Menu
quarta, 28 de julho de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Expresso Mato Grosso - Promoção de Junho
Geral

Corumbá vive momento de tensão política, assim como o resto do país

14 março 2018 - 08h33José Carlos Cataldi e Sylma Lima

O momento político brasileiro é de franca ebulição. A possibilidade de Lula ser preso e ficar inelegível tem repercussão em todas as pretensões presidenciais, diante da pulverização dos votos entre um número significativo de postulantes à subida da rampa em 2019.

No cenário em que o ex-presidente da República e Bolsonaro polarizavam, agora o ‘Capitão’ permanece  confrontado com outros candidatos. E estaria com vantagem, num inevitável segundo turno.

Há reflexos nos estados, onde os presidenciáveis buscam palanques. Geraldo Alckmin (PSDB) fragilizado no próprio partido, não conseguiu convencer Antônio Anastasia a lutar pela governadoria de Minas Gerais. No Mato Grosso do Sul quer o apoio de Reinaldo Azambuja, mas o governador está mais empenhado em salvar a própria reeleição do que qualquer outra coisa. Sabe que mesmo com a máquina, não vai ser páreo para Andre Puccinelli (MDB), ganhando a cada dia, significativos apoios, como agora o do ex-prefeito de Corumbá e ex-deputado Paulo Duarte, com penetração em todos os estados, pelo tempo em que era o homem forte do governo Zeca do PT.

Outros nomes de peso vão chegando ao Partido de André, aproveitando a janela aberta para migrações. Com a experiência e popularidade de Paulo Duarte, Puccinelli começa a pilotar um rolo compressor.

Duarte já foi petista, atuou no PDT, mas não aceita a legenda ser atribuída ao ex-juiz Odilon. Uma das costuras importantes de Paulo foi trazer o também ex-prefeito de Corumbá e ex-deputado estadual Éder Brambilla para apoiar André Puccinelli, e, com grande chance de conquistar uma cadeira de Deputado Federal, recuperando grande anseio do Pantanal, desde Elíseo Curvo.

Fica nas mãos do Povo de Corumbá e Ladário decidir se vai ter, depois de anos, representantes na Assembléia Legislativa do Mato Grosso do Sul e em Brasília. Basta não perder o foco em nomes que têm chance e compromisso com a região. O cenário indica , pelos arremedos políticos, quem está levando vantagem. 

Resta-nos aguardar o restante das filiações e anuncio dos candidatos à vice de cada chapa que vai buscar o almejado posto de chefe maior do Estado de MS. Pelo PDT o juiz federal aposentado Odilon de Oliveira já anunciou nome de Chico Maia ao senado.  Azambuja que busca a reeleição pelo PSDB, já confirmou o apoio de um dos clãs dos Trads, desta vez é o médico Nelsinho Trad ,PTB,  ex prefeito de Campo grande, que vai concorrer ao senado, aliás, aliado desde ‘menino’ ao ‘emedebista’ Puccinelli.

Neste ponto fica a dúvida. Se Nelsinho, amigo particular de André, faz composição com Azambuja, será mesmo que o MDB não vai coligar com os tucanos? O fato é que parceiros de uma vida toda estão em lados opostos e , nenhum dos três partidos anunciaram a vaga a vice. Deve ser muito difícil não encontrar um nome forte no Estado, ou de pessoas que não estejam ligados a escândalos políticos, ou postulantes que passaram pelo senado em brancas nuvens. Até o juiz Odilon sofre o mesmo impasse. O nome de peso para isso seria do médico Ricardo Ayache, porem este já definiu posição e deve engrossar o time de Puccinelli, por isso a incógnita. Sairia Ayache candidato ao senado pela chapa do italiano, e este se juntaria ao PSDB lançando o atual presidente da Assembléia o emedebista Junior Mochi a vice de Azambuja? Tudo ainda no campo das hipóteses, mas que faz sentido....Faz...

Quanto a Corumbá o prefeito Marcelo Iunes se alinhou ao PSDB de Azambuja e lançou candidata da composição por Corumbá a ex primeira dama Beatriz Cavassa. O vereador Tadeu Vieira  anunciou interesse pela cobiçada 'cadeira' na Assembléia. Quanto mais nomes forem surgindo, mais força perde o pacto politico que lutaria para eleger um corumbaense e deixar a cidade bem representada no cenário estadual. Façam suas apostas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Olímíadas
Tóquio: seleção brasileira vence a Arábia Saudita e avança às quartas
Calendário
Comprovação para a primeira chamada do Prouni termina hoje
Na Capital
Júri absolve assassino confesso por ele ter agido em "ato de desespero"
28 de julho
Dia do Agricultor: data valoriza papel dos trabalhadores rurais na economia
Com restrições
Visitas presenciais são retomadas a partir de 1º de agosto nos presídios de MS
Monitoramento
Ladário sai da bandeira vermelha e volta para laranja
Posicionamento
Com vacinação de profissionais da educação, volta às aulas presenciais é urgente
340 vagas
Matrículas para cursos de línguas do IFMS começam nesta quarta (28)
Retomada
Fundtur apresenta calendário de eventos para promoção online e presencial do turismo de MS
Ilumina Pantanal
Projeto leva energia solar para sete municípios e mais de 2 mil famílias no Pantanal

Mais Lidas

Em Corumbá
Receita Federal publica Edital para leilão de 82 lotes
Agressão
Homem é preso após arremessar cadeira contra esposa
Distribuição
Corumbá e Ladário recebem novas doses da vacina contra Covid
Novo Parceiro
Santhiago forma nova dupla e retorna para música