O valor da multa pode chegar a 50 mil reais.

Entenda o caso

Como a DPU tinha recebido o pedido de assistência jurídica de uma venezuelana para realização de um transplante de fígado, que havia sido negado pelo Sistema Único de Saúde (SUS), assim como outros três casos nos últimos dois anos, a então defensora regional de direitos humanos do Ceará, Lídia Ribeiro Nóbrega, percebeu que não se tratava de um caso isolado e decidiu acionar a Justiça Federal, em caráter de urgência, por meio de uma ação coletiva no dia 31 de janeiro deste ano.

Para a defensora, “migrantes em situação de vulnerabilidade estão tendo o seu direito à saúde violado pela negativa do poder público de inseri-los na fila de espera para transplantes de órgãos, tecidos, células ou partes do corpo humano”.

“Deve prevalecer a ordem constitucional posta, que consagra o direito à saúde como dever do Estado, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-o aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no país, independentemente do caráter provisório ou permanente desta residência”, argumentou a defensora na ação civil pública.

Igualdade perante a lei

O juiz que assina a decisão, Jorge Luís Girão Barreto, titular da 2ª Vara Federal do Ceará, ainda reconheceu “a inconstitucionalidade substancial da norma do artigo 38, do Anexo I, da Portaria de Consolidação nº 4 de 2017, do Ministro da Saúde, por vulneração às normas dos artigos 5º e 196 da Constituição Federal”.

Isso significa que, para a Justiça, essa portaria não obedece o que manda a Constituição brasileira, pois o Ministério da Saúde tinha estabelecido que apenas os imigrantes com residência permanente poderiam ter acesso ao transplante de órgãos. Entretanto, os imigrantes com residência temporária ou provisória no Brasil também têm esse direito, como a Defensoria Pública da União conseguiu provar.

O principal argumento da defensoria foi o artigo 5º da própria Constituição Federal, de acordo com o qual, “todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade”.

Receba as notícias no seu Whatsapp. Clique aqui para seguir o Canal do Capital do Pantanal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Em Corumbá
Homem é multado em R$ 4.842 pela pesca ilegal de Dourados no rio Paraguai
Oportunidade
Processo seletivo abre 24 vagas para o HRMS
Destaque
TJMS lança ferramenta para devolver R$ 314 milhões à população
Sancionado
Lei estadual: número de série de bicicleta deve constar no documento fiscal na hora da compra
Termo de Cooperação
Fundo Municipal da Criança destina R$ 87 mil a dois projetos sociais de Ladário
Praça
Vereador denuncia vandalismo nos brinquedos do Jardim da Independência
Destaque
Prefeito empossa 31 aprovados em concurso público da Rede Municipal de Educação
Destaque
Prefeitura divulga relação dos locais de realização das provas do concurso da Guarda Municipal
As provas serão realizadas no próximo domingo, dia 21, no período vespertino
Exército
Menor de idade é flagrada com droga presa ao corpo e escondida na bagagem
Comemorativo
Banda de Música do Exército faz apresentação no Poliesportivo nesta terça-feira (16)

Mais Lidas

Vila Guarani
Autor de homicídio morre em confronto com a Polícia
Policial
Carro que saiu de Corumbá com 98 kg de cocaína é interceptado na BR 163
Tráfico de Drogas
Brasileiras são flagradas com 10 kg de cocaína na BR 262
Preço baixo
De perfumes a eletrônicos, leilão da Sefaz/MS abre visitação