Menu
segunda, 27 de maio de 2024
Andorinha - Novos ônibus - agosto 2023
Andorinha - Novos Ônibus - Agosto 2023
Geral

Caravana da Saúde deve encerrar com 45 mil cirurgias em 11 edições

11 maio 2016 - 10h20Redação
Estimando 20 mil cirurgias oftalmológicas e de outras especialidades somente nesta última etapa da Caravana da Saúde, que segue em Campo Grande até o dia 29, o governador Reinaldo Azambuja prevê que o maior programa de seu governo finaliza esta fase com 45 mil pessoas submetidas a um procedimento cirúrgico, a maioria para tratamento da catarata, e pelo menos 400 mil procedimentos. Resultados parciais até a 10ª edição da Caravana da Saúde, que percorreu 62 municípios (57,91% da população do Estado) levando atendimento de qualidade e deixando equipamentos funcionando na rede local de saúde, apontam que a ação realizou 28 mil cirurgias, sendo 21 mil de catarata. Considerando que a microregião de Campo Grande absorve quase 43% da população do Estado, a projeção é de mais 20 mil cirurgias. Azambuja lembrou que antes da Caravana da Saúde, o Estado realizava apenas 1,2 mil cirurgias oftalmológicas em um ano, gerando uma demanda reprimida de pelo menos 18 mil ao longo de décadas, cuja fila de espera chamou de “uma vergonha”. O governador disse que a Caravana “veio para drenar esta fila enorme, desafogar e ajudar os municípios nesta compressão, em razão da ausência do Estado nos últimos anos”. “Quebramos um paradigma no setor de saúde”, afirmou. “O governo federal não enxerga as distâncias que separam o doente de um hospital e obriga estas pessoas a viajarem centenas de quilômetros para receberem o tratamento, como a hemodiálise, quando conseguem”, acrescentou. “Hoje poucas pessoas do interior procuram atendimento na Capital, e isso é resultado da Caravana da Saúde.” O governador citou o sofrimento de pacientes submetidos a viagens longas à procura de atendimento na Santa Casa de Campo Grande, seja de Coxim, Porto Murtinho, Corumbá ou da região do Conesul, onde a única alternativa mais próxima era Dourados ou o Paraná. “Estaremos zerando esta demanda e vamos começar uma nova fase do programa, que é a reestruturação da rede hospitalar nos principais polos”, garantiu Azambuja. Na Capital Nesta etapa da Caravana da Saúde em Campo Grande e mais 16 municípios, estão previstas 12 mil cirurgias oftalmológicas e 35 mil consultas somente nesta especialidade. Os números foram apresentados pelo governador durante visita ao Centro de Convenções Albano Franco, onde foi montada a estrutura de atendimento, na manhã desta terça-feira (10). Está previsto, ainda, a realização de 10,8 mil consultas de especialidades, quatro mil cirurgias eletivas e 11 mil exames, como ressonância, tomografia, endoscopia, eletroencefalograma e ultrassom. A novidade nesta edição é o acesso da população a 2.500 exames de alta complexidade - colonoscopia, endoscopia e eletroneuromiografia – com a inclusão de novos parceiros privados e públicos. Haverá também atendimento especial a 87 idosos do Asilo São João Bosco, entre cirurgias e consultas, e serão oferecidos diversos tipos rápidos de testes como HIV, glicemia, audiometria e aferição de pressão por meio de parcerias da Caravana com universidades e empresas. As consultas e exames oftalmológicos tiveram início nesta terça-feira, no Albano Franco; para as demais especialidades, ocorrerão nos fins de semana.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Meio Ambiente
Relatório da ONU sobre o clima responsabiliza a humanidade por aumento de fenômenos extremos
Facilidade
Mais de R$ 1,8 milhão em taxas judiciárias já foram pagos via Pix
Variedades
Cassinos Online: Sorte e estratégia na era digital
Reitoria
Colégio Eleitoral da UFMS mantém Camila Ítavo em primeiro lugar na lista tríplice
Meio Ambiente
Juiz mantém proibido o desmate no Parque dos Poderes
Crime
Na delegacia, assassino "confesso" diz que conheceu corretora em aplicativo
Educação
UEMS e Fundect investem R$ 4 mi para fortalecer ensino superior em Mato Grosso do Sul
Em Maracaju
Estudantes do IFMS levam tecnologia a maior evento agro do Estado
Destaque
Dia da Indústria: Longen destaca força do setor industrial de Mato Grosso do Sul
Extrema magreza
Polícia resgata cães em situação de maus-tratos no Popular Nova

Mais Lidas

Crime
Na delegacia, assassino "confesso" diz que conheceu corretora em aplicativo
Interdição
Ponte sobre o rio Paraguai fecha às 17 horas deste sábado; interdição deve durar 19 horas
Educação
UEMS e Fundect investem R$ 4 mi para fortalecer ensino superior em Mato Grosso do Sul
Tempo
Sábado tem probabilidade de chuvas e baixas temperaturas em grande parte de MS
Corumbá marca 14ºC pela manhã com máxima de 16ºC