Menu
sábado, 20 de abril de 2024
Andorinha - Novos ônibus - agosto 2023
Andorinha - Novos Ônibus - Agosto 2023
Geral

Corumbá registra primeira morte de profissional de saúde por Covid-19

23 junho 2020 - 08h40Gesiane Sousa

A técnica de enfermagem Rosimeire Ajala, de 44 anos, era conhecida na maternidade da Santa Casa de Corumbá como Rose Bombom. Rose é a primeira profissional da saúde, atuante na linha de frente, a morrer por Covid-19 na cidade. O hospital municipal está em luto.

Segundo informações da saúde municipal, Rose havia feito dois testes rápidos que deram negativo para o novocoronavírus, porém os sintomas que pioravam a cada dia, se agravaram ainda mais em 15 de junho, quando foi internada. Resulto de exame laboratorial confirmou a suspeita de Covid-19 no dia seguinte da sua internação. Rose recebeu tratamento e se manteve internada até a madrugada desta terça-feira (23), quando por volta 1h15, perdeu a luta contra o vírus e morreu. Rose tinha quadro clínico de diabetes e hipertensão.

Em nota, a prefeitura relembrou que Rose era servidora do município desde janeiro de 2014, e que sua vida era dedicada ao trabalho e à profissão. Citou ainda que a personalidade alegre, proativa, humana, de fácil relacionamento de Rose deixar saudades nos colegas de trabalho.

Na rede social Facebook, amigos e familiares postam recordações, elogios, mensagens de força à família e luto. Em uma delas, bastante emocioanda, a médica e colega de trabalho de Rose na Santa Casa, Elisangela Lira Bonifácio, falou com pesar da morte e desabafou que de alguma forma, eles, profissionais da saúde, que salvam tantas vidas, não cosneguiram salvar a de Rose. Em sua postagem na íntegra, Elisangela disse: "Que Virus é esse meu Deus???? Que não nos da chance, que não nos da folego e que ao mesmo tempos deixa tantas pessoas incredulas. Que tristeza, em saber que a ultima vez que te vi, foi onde te conheci Rosimeire Ajala, saindo de um plantão vc Na porta da Maternidade de longe me viu e acenou, sempre com sorriso, alegre. Você foi guerreira, foi profissional, foi amiga, foi humana. Que tristeza.... que de alguma forma não conseguimos te proteger, não conseguimos te tirar dessa, mas sei que Deus está te acolhendo, te cobrindo de amor. Mas a tristeza e as lembranças serão eternas. Há muitas coisas a dizer, mas vou só te agradecer por tudo. Vá com Deus, vai em.paz, VOCÊ COMBATEU O BOM COMBATE, NAO ABANDONOU SEU JURAMENTO, ATENDENDEU, SE DEDICOU, FOI ENFERMAGEM, FOI AMOR. OBRIGADA POR TUDO".

Deixe seu Comentário

Leia Também

2ª edição
Conferência Municipal discute propostas para consolidação do Sistema Único de Saúde
Operação Esculápio
Prefeitura diz que não foi informada sobre ação da PF
Corumbá
Seis animais foram resgatados e um homem foi conduzido por maus-tratos na Operação Abril Laranja
Incentivo
Ônibus será gratuito no dia de Concurso Público
Entrevista
Sonia Guajajara defende maior participação indígena nas políticas públicas
"Leão, amigo das crianças"
Moinho Cultural lança campanha para doação via Imposto de Renda
Artigo
Mulheres indígenas e suas lutas para mudar a história
Mudanças
Rodovias federais terão pontos de descanso para motoristas
Economia
Rendimento domiciliar do brasileiro chegou a R$ 1.848 em 2023
Turismo
Bonito Convention realiza sua primeira assembleia presencial após pandemia

Mais Lidas

4ª convocação
Atleta corumbaense disputa Pan-Americano de Basquete Máster no México
Em ônibus
Cão farejador identifica mala abandonada com 25,5 Kg de pasta base de cocaína
Plantão
Moradores do Centro América acionam os Bombeiros para conter Pitbull agressivo
Destaque
Plano de Combate a incêndios prevê instalação de 13 bases avançadas no Pantanal