Menu
segunda, 27 de maio de 2024
Andorinha - Novos ônibus - agosto 2023
Andorinha - Novos Ônibus - Agosto 2023
Geral

Capacitação forma 36 novos monitores de transporte escolar

12 abril 2016 - 10h52Gesiane Medeiros
O curso gerenciado pela Escola de Governo e ministrado pela Agetrat (Agência Municipal de Trânsito), forma amanhã (14), 36 novos monitores para o transporte escolar de Corumbá. A formação possui 20 horas de duração e é obrigatória para todos os que desejam trabalhar no segmento, que desde 2002 tem a atividade regulamentada pela Lei Municipal n° 1.742. Além dos já em formação, mais 240 aguardam uma nova convocação de turma.Segundo a Gerente de Transporte da Agetrat, quem ministra as aulas, Juciane dos Santos, no curso eles aprendem como atender as diferentes faixas etárias, crianças, adolescentes e portadores de deficiência. “Aprendem como o trabalho deve ser feito, de forma integrada com a escola e a família. O monitor é responsável pelo embarque e desembarque dos alunos, que devem ser levados com segurança até a escola e depois até o lar. Eles ainda, devem aproveitar a oportunidade para ensinar informações básicas de segurança no trânsito para as crianças e adolescente, como o uso da faixa de pedestres”, explica a gerente. Os monitores em formação, aprendem sobre a legislação municipal, segurança e responsabilidade, “não é apenas levar alunos, mas transportar vidas, o monitor deve estar atento se o carro que ele trabalha está em dia com a documentação e vistoria semestral, momento em que o Ministério Público e Conselho Tutelar também estão presentes”, explica Juciane. A relação interpessoal também é discutida durante a formação, "indicamos o uso de brincadeiras, contação de histórias e conversas como forma de distração durante a viagem, que em determinados casos pode ser longa", ressalta a gerente. “No final do curso o aluno recebe o certificado de conclusão, que pode e deve ser exigido pelos pais dos alunos, assim como a documentação do veículo e certificado de formação do condutor”, afirma Juciene.Após 10 anos de trabalho como agente de saúde, Maria José Pereira resolveu mudar de profissão, “acho a capacitação muito importante, a pessoa fica mais comprometida e dá respaldo para quem vai trabalhar com as crianças e adolescentes. Decidi mudar de atividade porque vi no transporte escolar uma grande chance de crescimento. Gosto muito de trabalhar com pessoas e principalmente com crianças, abracei a profissão”.    

Deixe seu Comentário

Leia Também

Meio Ambiente
Relatório da ONU sobre o clima responsabiliza a humanidade por aumento de fenômenos extremos
Facilidade
Mais de R$ 1,8 milhão em taxas judiciárias já foram pagos via Pix
Variedades
Cassinos Online: Sorte e estratégia na era digital
Reitoria
Colégio Eleitoral da UFMS mantém Camila Ítavo em primeiro lugar na lista tríplice
Meio Ambiente
Juiz mantém proibido o desmate no Parque dos Poderes
Crime
Na delegacia, assassino "confesso" diz que conheceu corretora em aplicativo
Educação
UEMS e Fundect investem R$ 4 mi para fortalecer ensino superior em Mato Grosso do Sul
Em Maracaju
Estudantes do IFMS levam tecnologia a maior evento agro do Estado
Destaque
Dia da Indústria: Longen destaca força do setor industrial de Mato Grosso do Sul
Extrema magreza
Polícia resgata cães em situação de maus-tratos no Popular Nova

Mais Lidas

Crime
Na delegacia, assassino "confesso" diz que conheceu corretora em aplicativo
Interdição
Ponte sobre o rio Paraguai fecha às 17 horas deste sábado; interdição deve durar 19 horas
Educação
UEMS e Fundect investem R$ 4 mi para fortalecer ensino superior em Mato Grosso do Sul
Tempo
Sábado tem probabilidade de chuvas e baixas temperaturas em grande parte de MS
Corumbá marca 14ºC pela manhã com máxima de 16ºC