Menu
terça, 21 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

'Ciência na fronteira' do IFMS Corumbá é contemplado com incentivo financeiro

24 setembro 2020 - 13h20Ascom IFMS

O Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) selecionou nove projetos de extensão no edital de apoio à participação e formação de mulheres extensionistas nas ciências exatas, engenharias, tecnologias e computação. O resultado final está disponível na Central de Seleção.

Os projetos selecionados serão desenvolvidos nos campi Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas e, juntos, receberão fomento de R$ 97.933,60, sendo R$ 16.333,60 para o custeio das atividades e R$ 81.600,00 para o pagamento de bolsas a estudantes envolvidos com as iniciativas.

Os recursos para custeio dos projetos são oriundos do Programa Institucional de Incentivo ao Ensino, Extensão, Pesquisa e Inovação do IFMS (Piepi). Para o pagamento das bolsas, o valor é proveniente do Programa de Bolsas e Auxílios para Ações de Extensão do IFMS (Pibaex).

Os projetos deverão ser desenvolvidos pelo período de um ano, a partir desta sexta-feira, 25, em escolas do ensino fundamental e médio, com atividades que incentivem a participação de estudantes meninas nas área das ciências.

As atividades devem ter como foco a transformação da realidade social para combater o desequilíbrio da participação feminina nas áreas de ciências exatas, engenharias, tecnologias e computação.

Estão previstas, entre outras atividades, mostras de vídeos, palestras e oficinas que demonstrem para a comunidade escolar a existência de mulheres como cientistas com contribuições significativas para a ciência e a tecnologia.

Cultivando sonhos, mudando vidas - Um dos projetos selecionados prevê a oferta de um curso sobre o plantio de hortaliças voltado às alunas da Escola Estadual Professora Geni Marques Magalhães, em Ponta Porã. As mães e as mulheres da comunidade do entorno também serão convidadas a participar.

Coordenado pela professora Ligia Pillet, o projeto 'HortiTop - Cultivando sonhos, mudando vidas' foi idealizado por três estudantes do curso superior de Agronomia - Esther Alves, Joyce Vieira e Natalia Pires. As acadêmicas viram a divulgação do edital em grupos e redes sociais do campus e procuraram a docente para submeter um projeto.

"Duas alunas são egressas dessa escola estadual e nossos olhos brilharam quando vimos a possibilidade de que essas jovens retornassem à escola onde estudaram para aplicar os conhecimentos adquiridos no IFMS. Isso pode inspirar não só as estudantes da escola, mas também as mulheres da sociedade, e reafirmar que elas possuem opções no mercado de trabalho e podem ser reconhecidas e empoderadas", comenta Ligia.

A previsão é que o projeto comece a ser executado neste mês com o desenvolvimento de páginas em mídias sociais sobre o curso. No decorrer de 12 meses, serão produzidos e postados vídeos com o objetivo de treinar as participantes no plantio de hortaliças. Na colheita final, será realizado o 'Dia D', um evento aberto à comunidade escolar e com a utilização dos produtos cultivados na alimentação oferecida ao público.

Para Lígia, o edital de fomento à participação feminina na ciência é inspirador. "Sabemos que o mundo agrícola ainda é muito masculino, mas as mulheres com seu comprometimento, profissionalismo e competência têm alcançado grandes conquistas. Editais como esse nos diz o quanto somos importantes e valorizadas", finaliza.

Projetos contemplados

  • Oficina de jogos digitais e não digitais para fomentar o aprendizado de lógica e linguagens de programação em alunas da educação básica do campus Aquidauana,  coordenado por Valdineia Garcia Silva receberá R$ 11.600,00
  • Inspiradas na Computação do campus Aquidauana, coordenado por Marcia Ferreira Cristaldo, receberá R$ 9.200,00
  • Guia informativo e gamificação dos produtos químicos vendidos em supermercados usados como inseticidas, do campus Campo Grande, coordenado por Eliane Rosa da Silva Dilkin, receberá R$ 7.574,60
  • AirAngel no IFMS, do campus Campo Grande, coordenado por Cláudia Santos Fernandes, receberá R$ 6.759,00
  • Ciência na Fronteira: expandindo os limites do conhecimento, do campus Corumbá, coordenado por Ana Cecilia Soja, receberá R$ 9.200,00
  • De mulheres para meninas: tecendo redes e projetando carreiras na Ciência e Tecnologia do campus Nova Andradina, coordenado por Yasmine Braga Theodoro, receberá R$ 16.400,00
  • HortiTop - Cultivando sonhos, mudando vidas do campus Ponta Porã, coordenado por Ligia Maria Maraschi da Silva Pilett, receberá R$ 16.400,00
  • Meninas Fazendo Ciência do campus Três Lagoas, coordenado por Elaine Alves de Godoy, receberá R$ 14.000,00
  • Programação de mulher para mulher do campus Três Lagoas, coordenado por Eduardo Hiroshi Nakamura, receberá R$ 6.800,00

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Brasil quer atrair mais investimentos privados, diz presidente na ONU
21 de setembro
Incêndios continuam e Corumbá não tem motivo para celebrar o dia da árvore
Mudança no prazo
Saúde mantém vacinação para adolescentes em MS
Dados Estatísticos
Índices de criminalidade apresentam queda em Mato Grosso do Sul
Limpeza
Nos dias 22 e 23 tem ação de combate à dengue no bairro Cravo Vermelho
Evento Virtual
Semana Temática do Empreendedorismo acontece nos dias 28, 29 e 30 de setembro
Crime
Concen pede ação da Polícia Civil no combate ao furto de fios de energia em MS
Maratona
Prorrogadas inscrições para o Hackathon IFMS
Naviraí
Casal preso por tráfico de aves silvestres recebe multa de R$ 2,5 milhões da PMA
243 anos
Corumbá celebra aniversário com retomada de desenvolvimento

Mais Lidas

Denúncia
Bar é fechado e proprietário é multado em R$ 5 mil por poluição sonora
Fronteira
Mulher presa com "cinturão de cocaína" receberia R$ 1.500 pela travessia
Oportunidade
Senac Corumbá abre inscrições para cursos na área da saúde
Tempo
Primavera terá La Niña de fraca intensidade, chuvas abaixo da média e muito calor