Menu
sábado, 24 de fevereiro de 2024
Andorinha - Novos ônibus - agosto 2023
Geral

Câmara pede apoio de senadores pela aprovação da área de livre comércio

18 abril 2018 - 09h33Câmara de Corumbá

A Câmara Municipal de Corumbá está iniciando entendimentos com os senadores sul-mato-grossenses pela aprovação do Projeto de Lei 533/2015, do deputado Dagoberto Pereira, que cria áreas de livre comércio em Corumbá e em Ponta Porã.

O projeto foi aprovado na terça-feira, 17, pela comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados e será analisado pelo Senado antes de seguir para sanção presidencial.

O assunto foi um dos temas focado ontem durante sessão na Câmara Municipal, com o presidente da Casa de Leis, Evander Vendramini, conclamando os vereadores a buscar apoio dos senadores Moka, Simone Tebet e Pedro Chaves, pela aprovação do projeto que ele considerou fundamental para o desenvolvimento econômico de Corumbá.

“Será a redenção de Corumbá. Temos agora que buscar apoio dos nossos senadores para a aprovação do projeto no Senado. A participação de todos os vereadores é de extrema importância nesse sentido”, citou Evander.

Todos os vereadores presentes à sessão destacaram a decisão da comissão de Constituição e Justiça da Câmara. Lembraram que se trata de uma luta antiga de Corumbá que já está sendo beneficiada pelos Free Shops, cujas normas já foram publicadas pela Receita Federal.

O vereador Tadeu Vieira, líder do PDT na Câmara, também celebrou a conquista. Para ele, o projeto de Dagoberto prevê isenções fiscais para instalação e operação de indústrias e empresas em Corumbá, fomentando o desenvolvimento e gerando emprego e renda para a população.

Industrialização

Dagoberto destaca que com a transformação de Corumbá e Ponta Porã em área de livre comércio, “empresas vão aproveitar esse diferencial fiscal para se instalar nos dois municípios. Precisamos gerar desenvolvimento em Corumbá e Ponta Porã. Precisamos gerar emprego e levar população para a fronteira para melhorar a qualidade de vida as pessoas e combater o crime. O nosso mandato garante assim um importante avanço para o Mato Grosso do Sul”, declarou Dagoberto

“Estamos numa luta contra o narcotráfico em todo o país e esse projeto será muito importante para essa batalha. Já fui secretário de Justiça do Estado por duas vezes e conheço a realidade. Nessas duas cidades passam a maior parte das drogas e armas que chegam ao nosso país. Na fronteira é possível comprar qualquer tipo de arma. Além disso, só com o contrabando de cigarros o Brasil já perdeu mais de R$ 30 bilhões. Se não enfrentarmos esse problema na fronteira, não farão nenhuma diferença os bilhões investidos em segurança nos grandes centros do país”, afirmou Dagoberto.

O projeto de lei 533/2015 prevê a isenção dos impostos de importação e sobre produtos industrializados para viabilizar a instalação de empresas na região de fronteira. Enquanto Corumbá tem um dos portos fluviais mais importantes do país e já está praticamente interligada com Ladário, Puerto Suarez e Puerto Quijarro, Ponta Porã está conectada com Pedro Juan Caballero e possui uma infraestrutura de transporte suficiente para escoar a produção.

Não serão concedidos os incentivos fiscais para empresas que produzam armas, munições, veículos de passageiros, bebidas alcoólicas e fumo e seus derivados. Além disso, a isenção dos dois impostos só será reservada para produtos Industrializados que se destinem ao mercado nacional.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Até 9h de amanhã
Corumbá e mais 23 cidades de MS estão sob alerta de chuvas intensas
Na entrada
Perícia estima que morte de homem encontrado em mata na cidade tenha ocorrido há 4 dias
Dados IBGE
Em 12 anos, quase 60 mil pessoas trocaram casa por apartamentos em MS
Nota Oficial
APAE de Campo Grande divulga nota de esclarecimento sobre bolsas coletoras
Pesquisa
UFMS apresenta Plano de Desenvolvimento e Integração da Faixa de Fronteira à Sudeco
Cursos
Academia de Música Manoel Florêncio abre inscrições para 127 vagas
Um menor
Operação resgata 20 trabalhadores sob condições de escravidão em fazenda de limão
Vindo do RJ
Boliviano de 21 anos é detido com 35 celulares sem nota fiscal
Convênio
Pacientes bolivianos em tratamento oncológico em Corumbá terão 75% de desconto na Andorinha
Protesto
Religiosos pedem retratação à site da capital por desrespeito à Iemanjá

Mais Lidas

Protesto
Religiosos pedem retratação à site da capital por desrespeito à Iemanjá
Na entrada
Perícia estima que morte de homem encontrado em mata na cidade tenha ocorrido há 4 dias
Oportunidade
Concurso da Caixa tem 3 vagas para Corumbá com salário de R$ 3,7 mil
Vindo do RJ
Boliviano de 21 anos é detido com 35 celulares sem nota fiscal