Menu
domingo, 26 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Corumbá vai ficar sem água até as 18h deste sábado

17 fevereiro 2018 - 11h42sanesul

A Sanesul informa que poderá haver falta de água nos seguintes bairros: TODA A CIDADE

Período

Início: 17/02/2018 08:23

Término: 17/02/2018 18:00

Motivo

A Sanesul informa à população de Corumbá que em virtude de falta de energia elétrica na captação do sistema abastecimento, poderá ocorrer interrupção no fornecimento de água hoje dia 17/02/2018, sábado, em toda a cidade. A previsão de normalização do abastecimento está prevista para às 18:00 horas.

Será feito todo o possível para minimizar o tempo deste serviço. É importante que a população evite o desperdício de água. Desde já a Sanesul agradece a compreensão de todos.

Caso tenha alguma dúvida, por favor, entre em contato com o nosso SAC - Serviço de Atendimento ao Consumidor 24 horas, gratuitamente, pelo telefone: 0800 67 6010.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Denúncia
Homem morre e família acusa médica da UPA de negligência
Palestras
3ª edição da Semana da Saúde do Sesc tem foco nos reflexos da pandemia
SCT 2021
IFMS abre inscrições para Semana de Ciência e Tecnologia
Javaporco
PMA flagra criação ilegal de javalis em propriedade de Dourados
Alerta
De agendamentos a esquemas de 'pirâmides', entenda os maiores golpes do Pix em MS
Retomada
Fundtur recebe inscrições no Programa "Incentiva+MS Turismo" até 5 de outubro
Bonito
Mulher é multada em R$ 5 mil por desmatamento ilegal em área protegida
Imunização
Veja quem pode se vacinar neste fim de semana em Corumbá
Balanço
Mais de 50% das drogas apreendidas na Operação Fronteiras e Divisas I são de MS
Economia
Comércio deve facilitar pagamento e ser cauteloso para o Dia das Crianças

Mais Lidas

Denúncia
Homem morre e família acusa médica da UPA de negligência
Imunização
Veja quem pode se vacinar neste fim de semana em Corumbá
Desenvolvimento
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
Bonito
Mulher é multada em R$ 5 mil por desmatamento ilegal em área protegida