Menu
sábado, 08 de maio de 2021
Governo - O Estado que cresce - Maio
Andorinha - Maio
Geral

Câmara mantém veto e derruba Lei da Mordaça na educação pública de Campo Grande

10 junho 2016 - 08h45Redação
O movimento sindical da educação de Mato Grosso do Sul, representado pela Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (FETEMS) e o Sindicato Campo-Grandense dos Profissionais da Educação Básica (ACP), juntamente com outros movimentos sociais e estudantis, se fez presente em peso, na manhã desta quinta-feira (9), na Câmara Municipal de Campo Grande, para protestar contra o projeto de Lei 8.242/16, conhecido como Lei da Mordaça, que visava proibir, na Rede Municipal de Ensino de Campo Grande, os professores de debaterem assuntos sobre política, religião e sexualidade. Após suspender a sessão e se reunir com representantes de grupos a favor e contra a Lei da Mordaça, a Câmara de Campo Grande fez uma votação simbólica entre os vereadores e manteve o veto à Lei da Mordaça, derrubando o projeto. De acordo com o presidente da FETEMS, Roberto Magno Botareli Cesar, a decisão foi uma vitória da mobilização e luta da categoria. “Manter o veto do prefeito significa tirar de pauta a legislação e para que o assunto volte a ser abordado precisará ser feita uma nova lei, portanto derrubamos com muita luta este retrocesso para a educação pública de nossa capital e deixamos claro que escola é lugar de cidadania e de se debater os mais diversos assuntos para que tenhamos formadores de opinião, cidadãos conscientes do seu papel na sociedade, portanto religião, sexualidade e política, são sim temas a serem abordados nas escolas públicas, respeitando as nossas legislações vigentes, a LDB, a Constituição Brasileira e os estatutos municipais e estaduais que regem a nossa profissão”, afirma.Segundo o presidente da ACP, Lucílio Nobre, a manutenção do veto do prefeito é simbólica e demonstra que a união faz a força. “Mobilizados, mais uma vez, conseguimos mostrar a nossa força de luta e negociação. Não aceitamos a tentativa de amordaçar os nossos professores e impossibilitar debates de suma importância para a formação cidadã de nossas crianças e adolescentes. Também enfatizamos aos vereadores a importância de se debater a escola pública com quem vive a escola pública, que são os trabalhadores em educação e os pais dos alunos das unidades públicas de ensino, não com um instituto, que se denomina conservador e que pouco conhece do dia a dia de nossas escolas e das legislações que nos regem”, disse. Para Guilherme Passamani, professor da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), à derrubada do projeto é importantíssima. "Dentro do acordo que fizemos, ficou certo que a nova proposta deverá ter acordo das partes. Vamos lutar para defender o espaço do professor, que é o de ensinar", conclui. Na ocasião os vereadores mantiveram o veto, como explicado acima, portanto para que haja qualquer debate em relação ao assunto, será necessária a criação de um novo projeto de lei e os parlamentares se comprometeram que se o assunto for retomado haverá representantes a favor e contrários na comissão de debate.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
PM presenteia criança que sonha ser policial militar em seu aniversário
POLICIAL
PM de Corumbá Intensifica Patrulhamento e Fiscalização em Área Rural
GERAL
Em visita ao Governo do Estado Bia Cavassa acompanha projetos para a região pantaneira
SAÚDE
MS recebe neste sábado novo lote de vacinas da Coronavac para aplicação da segunda dose
CORONAVÍRUS
Levantamento mostra que 17% das mortes por covid em MS eram de pacientes sem comorbidade
GERAL
Detentos bolivianos em Corumbá recebem assistência de Consulado
GERAL
Energisa alerta para consumo consciente da energia elétrica em tempos de home office e aulas on-line
Com mudança na bandeira tarifária, consumidores precisam adotar práticas sustentáveis para evitar desperdício e fazer o uso consciente da energia
EDUCAÇÃO
Reforma e adequação da escola Pedro Paulo de Medeiros começa nesta segunda
POLICIAL
PMA e Bombeiros resgatam anta com mais de 200 kg de piscina em clube
ESPORTE
Vereadores sugerem construção de pista de Mountain Bike em área no Dom Bosco

Mais Lidas

GERAL
Detentos bolivianos em Corumbá recebem assistência de Consulado
GERAL
Em visita ao Governo do Estado Bia Cavassa acompanha projetos para a região pantaneira
INCÊNDIO
Carro pega fogo no bairro Vila Guarani
POLICIAL
Homem é preso por violência doméstica no bairro Vila Guarani