Menu
sexta, 22 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Carnaval movimenta milhões e Corumbá supera crise com trabalho sério e transparente

01 fevereiro 2016 - 15h59Sylma Lima
12665604_10206509466041521_111403385_n   Ao contrário do que aconteceu com algumas cidade de Mato Grosso do Sul em que o Ministério Público Estadual recomendou a suspensão do carnaval, em virtude dos estragos causados pelas chuvas e a necessidade de verbas para recapeamento e manutenção de vias destruídas pela enxurrada, Corumbá vence a crise e  vai fazer o carnaval da década, graças a contenção de despesas e inteligência do poder público que buscou respaldo nas empresas privadas para investir no evento. Essa iniciativa permitiu que toda estrutura fosse montada, com arquibancadas gratuitas e acessos para deficientes, além do repasse da verba para as agremiações carnavalescas. Segundo o Prefeito Paulo Duarte as cidades que tiveram o carnaval cancelado como Ivinhema, Rochedinho e Rio Brilhante não tem no evento fonte geradora de rendas, “Corumbá tem uma tradição de décadas com o carnaval, desde o meu primeiro ano como prefeito fazemos uma pesquisa que mede o impacto do carnaval na economia da cidade, então acredito que a decisão do Ministério Público seja diferente entre as cidades que possuem uma ligação histórica com a festa e em outras que realizam apenas alguns shows durante o feriado. Através desta pesquisa, inédita, podemos constatar que somados os anos de 2013 à 2015 Corumbá faturou através da folia cerca de 32 milhões de reais. Incluindo os empregos temporários que são gerados por conta das festividades, por isso não houve essa discussão para Corumbá, porque foi provado que a cidade tem tradição e que a festa é importante para a economia e emprego da cidade” . Investimento no carnaval 2016“ Historicamente este é o ano que mais conseguiu-se investimento de empresas privadas. A exemplo da cerveja Burguesa que investiu 1/3 do recuso repassado as escolas de samba. Ao invés de bancarmos R$ 600 mil, disponibilizamos R$ 400 mil e os outros R$ 200 mil foram bancados pela cervejaria. As duas edições do esquenta no Porto Geral receberam patrocínio da Viação Cidade Corumbá; a vinda da Maria Quitéria teve investimento do Dolce Café; e outras empresas ainda estão sendo fechadas até a quarta-feira com auxílio da Fundação de Cultura. Tudo isso possibilitou que conseguíssemos manter o nível da festa. Além do diferencial de ser a ano em que muitas cidades não terão shows durante o carnaval, acredito que teremos um recorde de visitantes, também por conta da presença de turistas estrangeiros, como bolivianos, paraguaios, argentinos. Ano passado tivemos um número recorde de turistas e acredito que em 2016 nãos será diferente, trabalhamos muito em mostrar as atrações da cidade e já começamos bem, desde janeiro observa-se grande presença de estrangeiros no comércio local” . Arquibancada “ A capacidade das arquibancadas foi aumentada para 6 mil pessoas, 2 mil a mais que o ano passado, lembrando que ela é gratuita. Outra lembrança importante é que este ano teremos novamente o espaço reservado e privilegiado para os idosos e deficientes, toda essa organização está sendo planejada desde o ano passado. Tenho certeza que mesmo com a crise econômica vamos conseguir realizar um grande evento, e o mais importante, gerar emprego e renda para a cidade” . Investimento em pavimentação “ Diferente de outras cidade do país, relativamente ricas, comparadas com Corumbá, estamos mantendo a seriedade e a responsabilidade, claro que temos problemas, mas estamos fechando janeiro com mais 300 milímetros de chuva, ultrapassou a média histórica que é de 148 milímetros. A situação das ruas que foram asfaltadas na minha gestão, como a América que recebeu recapeamento assim que assumi, e até hoje não tem buracos, porque usamos asfalto de qualidade, já em bairros como o Popular Velha as ruas estão repletas de buracos. Por conta das chuvas essas manutenções as vezes atrasam, mas não significa que estejam paradas” . Corrupção e Transparência “ Temos uma democracia ainda jovem, mas acredito que o processo esteja caminhando, houve um desgaste de todos os políticos e partidos do país e precisamos entender que essas mudanças devem acontecer desde o início do processo eleitoral. Os recursos da cidade estão reduzidos, os impostos da mineração diminuiu, em 2011 Corumbá recebeu quase R$ 11 milhões somente dos royalties do minério, contra pouco mais de R$ 5 milhões recebidos no ano passado, além de termos perdido a interlocução política que tínhamos no congresso, e isso está sendo superado através de administração responsável. Um exemplo de transparência é o sorteio das unidades habitacionais, que acontece nesta quarta, 3 de fevereiro. Nós estabelecemos um conselho com entidades sérias para realização de um sorteio público, são vários os critérios para que não haja fraudes na concessão das casas. É a primeira vez que se tem um sorteio público com critérios acompanhado por entidades sérias. São quase 800 unidades habitacionais, fora as que são direcionadas para pessoas moradoras de área de risco” . O prefeito Paulo Duarte conversou com o  Capital do Pantanal com exclusividade nesta manhã de segunda-feira, 1º de Fevereiro.    

Deixe seu Comentário

Leia Também

Trânsito
Vereador pede informações ao DNIT, sobre radares na rodovia BR 262
Tráfico de Drogas
Operação conjunta apreende mais de 5 toneladas de maconha em Ponta Porã
Dado Positivo
MS é um dos quatro estados sem registro de mortes por Covid-19 nos últimos dias
Preço Mais Justo
Agepan estuda viabilidade para reduzir taxa de abastecimento de água e esgoto em MS
Denúncia
Vereador quer saber se empresas estão cumprindo cotas para pessoas com deficiência
Serviço
Projeto de Lei propõe desconto por dia de interrupção de serviços de telefonia e internet
Retomada
TRE-MS retoma trabalho presencial no dia 3 de novembro
Imunização
Ribeiros do Taquari recebem vacina contra Covid nos dias 26 e 27
Prisão
Evadido é capturado em rondas no bairro Dom Bosco
Relatório Parcial
Operação de prevenção à incêndios completa sete meses com mais R$ 33 milhões em multas

Mais Lidas

Corumbá
Casal é levado para delegacia após bebedeira e briga
Colônia do Bracinho
Pantaneiro denuncia construção de barragem no Rio Taquari
Dois brasileiros foram presos
Denunciado por participação no roubo de aeronaves em Aquidauana é preso na Bolívia
Recurso
Vereador questiona uso do duodécimo do legislativo repassado para Santa Casa em 2020