Menu
domingo, 26 de maio de 2024
Andorinha - Novos ônibus - agosto 2023
Andorinha - Novos Ônibus - Agosto 2023
Geral

Detran-MS tenta derrubar na Justiça exigência de exame toxicológico para motoristas

05 março 2016 - 14h14Gesiane Medeiros
Desde a última quarta-feira (2) os motoristas de transporte de carga e passageiros estão obrigados a fazer exame toxicológico, por determinação do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), que comprove a não utilização de drogas. O procedimento acusa o uso, nos últimos 90 dias, de entorpecentes como maconha, cocaína, crack, anfetaminas e metanfetaminas. O Detran de MS se posicionou contra a obrigatoriedade e entrou com ação judicial federal para derrubar a exigência, que determina a realização do exame no ato da contratação ou demissão do profissional. Segundo o Campo Grande News, outros estados do país, como São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Pernambuco e Tocantins já obtiveram ganho de causa, e a justificativa apresentada foi de que nenhum outro lugar no mundo utiliza uma ação de saúde pública como esta, porém todas enfatizam que o motorista não pode conduzir nenhum tipo de veículo sob o efeito de qualquer substância psicoativa. A assessoria de imprensa do órgão estadual declarou ao jornal da capital que, “O Detran-MS espera nos próximos dias a obtenção de decisão favorável da Justiça para a suspensão da exigência do exame toxicológico, para que assim possa continuar atendendo o seu usuário de forma satisfatória”. A norma do Contran exige o exame toxicológico para renovação ou obtenção da carteira nacional de habilitação (CNH) nas categorias C, D e E, e o Conselho Federal de Medicina compartilha da opinião do Detran, juntamente com a Associação Brasileira de Medicina de Tráfego Abramet (Abramet). Segundo a Agência Brasil o exame custa R$ 350 e apenas seis laboratórios foram credenciados no Brasil.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Meio Ambiente
Relatório da ONU sobre o clima responsabiliza a humanidade por aumento de fenômenos extremos
Facilidade
Mais de R$ 1,8 milhão em taxas judiciárias já foram pagos via Pix
Variedades
Cassinos Online: Sorte e estratégia na era digital
Reitoria
Colégio Eleitoral da UFMS mantém Camila Ítavo em primeiro lugar na lista tríplice
Meio Ambiente
Juiz mantém proibido o desmate no Parque dos Poderes
Crime
Na delegacia, assassino "confesso" diz que conheceu corretora em aplicativo
Educação
UEMS e Fundect investem R$ 4 mi para fortalecer ensino superior em Mato Grosso do Sul
Em Maracaju
Estudantes do IFMS levam tecnologia a maior evento agro do Estado
Destaque
Dia da Indústria: Longen destaca força do setor industrial de Mato Grosso do Sul
Extrema magreza
Polícia resgata cães em situação de maus-tratos no Popular Nova

Mais Lidas

Tráfico de Drogas
Boliviana é presa com 12,7 kg de cocaína em botijão de gás transportado dentro de mala
Soldado Cidadão
Projeto da Marinha vai oferecer formação de condutores para recrutas em Ladário
Interdição
Ponte sobre o rio Paraguai fecha às 17 horas deste sábado; interdição deve durar 19 horas
Investigação
Polícia Civil prende homem acusado por furto de joias e celulares na cidade