Menu
quinta, 13 de junho de 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Geral

Dívida das empresas com o Estado aumenta R$ 1,8 bilhão em um ano

22 agosto 2022 - 09h39Eduardo Miranda do Correio do Estado

A dívida ativa de Mato Grosso do Sul aumentou R$ 1,8 bilhão em 2021, indicam relatórios do governo de MS a que o Correio do Estado teve acesso. E o motivo é a inscrição de débitos de grande monta, sobretudo, de empresas privadas que não têm honrado seus impostos em dia. Em 2020, o ingresso de créditos na dívida ativa do Estado foi bem menor: R$ 471.547.540,34 

Ou seja, o ingresso de novos créditos na dívida ativa em 2021 foi quase quatro vezes maior que no ano anterior (283%). 

Sozinho, um grupo de 11 empresas foi responsável pela inscrição de mais de R$ 1 bilhão na dívida ativa de Mato Grosso do Sul no ano passado. Muitas das empresas que figuram na lista de devedores de impostos são bem conhecidas do público em geral. 

A campeã de débitos inscritos na dívida ativa de Mato Grosso do Sul em 2021 foi a multinacional do setor de bebidas Ambev, cujo débito de R$ 283.882.892,32 (grande parcela do valor em impostos atrasados e multas) entrou para o rol da dívida ativa do Estado. 

A vice-campeã na lista dos maiores débitos inscritos na dívida ativa no ano passado foi a Oi S.A., empresa de telecomunicações que está em recuperação judicial e que no período deixou de repassar para os cofres de Mato Grosso do Sul um montante de R$ 154.482.839,99. 

O terceiro maior débito da dívida ativa incorporado em 2021 pelo Fisco sul-mato-grossense é de outra empresa da área de telefonia. A pessoa jurídica é a Global Village Telecom (GVT), que teve um débito de R$ 169.240.310,20 não repassado ao Estado. Atualmente, a empresa pertence à espanhola Telefonica, cujo nome de fantasia é Vivo e em Mato Grosso do Sul deu escala para o braço de telefonia fixa e internet fibra óptica da multinacional. 

O quarto maior devedor inscrito em 2021 é uma empresa já baixada na Receita Federal do Brasil, a CGMS Comércio e Serviços Eireli, cujo nome de fantasia era Construfort. O débito não recolhido ao governo é de R$ 81,1 milhões de reais.   

Na sequência aparecem a Oi Móvel, braço da Oi que foi vendido às empresas Tim, Claro e Vivo (Telefonica) e que tem uma dívida de R$ 54,6 milhões inscrita em 2021 pelo Fisco.   

As empresas São Fernando Energia (R$ 53,1 milhões), Centro-Oeste Transporte de Grãos (R$ 51,7 milhões), Frigorífico BXB Ltda. (R$ 80,2 milhões), Telefonica Brasil Ltda. – Vivo (R$ 37,9 milhões), Devair Sabino Gomes (R$ 28,6 milhões) e Intercement Brasil S.A. (R$ 25,8 milhões) completam os 11 maiores débitos inscritos na dívida ativa de Mato Grosso do Sul no ano passado, que somados atingem a importância de R$ 1.020.021.577,75.   

As estatísticas não levam em conta os programas de refinanciamento de dívidas (Refis) que o governo abriu no início do ano.   

Não tributária

Também ingressaram na dívida ativa créditos considerados não tributários. Normalmente, são taxas, multas, e outros tipos de cobranças feitas pelo Estado que tem outra natureza, tendo como origem, por exemplo, o poder de polícia ou mesmo punições por órgãos da administração pública.   

Este estrato da dívida ativa não tributária atingiu R$ 702.208.197,71 em 31 de dezembro de 2021. No ano anterior, 2020, o mesmo saldo da dívida estava em em R$ 487.829.900,59.   

Estoque

Em Mato Grosso do Sul, o estoque da dívida ativa tributária em 31 de dezembro do ano passado era de R$ 18,3 bilhões. Deste montante, apenas R$ 2.955.198.196,76 eram de empresas cuja situação estava ativa (com inscrição estadual ativa ou suspensa).   

Um total de R$ 10.986.979.674,99 é de empresas que já tiveram suas inscrições estaduais canceladas. Há ainda outros R$ 3.958.459.790,74 de créditos baixados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Em até 9X
Ladário: prazo para incluir taxa do lixo na fatura de água encerra dia 14
Cidadania LGBTQIA+
Certidão de nascimento garante cidadania, direitos e renascimento de novas histórias
Viva a São João
Estão abertas as inscrições para concursos de Andores, Miniandores e Quadrilhas Juninas
Praça da Independência
Cerimônia cívico-militar comemora os 157 da Retomada de Corumbá
Edital
Sindicato convoca trabalhadores da J&F Mineração para Assembleia Geral
Economia
Em novo recorde para o mês, Junta Comercial registrou abertura de 960 empresas em maio
Cidade
Bancos não abrem neste feriado da Retomada de Corumbá
24 horas
Colisão entre carro e bicicleta faz duas vítimas na manhã desta quinta
Irregularidade
Operação Comércio Legal III apreende mais de 3 toneladas de mercadorias em Corumbá
Operação
Bombeiros seguem com combate à incêndios em três pontos do Pantanal

Mais Lidas

Infraestrutura
Moradores falam de melhor qualidade de vida após lajotamento de vias no Cravo Vermelho
Turismo
Consultoria vai facilitar certificação internacional para destinos e negócios de turismo em MS
Meio Ambiente
Câmara pede apoio técnico e logístico ao Governo Federal para combater queimadas no Pantanal
Meio Ambiente
Estudo alerta para escassez hídrica e aumento de mais de 1000% em incêndios no Pantanal