Menu
sexta, 26 de fevereiro de 2021
Andorinha Fevereiro
Andorinha Fevereiro
Geral

Depois de escolas, presos reformarão delegacias com 75% de economia

16 setembro 2016 - 10h38TJMS

Dez detentos do regime semiaberto de Campo Grande irão trabalhar na reforma de delegacias. É o projeto “Mãos que Constroem”, que foi formalizado na manhã desta quinta-feira (15), na Governadoria. O Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul é parceiro nesta iniciativa, que teve como inspiração o projeto “Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade”, que já reformou seis Escolas Estaduais da Capital, economizando R$ 2 milhões para os cofres públicos com o uso da mão de obra prisional.

A primeira delegacia a ser reformada pelos presos será o 4ª DP, localizada no Bairro Moreninha II, Região Sul da cidade e que concentra um grande número de habitantes e sofrem com a violência, como todo bairro de periferia.

O vice-presidente do TJMS, Des. Paschoal Carmello Leandro, assinou o contrato do convênio e disse que este trabalho é benéfico por três motivos. “É a possibilidade de reintegrar o preso à sociedade proporcionando o aprendizado de um ofício, garantindo o sustento da sua família e reduzindo a sua pena. Ainda há o benefício para o próprio Estado, que tem reduzido os custos das obras realizadas. E também ganha a sociedade, que tem a oportunidade de ter prédios públicos em bom estado, seja na educação ou, como agora, nas delegacias de polícia”.

Nesta primeira reforma, o projeto “Mãos que Constroem” deve custar cerca de R$ 123 mil, entre salários dos presos e os materiais de construção, o que representa uma economia de 75% do que seria gasto se a obra fosse via processo licitatório. No “Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade”, a economia chega a 95% da obra, já que os materiais são pagos pelos presos, por meio de um fundo que arrecada 10% do salário de todos aqeueles que estão trabalhando para este fim.

O juiz da 2ª Vara de Execução Penal da Capital, Albino Coimbra Neto, salienta que o fato do Estado arcar com os materiais potencializa este tipo de iniciativa que pode ser replicada, mais facilmente, para outras cidades. “Este é um projeto de austeridade, que respeita o dinheiro público e melhora a segurança pública, ressocializando os presos. A obra de reforma do 4º DP custará 25 % do que seria gasto se fosse feito por uma empresa privada, via licitação”, disse Albino Coimbra, que ressaltou que é “uma oportunidade para os presos mostrarem o valor que eles têm, embora tenham cometido um erro”.

O Governador do Estado, Reinaldo Azambuja, lembrou que a nova presidente do Supremo Tribunal Federal, Ministra Carmem Lúcia, mencionou que o inchaço do sistema penitenciário é um problema grave no Brasil e que deve ser enfrentado. Para Reinado, iniciativas com o trabalho prisional vão além da redução dos custos. “O Estado já economizou mais de R$ 2 milhões com a reforma das escolas, mas mais do que isto é uma forma de ressocializar os detentos e diminuir o inchaço dos presídios. Com isto, mostramos que algumas pessoas que cometeram algum erro podem ter a possibilidade de se redimir e se reintegrar na sociedade, numa profissão que dignifica. É muito importante um programa como este pelo alcance social, além de trazer economia para o Estado, que precisa fazer na prática o que se diz na teoria, ‘fazer mais com menos’”.

Delegada titular da 4ª DP, Marilda do Carmo Rodrigues disse que esta obra é primordial para atender os anseios dos policiais civis e proporcionar um ambiente melhor para atender a população. Segundo a delegada, o projeto começar no bairro Moreninhas é emblemático. “Prestigiar o bairro Moreninhas, sendo a primeira Delegacia a ser reformada, é muito importante para garantirmos a paz na região. Temos feito um trabalho para coibir o tráfico de drogas e a atuação das gangues e temos sucesso. Com esta reforma, os policiais civis estarão ainda mais motivados”.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
UEMS abre inscrições para a seleção de professor temporário para curso de Medicina
BOLETIM COVID
Após um ano da pandemia no Brasil, MS ultrapassa 180 mil casos
GERAL
Vale anuncia doação de 50 milhões de seringas para combate à Covid-19
Ação faz parte de novo pacote de ajuda humanitária ao país, que prevê ainda doação de oxigênio e EPIs
ESPORTE
Governo assina convênio de apoio aos clubes para a disputa do Estadual
SAÚDE
Após suspensão, voo comercial traz brasileiros que vivem em Portugal
POLICIAL
Homem é preso no Centro de Corumbá por ameaçar mulher com uma foice
SAÚDE
Sábado e Domingo haverá drive para vacinar idosos acima de 80 anos contra a Covid-19
CIDADE
Projeto sobre identificação de ruas e sinalização de trânsito pode se tornar lei na cidade
Geral
Primeiro caso de covid-19 no Brasil completa um ano
POLICIAL
PRF recupera dois veículos em Mato Grosso do Sul

Mais Lidas

GERAL
Na final do Brasileirão, GFI interdita Avenida General Rondon
GERAL
Homem é alvejado por disparos de arma de fogo na Codrasa
CAPACITAÇÃO
Cassems realiza curso para implantação de UTI em Corumbá
POLICIAL
Passageira de ônibus é presa com mais de 80 mil reais em Corumbá