Menu
sexta, 15 de janeiro de 2021
Andorinha - campanha dezembro
Andorinha - Dezembro
Geral

Criação de áreas de livre comércio na fronteira é aprovada na Câmara

18 abril 2018 - 08h44Assessoria de imprensa

O projeto do deputado Dagoberto Nogueira (PDT) que cria áreas de livre comércio em Ponta Porã e Corumbá foi aprovado nesta terça-feira (17) na comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados. Ao prever isenções fiscais para a instalação e operação de indústrias e empresas nestes dois municípios, o PL 533/2015 vai fomentar o desenvolvimento econômico e gerar empregos. Agora o Projeto será analisado no Senado antes de seguir para sanção presidencial. 

“Estamos numa luta contra o narcotráfico em todo o país e esse projeto será muito importante para essa batalha. Já fui secretário de Justiça do Estado por duas vezes e conheço a realidade. Nesses duas cidades passam a maior parte das drogas e armas que chegam ao nosso país. Na fronteira é possível comprar qualquer tipo de arma. Além disso, só com o contrabando de cigarros o Brasil já perdeu mais de R$ 30 bilhões. Se não enfrentarmos esse problema na fronteira, não farão nenhuma diferença os bilhões investidos em segurança nos grandes centros do país”, afirmou Dagoberto. 

“Tenho certeza que várias empresas vão aproveitar esse diferencial fiscal para se instalar nos dois municípios. Precisamos gerar desenvolvimento em Corumbá e Ponta Porã. Precisamos gerar emprego e levar população para a fronteira para melhorar a qualidade de vida as pessoas e combater o crime. O nosso mandato garante assim um importante avanço para o Mato Grosso do Sul”, declarou Dagoberto.

O projeto de lei 533/2015 prevê a isenção dos impostos de importação e sobre produtos industrializados para viabilizar a instalação de empresas na região de fronteira. Enquanto Corumbá tem um dos portos fluviais mais importantes do país e já está praticamente interligada com Ladário, Puerto Suarez e Puerto Quijarro, Ponta Porã está conectada com Pedro Juan Caballero e possui uma infraestrutura de transporte suficiente para escoar a produção.

Não serão concedidos os incentivos fiscais para empresas que produzam armas, munições, veículos de passageiros, bebidas  alcoólicas e fumo e seus derivados. Além disso, a isenção dos dois impostos só será reservada para produtos Industrializados que se destinem ao mercado nacional.

Assista à defesa do projeto feita pelo deputado Dagoberto na comissão de Constituição e Justiça - https://youtu.be/bEbCE-aV08k

Ouça o áudio da defesa - https://soundcloud.com/dagobertopdt/untitled-prcriacao-de-areas-de-livre-comercio-na-fronteira-e-aprovada-na-camara-oject

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID-19
MS chega à metade de janeiro com 272 mortes por Covid-19
CAMPANHA SAÚDE MENTAL
Janeiro Branco: Profissionais falam da importância de cuidar da saúde mental
POLICIAL
PRF e PM apreendem 581 Kg de maconha em MS
Utilidade
O melhor formato de vídeo para o seu Mac
EDUCAÇÃO
Veja cinco dicas para se preparar para o Enem 2020
EDUCAÇÃO
IEL está com inscrições abertas para o curso de planejamento estratégico
SAÚDE
Centro e Borrowiski recebem ação de combate à dengue nesta sexta e sábado
ECONOMIA
Nascidos em julho podem sacar auxílio emergencial a partir de hoje
POLICIAL
Jovem com mandado de prisão em aberto é preso no Loteamento Pantanal
POLICIAL
Homem é preso por violência doméstica no Bairro Cristo Redentor

Mais Lidas

CHUVA FORTE
Tempestade atinge 220 famílias em Corumbá
COVID-19
Criança de 8 morre por coronavírus em MS, somando 2.625 mortes pela doença
POLICIAL
Policiais prendem homens por lesão corporal dolosa e ameaça no Loteamento Pantanal
RECLAMAÇÃO DO CONSUMIDOR
Consumidor paga conta e tem água cortada