Menu
segunda, 25 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Com La Niña em neutralidade, tendência para maio é de temperaturas acima e chuvas abaixo da média

01 maio 2021 - 11h12POrtal do Governo de MS

O mês de maio será marcado pela transição do La Niña para a neutralidade climática. Significa que ao longo do período as características do fenômeno ficarão menos perceptíveis. Isso inclui a redução das chuvas, em comparação aos meses anteriores, para grande parte do Brasil. 

Maio também desperta a preocupação com os focos de queimada, pois o mês deve ser ainda mais seco do que o normal para o período em grande parte de São Paulo, toda região Sul, sul de Goiás, entre o norte da Bahia e o norte do Maranhão, e também Mato Grosso do Sul. 

Com relação às temperaturas, os modelos meteorológicos indicam que grande parte do Brasil pode registrar temperaturas dentro ou acima da média para o período, o que não representa calor extremo, já que historicamente as médias para o mês de maio são menores devido a estação de transição entre o verão e o inverno. As previsões indicam um leve desvio positivo, de modo geral, de 1ºC a 2°C. 

De modo geral, a tendência para o mês é chuvas abaixo da média e máximas ligeiramente acima da média. Maio pode sim ter alguns dias mais frios, especialmente nas últimas semanas do mês, quando há possibilidade de geadas para a região sul do Brasil. Mas conforme a Climatempo as condições não serão frequentes, ou seja, o mês deve registrar algumas poucas ondas de frio.

Áreas produtoras 

Essas condições impactam diretamente nas lavouras, conforme estimativa da Somar Meteorologia no que se refere a chuvas agrícolas.  “Em Cascavel (PR) e Dourados (MS), a precipitação chega no dia 29, mas deve ser pontual. Uberlândia (MG), Rio Verde (GO) e Cáceres (MT) só terão água no dia 30”, destaca a meteorologista Desirée Brandt que complementa que um bloqueio atmosférico irá se formar e impedir que a chuva avance pelo país, travando-a no Sul. 

Previsão sábado

As condições esperadas para Mato Grosso do Sul para este sábado (01) são de predomínio de sol e tempo claro na maior parte do Estado. Já na região leste do Estado o tempo fica parcialmente nublado a nublado. 

O tempo seguirá seco em todo Estado com índices de umidade relativa do ar podendo variar entre 80% a 20%. Entre as principais medidas para aliviar o desconforto estão: manter o corpo hidratado com a ingestão de líquidos e umidificar ambientes seja com aparelhos, toalhas molhadas ou recipientes com água.  

A sensação de frio deve continuar durante as madrugadas com elevação das temperaturas no período da tarde. Neste sábado o Estado pode registrar temperatura mínima de 12°C, estimada para região sul do Estado e máxima de 34°C para a região pantaneira.  

Na capital as condições estimadas pelo Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) são de sol com poucas nuvens e temperaturas com variação entre 20°C a 32°C.  

 

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Aviso
Bombeiros disponibilizam telefone fixo devido problemas técnicos na linha 193
Imunização
Veja quem pode se vacinar contra Covid em Corumbá nos próximos dias
Acidente
Rapaz sofre fraturas após ser atropelado na saída da quermesse em Ladário
R$ 350 mil
Bia Cavassa entrega duas viaturas semiblindadas à PRF
Transtornos
Quase 1 milhão de raios atingiram MS neste fim de semana
Procurados
Membros do PCC presos na fronteira com MS são entregues à polícia brasileira
Eldorado
Tempestade derruba fios elétricos e 51 animais morrem eletrocutados em fazenda
Até 4 de Novembro
IFMS segue com inscrições abertas para cursos subsequentes e Proeja
Mundo Novo
Jovem é preso por disparos e porte ilegal de arma de grosso calibre
Meio Ambiente
Semana do Lixo Zero com coleta de vidros e entrega de medicamentos vencidos começa hoje em Corumbá

Mais Lidas

Causa não definida
Motorista de ônibus fretado com 42 passageiros perde o controle e colide na mureta da ponte
Dom Bosco
Homem baleado pede socorro em escola, mas não resiste e morre
Desdobramento
Embarcação que naufragou e fez sete vítimas no rio Paraguai não era de transporte turístico
Boletim Epidemiológico
MS volta a registrar mortes por Covid-19