Menu
terça, 19 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Corumbá prevê orçamento de R$ 785,09 milhões para 2022

08 outubro 2021 - 09h54Redação com informações da Câmara Municipal de Corumbá

A previsão do Orçamento do Município de Corumbá para 2022 é e R$ 785.093.900,00, 17,82% (R$ 139.906.555,00) acima do Orçamento atual (2021), que é de R$ 645.187.345,00. A proposta foi apresentada na noite de ontem, quinta-feira (07) durante Audiência Pública na Câmara Municipal de Vereadores, juntamente com o Plano Plurianual (PPA) 2022/2025. 

A apresentação do Projeto da Lei Orçamentária de 2022 e do PPA 2022/2025, foi feita pelo superintendente Paulo Narimatsu, da Secretaria Municipal de Finanças e Orçamento. Antes, o secretário adjunto da pasta, Álvaro Bernardo de Lima, fez a entrega dos documentos à vereadora Raquel Bryk, presidente da Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara, que presidiu os trabalhos. 

A vereadora, por sinal, considerou o evento como de “extrema importância”, e que foi uma oportunidade que o Poder Executivo teve para “detalhar a Lei Orçamentária Anual prevista para o próximo ano, bem como sobre a aplicação de recursos nos próximos quatro anos, previstos no Plano Plurianual”. 

Aplicações

Do total previsto no Projeto de Lei, a maior fatia caberá à Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (R$ 172.842.000,00), seguido da pasta da Saúde (R$ 156.937.500,00) e da Educação (R$ 150.303.000,00). 

Novamente, o Poder Executivo prevê aplicar nos setores de Educação e Saúde, índices acima dos previstos na legislação, em relação aos recursos oriundos da Receita de Impostos. Estão previstos 25,73% da educação de um total de R$ 441.303.000,00, e para a Saúde 19,87%, de um total de R$ 436.303.000,00. 

Já os gastos previstos com pessoal em relação à Receita Corrente Líquida (R$ 619.300.700,00), ficaram abaixo dos índices previstos na Lei de Responsabilidade Fiscal (R$ 294.988.750,00, ou 47,63%). Pelo lado do Poder Legislativo, o gasto com pessoal também ficará bem abaixo das exigências da LRF (R$ 29.222.000,00, 2,78%). 

PPA 2022/2025 

Ainda na Audiência Pública, o Poder Executivo fez a apresentação do Plano Plurianual (PPA) 2022/2025, que tem como previsão orçamentária de R$ 785.093.900,00 para 2022; R$ 777.052.308,00 para 2023; R$ 834.398.757,00 para 2024, e R$ 916.516.622,00 para 2025. 

A proposta é investir em quatro grandes programas, Desenvolvimento Social, Desenvolvimento Econômico e Ambiental, Desenvolvimento da Infraestrutura d Município, e Desenvolvimento da Gestão. 

O Desenvolvimento Social tem como proposta, investir em políticas públicas com vistas a melhorar o Índice de Desenvolvimento Humano do Município de Corumbá. Hoje, o Município representa a quinta economia do Estado, no entanto o seu IDH está posicionado na 26ª posição dentre os 79 municípios sul-mato-grossenses. 

Já o Desenvolvimento Econômico e Ambiental visa fomentar o desenvolvimento das cadeias produtivas e dos arranjos produtivos locais em bases sustentáveis, tendo como ponto de partida a matriz econômica do Município para aumentar a competitividade da economia local. 

O PIB hoje é de R$ 3.056.326,57 e não reflete em uma melhor condição de vida da população. Por isso há necessidade de cooperação entre os atores econômicos para a geração de emprego e renda. 

No Desenvolvimento da Infraestrutura do Município, o Poder Público busca recuperar e ampliar a infraestrutura urbana e rural como forma de melhorar da qualidade de vida do cidadão, do escoamento da produção e o aspecto urbanístico do Município. 

Tem como justificativa os maiores eixos de desenvolvimento do Município que são o turismo, a agropecuária e a mineração, sendo essencial manter a infraestrutura urbana e rural em boas condições, além da ampliação da infraestrutura logística do município. 

Em relação ao Desenvolvimento da Gestão, a proposta é modernizar e aperfeiçoar métodos, processos e sistemas de gestão, proporcionando mais transparência e eficiência na prestação do serviço público. 

A justificativa é que a administração pública ainda carece de métodos e processos mais ágeis e com menores custos, como forma de otimizar a utilização dos recursos públicos e maximizar o retorno à sociedade, atendendo às determinações dos órgãos de controle. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Flexibilidade
Com redução dos casos de Covid-19, Prefeitura altera Toque de Recolher em Corumbá
Monumento Histórico
Vereadores defendem resgate de antigo Farol do Balduíno no Rio Paraguai
Sem Emendas
Câmara aprova Moção em Apoio à regulamentação da profissão de podologia
Pobreza Menstrual
Vereadora pede apoio de deputados para derrubar veto presidencial na distribuição de absorventes
Em tramitação
Proposta cria programa de apoio a catadores de recicláveis em Corumbá
Briga Antiga
Anatel convoca a Oi para reunião sobre internet em Corumbá
Na Câmara
Vereador questiona índices do ICMS Ecológico estabelecidos para 2022
Desdobramento
Denúncia contra os nove indiciados pelo Dracco na Operação "Dark Money" vira processo judicial
Desdobramentos
PF apreende arma, munição e faz termo de conduta durante operação Mercês
Crime na Capital
Após disparos, polícia prende ladrões que fizeram idosa e cuidadora de reféns na Capital

Mais Lidas

Capital e Chapadão do Sul
SAD divulga abertura de Processo Seletivo da Agepan
Crime
Motorista de aplicativo é sequestrada e tem carro roubado; dois dos assaltantes foram presos
Prisão
Homem é preso após invadir e roubar escola no centro
Impressionante
Moto Titan com débitos de R$ 107 mil é aprendida em blitz do Detran-MS no fim de semana