Menu
sábado, 24 de julho de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Expresso Mato Grosso - Promoção de Junho
Geral

Com ensino inovador a preços acessíveis, escolas do Sesi estão com matrículas abertas

16 julho 2018 - 09h13Kamilla Marques

Com um ensino diferenciado voltado à inovação, tecnologia e empreendedorismo a preços acessíveis, as escolas do Sesi em Aparecida do Taboado, Campo Grande, Corumbá, Dourados, Maracaju, Naviraí e Três Lagoas estão com as matrículas abertas para alunos do Ensino Fundamental ao Ensino Médio para ingresso neste 2º semestre. As mensalidades custam a partir de R$ 310, enquanto as escolas oferecem recursos pedagógicos baseados na tecnologia, estimulando os alunos a utilizarem o que aprenderam em sala de aula de forma a resolver problemas do cotidiano, preparando-os para a atual realidade e demandas do mercado de trabalho.

O superintendente do Sesi, Bergson Amarilla, afirma que toda a infraestrutura das escolas, além das ferramentas tecnológicas disponíveis, faz parte do projeto da instituição de ensino de preparar os jovens para um mundo cada vez mais competitivo em que as mudanças são cada vez mais ágeis. “Oferecemos um ensino inovador, digital, onde o aluno queira estar. As escolas do Sesi hoje estão preparadas para ser um ambiente de transformação de quem está lá dentro”, avaliou.

Para a gerente de educação do Sesi, Simone Cruz, as escolas têm fomentado uma educação diferenciada no Estado, deixando para trás as práticas tradicionais para implantar um novo modelo. “Neste novo formato, os alunos sentem-se protagonistas de suas aprendizagens e desenvolve competências para a vida de modo amplo e peculiar. A escola precisa ser ambiente de prazer e desejo para que a curiosidade científica e tecnológica fortaleça e as competências de resolução de problemas sejam o mote das aprendizagens”, acrescentou.

Ensino tecnológico

As escolas do Sesi unem educação, inovação e tecnologia, preparando os alunos para serem capazes de construir seus projetos de vida de forma mais consciente e competente. No Ensino Fundamental I, do 1º ao 5º ano, têm início o conteúdo curricular básico aliado a aulas de robótica, com Lego, e de empreendedorismo por meio de programas da Junior Achievement e do Sebrae/MS, sendo que também começa a ser utilizado o recurso Mangahigh como solução educacional para o ensino da matemática.

Os alunos do Ensino Fudamental II, do 6º ao 9º ano, também aprendem conceitos de robótica aliados ao conteúdo curricular básico. O empreendedorismo passa a ser direcionado para o protagonismo juvenil e iniciativa de visibilidade do mercado de trabalho. Além do Mangahigh, o modelo XD Education possibilita novas estratégias de ensino e aprendizagem por meio de soluções tecnológicas.

Para quem está no Ensino Médio, os desafios são o Laboratório de Oficinas Tecnológicas e potencializar o aprendizado com as ferramentas XD Education, Geekie Lab e Imaginie, tudo isso aliado a conteúdos básicos atuais e contextualizados. Além disso, há uma plataforma de estudos com exercícios que objetivam capacitar o aluno para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), sendo que os exercícios são personalizados de acordo com o desempenho do aluno e as necessidades individuais.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada
Bombeiros
Incêndio urbano atinge vegetação em morraria com difícil acesso
Município
Decreto prorroga por mais 14 dias medidas para diminuir contaminação pela Covid-19
Decisão Popular
Servidores optaram por receber o 13° salário de forma integral em dezembro
Previsão
Sancionada LDO que prevê receita de R$ 18,47 bilhões para MS em 2022
Esperança
Taxa de contágio da Covid se mantém abaixo de 0,90 há uma semana em MS
Investigação
Caso Maria Stella Coimbra: jovem teria fotografado documento do suposto estuprador
Sem contrato
Santa Casa de Corumbá perde serviço de Urologia
Tempo
Final de semana continua com alerta para tempo seco em Mato Grosso do Sul
Facilidade
Saúde credencia laboratório e exames podem ser agendados na própria unidade de saúde

Mais Lidas

Sem contrato
Santa Casa de Corumbá perde serviço de Urologia
Investigação
Caso Maria Stella Coimbra: jovem teria fotografado documento do suposto estuprador
Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada
Município
Decreto prorroga por mais 14 dias medidas para diminuir contaminação pela Covid-19