Menu
sexta, 21 de junho de 2024
Governo - Detran MS
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Geral

Corumbaense disputa o mundial de Basquete Máster na Argentina

04 setembro 2023 - 09h37Gesiane Sousa

O sonho da atleta Juçaara Paiva, que hoje representa o Brasil no Campeonato Mundial de Basquete Máster, na cidade de Mar Del Plata, na Argentina, inicou quando ela ainda tinha apenas 11 anos, idade em que conheceu o basquete, na sua cidade natal, Corumbá. De lá pra cá, Juçara jogou no time de Corumbá e por muitos anos defendeu o Estado do Mato Grosso do Sul (MS), sendo inclusive campeã Brasileira por MS, passou por times de grandes cidades como São Paulo, Salvador e Rio de Janeiro, até integrar a seleção brasileira na categoria máster.

A atleta conta que se apaixonou pelo basquete já na primeira semana de treinamento em Corumbá, onde aprendeu a jogar com o professor e amigo José da Conceição Padilha. "O Padilha foi meu professor e incentivador. Comecei jogando com ele na Escola Estadual Júlia Gonçalves Passarinho, ganhamos vários campeonatos escolares. Éramos conhecidas como as garotas de Ouro do Professor Padilha. Tempo bom que com certeza ficará eternamente na minha memória e de muitos corumbaenses. Tenho eterna gratidão ao meu Mestre e amigo, professor Padilha", relembra Juçara.

Esta é a terceira convocação de Juçara para a Seleção Brasileira, a primeira foi para o PanAmericano, em Natal, no Brasil, a segunda, também para o PanAmericano, em Entre Rios, na Argentina e, nesta terceira vez, para o Mundial em Mar Del Plata, também na Argentina, onde disputa com atletas de alto rendimento.

A categoria master, com atletas acima de 30 anos,  promove a importância da continuidade da vida esportiva. A FIMBA (Federação Internacional de Basquete) encara o trabalho com o propósito de organizar, promover, dirigir e controlar a prática do Basquete Master, que tem crescido e alcançado destaque em todo o mundo.

"Estou muito feliz por representar o Brasil, feliz por estar neste evento de nível extremamente alto e competitivo. Representar o país exige comprometimento, disciplina e foco. Eu deixei de fazer muitas coisas para me dedicar aos treinos, que exige uma vida social regrada", destaca a atleta.

Mesmo com tantas conquistas, Juçara diz que ainda não é hora e parar, após o mundial, ela continua treinando. Ainda neste ano, em novembro, ela disputa o Campeonato Brasileiro, na cidade de São Luís do Maranhão, defendendo o time do Rio de Janeiro. Para 2024, o foco são o PanAmericano, que será realizado no México, e o Mundial, na Suiça.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Orientação
Fumaça provocada pelas queimadas no Pantanal exige cuidados extras com a saúde
Flagrante
Dupla é presa com quase 4 kg de maconha em ônibus que seguia para Capital
IBGE
Empresas formadas apenas por sócios e proprietários eram maioria e pagavam menores salários em 2022
Reunião
Brigada Voluntária define plano de ação em caso de incêndio na Apa Baía Negra
Tradição
Banho de São João começa hoje com Concurso de Andores e show de Thaeme e Thiago
Frota
Saúde de Corumbá ganha reforço com nova ambulância UTI Móvel
Oportunidade
Senai e Governo de MS lançam edital de R$ 10 milhões para iniciativas de bioeconomia na indústria
Utilidade Pública
Paço Municipal terá atendimento ao público em horário diferenciado na segunda-feira, dia 24
Cidadania
Programa Povo das Águas atende ribeirinhos do Taquari a partir deste domingo
Operação
Grupo Técnico inicia trabalho de resgate à animais atingidos pelo fogo no Pantanal

Mais Lidas

Cultura Pantaneira
Concurso de Andores e show de Thaeme e Thiago abre Banho de São João nesta sexta (21)
Paredão de fogo
Equipes atuam em cinco frentes de combate ao fogo no Pantanal
Em Dourados
Justiça do Trabalho de MS determina redução de jornada para trabalhador acompanhar filho com TEA
O caso é de Dourados e a redução da jornada de trabalho é de 50%, sem compensação de horas ou perda salarial para o trabalhador
Assistência
Abertas as inscrições para Casamento Civil Comunitário 2024 em Corumbá