Menu
segunda, 24 de junho de 2024
Pantanal Tec - UEMS
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Geral

Corumbá celebra Dia Internacional da Mulher Negra, Latino-Americana e Caribenha

25 julho 2022 - 10h39Assessoria/PMC

Celebrado nesta segunda-feira, 25 de julho, o Dia Internacional da Mulher Negra, Latino-Americana e Caribenha foi comemorado em Corumbá na sexta-feira (22), com evento na praça do bairro Nova Corumbá. A ação promovida pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania, contou com músicas, danças, desfile e barracas com comidas típicas. 

“A data visa reforçar os direitos das mulheres negras na sociedade. Para nós, é uma data que nos leva à reflexão visando estimular a consciência ética para alcance de igualdade e cidadania”, destacou o gerente de políticas públicas para igualdade racial, Alexsander Pereira de Souza. Ele enfatizou que, por orientação do prefeito Marcelo Iunes, a Prefeitura de Corumbá “trabalha políticas públicas que permitam exaltar sua importância perante a sociedade e que possam realmente ter o seu papel reconhecido”. 

Para a gerente de Políticas Públicas para a Mulher, Tatiana Teixeira Pécora, a ação além de garantir visibilidade, reforçou a importância da data para conscientização da sociedade. Ela ressaltou que em Corumbá, “a Prefeitura executa um amplo trabalho voltado para o fortalecimento da promoção de igualdade entre mulheres e homens”. 

O Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha foi criado em 25 de julho de 1992, durante o ‘I Encontro de Mulheres Afro-Latino-Americanas e Afro-Caribenhas’, em Santo Domingos, República Dominicana, quando a data foi definida como o marco internacional da luta e da resistência da mulher negra. 

O objetivo é ampliar e fortalecer as organizações de mulheres negras, construir estratégias para a inserção de temáticas voltadas para o enfrentamento ao racismo, sexismo, discriminação, preconceito e demais desigualdades raciais e sociais. É também um dia para ampliar parcerias, dar visibilidade à luta, às ações, promoção, valorização e debate sobre a identidade da mulher negra brasileira. 

No Brasil, a data também é nacional, foi instituída pele lei nº 12.987/2014, como o Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra. Tereza de Benguela foi uma importante líder quilombola que viveu durante o século 18. Os quilombos eram formados por aldeias de escravos que fugiam das fazendas. Ela era casada com José Piolho, que chefiava o quilombo do Piolho ou Quariterê, nos arredores de Vila Bela da Santíssima Trindade, no Mato Grosso. Quando o marido morreu, ela assumiu o comando da comunidade, revelando-se uma líder. 

 
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Meio Ambiente
Brigadistas atuam na divisa com a Bolívia para fogo não chegar à Serra do Amolar
Reforço
Mais três aeronaves chegam neste sábado para fortalecer combate à incêndios no Pantanal
Público-alvo
Com doses próximas do vencimento, Ministério da Saúde amplia vacinação contra dengue
18 km de distância
Bombeiros monitoram incêndio na divisa com Mato Grosso
Destaque
Hospital Regional de Mato Grosso do Sul renova selo de Hospital Amigo da Criança
2ª noite
Concurso de Quadrilhas Juninas é atração deste sábado no Banho de São João
Tradição
Concurso premia 10 andores na primeira noite do Arraial do Banho de São João
Em Aquidauana
Pantanal Tech MS promove painéis empresariais sobre mercado da carne e nutrição animal
Trabalho que emociona
"Bombeiros são anjos", diz idoso resgatado das chamas na região do Bracinho
Tempo
Com previsão de tempo quente e seco, sábado tem sol e variação de nebulosidade em MS
Corumbá deve atingir a máxima de 34°C

Mais Lidas

2ª noite
Concurso de Quadrilhas Juninas é atração deste sábado no Banho de São João
Trabalho que emociona
"Bombeiros são anjos", diz idoso resgatado das chamas na região do Bracinho
Tradição
Concurso premia 10 andores na primeira noite do Arraial do Banho de São João
Reforço
Mais três aeronaves chegam neste sábado para fortalecer combate à incêndios no Pantanal