Menu
domingo, 24 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Chamada que busca soluções para o turismo em áreas naturais no Brasil encerra inscrições neste domingo (16)

15 agosto 2020 - 08h33Ascom Fundação O Boticário

Depois de mais de quatro meses de distanciamento social, aos poucos, as atividades turísticas são retomadas no Brasil. Destinos em áreas naturais deverão estar entre os mais procurados por turistas no pós-pandemia. Com o intuito de alavancar esse setor no país, está em andamento um processo de cocriação de soluções. As melhores propostas apresentadas à teia de soluções serão conectadas e os melhores projetos receberão apoio financeiro da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza para serem viabilizados. As inscrições seguem até o próximo domingo (16 de agosto) e podem ser feitas pelo site. 

“Existe uma forte expectativa de que o turismo nacional ganhe mais força no pós-pandemia, principalmente o de natureza. A tendência é de que o público opte por viagens curtas, mais baratas, que possam ser feitas de carro, com a família e amigos, evitando aglomerações. No Brasil, temos uma diversidade de paisagens muito grande no litoral e dentro de áreas protegidas. São destinos seguros, ao ar livre, que atendem às novas expectativas dos viajantes”, afirma o coordenador de Projetos Ambientais da Fundação Grupo Boticário, Emerson Antonio de Oliveira.

A teia de soluções foi lançada neste ano com o objetivo de envolver e conectar diferentes atores da sociedade em busca de soluções para quatro grandes demandas mapeadas. Os desafios envolvem soluções para observar animais e plantas, novos modelos de negócios que tenham o turismo de natureza no planejamento, inovações que melhorem a experiência do turista e mecanismos que contribuam com o engajamento do visitante a favor da proteção do meio ambiente.

As melhores soluções serão desenvolvidas com acompanhamento online de consultores voluntários e especialistas da Fundação para que se tornem economicamente viáveis e replicáveis em grande escala. Ao final desse processo, serão destinados até R$ 2 milhões para que os melhores projetos sejam viabilizados e escalonados.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Flagrante
Dois turistas são multados em R$ 1,8 mil por pesca predatória no rio Miranda
Alerta
Últimos dias para inscrições em editais da Funarte
Imunização
Quem pode se vacinar contra Covid neste fim de semana
1 hora a menos
Agepan defende o retorno do horário de verão para economia de energia em MS
74 vagas
Concurso público da Sanesul recebe inscrições até 11 de novembro
Boletim Epidemiológico
MS volta a registrar mortes por Covid-19
Orientação
O que fazer para prevenir problemas durante e após temporais
CNH MS Social
Programa de habilitação gratuita já tramita na Assembleia Legislativa
Tempo
Chuva ganha força a partir deste sábado e pode trazer nova tempestade para MS
Precaução
Tradicional Procissão Fluvial é cancelada devido previsão de mal tempo

Mais Lidas

Causa não definida
Motorista de ônibus fretado com 42 passageiros perde o controle e colide na mureta da ponte
Dom Bosco
Homem baleado pede socorro em escola, mas não resiste e morre
Desdobramento
Embarcação que naufragou e fez sete vítimas no rio Paraguai não era de transporte turístico
Boletim Epidemiológico
MS volta a registrar mortes por Covid-19