Menu
sábado, 06 de março de 2021
Andorinha Fevereiro
Andorinha Fevereiro
Geral

‘Buxexa’ tem até hoje para se defender da acusação de propaganda eleitoral antecipada

24 setembro 2020 - 09h39Redação Capital do Pantanal

De acordo com o calendário das Eleições Municipais 2020, divulgado pelo Tribunal de Justiça Eleitoral (TSE), somente a partir de 27 de setembro, os candidatos à prefeito e vereador podem iniciar suas campanhas políticas. Porém, segundo representação do Ministério Público (MP), assinada pelo promotor eleitoral Luciano Bordignon Conte, da 5ª Promotoria de Justiça de Corumbá, o ex-vereador Augusto do Amaral, mais conhecido como ‘Buxexa Amaral’, desrespeitou as determinações e pediu voto para sua candidatura dentro do órgão público, mencionando seu número verbalmente no dia 17 deste mês. O ex-vereador foi notificado nesta terça-feira (22) e deve apresentar defesa até o final da tarde de hoje, quinta-feira (24), quando se encerra o prazo de 48 horas.

Segundo informações da representação do MP, ‘Buxexa’, que ainda não aparece no site de Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais do TSE como candidato no município, teria mencionado o número de sua candidatura por duas vezes ao encontrar o chefe do Cartório Eleitoral da 7ª Zona Eleitoral, Anselmo Nina Júnior, dentro do prédio do Ministério Público, localizado na rua América, 1880, região central de Corumbá. Anselmo ainda teria o perguntado se ele tinha certeza de que iria pedir voto dentro do órgão público, e ‘Buxexa’ teria respondido que sim. Além do chefe do cartório eleitoral, outros três eleitores servidores públicos teriam ouvido a divulgação irregular de ‘Buxexa’.

O pré-candidato desmente que tenha realizado tal ato, afirma que foi ao local para obter senha de um processo que move contra o promotor e que está sendo alvo de perseguição. Afirmou ainda que vai apresentar sua defesa e representar contra o promotor eleitoral Luciano Bordignon no Conselho Nacional do Ministério Público. O promotor, disse está tranquilo quanto a sua representação.

Candidatos devem ficar atentos e respeitarem o período determinado para campanha política, propaganda eleitoral antecipada é crime e pode gerar multa de até R$ 10 mil ou equivalente ao custo do anúncio, se este for maior.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BOLETIM COVID
SES registra 23 novos óbitos por Covid, e MS já acumula 3.416 vidas perdidas
GERAL
Senadora Soraya Thronicke lembra que aprovação da PEC Emergencial também vai salvar vidas
POLÍTICA
Brasil passa a fazer parte do Protocolo de Nagoia sobre biodiversidade
PMA
Arrendatário e agrônoma são autuados em R$ 50 mil por uso de licença ambiental falsificada
SAÚDE
Com mais doses, Corumbá abre vacinação para idosos a partir de 76 anos
INCÊNDIO
Consultório Odontológico pega fogo no Maria Leite
POLICIAL
Polícia Militar de Corumbá prende homem por violência doméstica no Dom Bosco
CULTURA
Dia Nacional da Música Clássica celebra o legado de Villa-Lobos
ECONOMIA
Indústria brasileira cresce 0,4% de dezembro para janeiro
DETRAN
Número de CNHs emitidas pelo Portal Meu Detran cresce 45%

Mais Lidas

POLICIAL
Homem é preso por roubo na forma tentada no bairro Maria Leite
POLICIAL
Em Corumbá três são presos com mandado de prisão em aberto
INCÊNDIO
Consultório Odontológico pega fogo no Maria Leite
POLICIAL
Polícia Militar de Corumbá prende homem por violência doméstica no Dom Bosco