Menu
sábado, 18 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

‘Buxexa’ tem até hoje para se defender da acusação de propaganda eleitoral antecipada

24 setembro 2020 - 09h39Redação Capital do Pantanal

De acordo com o calendário das Eleições Municipais 2020, divulgado pelo Tribunal de Justiça Eleitoral (TSE), somente a partir de 27 de setembro, os candidatos à prefeito e vereador podem iniciar suas campanhas políticas. Porém, segundo representação do Ministério Público (MP), assinada pelo promotor eleitoral Luciano Bordignon Conte, da 5ª Promotoria de Justiça de Corumbá, o ex-vereador Augusto do Amaral, mais conhecido como ‘Buxexa Amaral’, desrespeitou as determinações e pediu voto para sua candidatura dentro do órgão público, mencionando seu número verbalmente no dia 17 deste mês. O ex-vereador foi notificado nesta terça-feira (22) e deve apresentar defesa até o final da tarde de hoje, quinta-feira (24), quando se encerra o prazo de 48 horas.

Segundo informações da representação do MP, ‘Buxexa’, que ainda não aparece no site de Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais do TSE como candidato no município, teria mencionado o número de sua candidatura por duas vezes ao encontrar o chefe do Cartório Eleitoral da 7ª Zona Eleitoral, Anselmo Nina Júnior, dentro do prédio do Ministério Público, localizado na rua América, 1880, região central de Corumbá. Anselmo ainda teria o perguntado se ele tinha certeza de que iria pedir voto dentro do órgão público, e ‘Buxexa’ teria respondido que sim. Além do chefe do cartório eleitoral, outros três eleitores servidores públicos teriam ouvido a divulgação irregular de ‘Buxexa’.

O pré-candidato desmente que tenha realizado tal ato, afirma que foi ao local para obter senha de um processo que move contra o promotor e que está sendo alvo de perseguição. Afirmou ainda que vai apresentar sua defesa e representar contra o promotor eleitoral Luciano Bordignon no Conselho Nacional do Ministério Público. O promotor, disse está tranquilo quanto a sua representação.

Candidatos devem ficar atentos e respeitarem o período determinado para campanha política, propaganda eleitoral antecipada é crime e pode gerar multa de até R$ 10 mil ou equivalente ao custo do anúncio, se este for maior.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tentativa de Homicídio
Adolescente é socorrido com perfuração de bala na coxa
Auditoria
Brechas favorecem corrupção em mais de 90% das organizações públicas de MS, revela TCU
Espancamento
Rapaz vítima de agressão é socorrido inconsciente no bairro Camalote
Trânsito
Motociclista é socorrido com fratura na perna
Limpeza
Centro e Aeroporto recebem mutirão da dengue
23 vagas
Inscrição para o processo seletivo da Saúde de Corumbá termina às 17h de hoje
Imunização
Veja quem pode se vacinar nesta sexta (17) em Corumbá
PMA
Usina é multada em quase R$ 2 milhões por incêndio em áreas protegidas por lei
Cursos Grátis
Confira programação das carretas do Cidade Empreendedora em Corumbá
Repasses
MEC lança Painel de Investimentos em Educação Básica

Mais Lidas

Espancamento
Rapaz vítima de agressão é socorrido inconsciente no bairro Camalote
Trânsito
Motociclista é socorrido com fratura na perna
23 vagas
Inscrição para o processo seletivo da Saúde de Corumbá termina às 17h de hoje
Homenagem
Praça Palestina em Corumbá completa dois anos de criação