Menu
sábado, 16 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Bolsonaro inaugura radar que vai acabar com voos do tráfico na fronteira

18 agosto 2020 - 11h25Gesiane Sousa com informações da Ascom da FAB

A estação radar da Força Aérea Brasileira (FAB), instalada em Corumbá na manhã desta terça-feira (18), vai aprimorar o controle do espaço aéreo na fronteira do Brasil com o Paraguai e a Bolívia. O equipamento dá continuidade ao processo de modernização da rede de radares de vigilância do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB) e é composto por dois radares, primário e secundário. O presidente Jair Bolsonaro inaugurou a estação pessoalmente e assim que pisou em solo corumbaense, por volta das 10h, quebrou o protocolo e foi até a grade de segurança do aeroporto da cidade para cumprimentar seus apoiadores, presentes no local desde as primeiras horas do dia.

Bolsonaro furou o próprio esquema de segurança para cumprimentar eleitores. Foto: Enviado por leitor 

Os corumbaenses receberam o presidente calorosamente, muitos vestiam camisas nas cores da bandeira do Brasil e, se posicionavam no alto de suas casas para terem uma melhor visão do presidente. Bolsonaro foi recebido pelo governador do Estado, Reinaldo Azambuja, e pelo prefeito de Corumbá, Marcelo Iunes. Após o ato de inauguração dos equipamentos, que vão potencializar a identificação de aeronaves voando em baixas altitudes na região de fronteira, o presidente almoça cardápio preparado pelo tradicional restaurante Migués, no saguão do aeroporto, e segue o roteiro da viagem voando para Campo Grande e Nioaque.

Sobre os radares

A implantação de novas tecnologias e equipamentos tem sido uma constante preocupação estratégica da Força Aérea Brasileira, visando à manutenção da Soberania e da Defesa Nacional. "Estamos constantemente buscando novas soluções e tecnologias para melhorar o trabalho prestado ao País dentro das nossas ações de Controlar, Defender e Integrar 22 milhões de quilômetros quadrados", afirma o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez.
 

Estação é composta por radares primário e secundário. Foto: Capital do Pantanal

O equipamento de modelo LP23SST-NG, fabricado pela empresa Omnisys no Brasil, faz parte de uma nova geração de radares primários de longo alcance, com capacidade para detectar aeronaves cooperativas e não-cooperativas e serão equipados com a capacidade de altimetria permitindo a identificação dos alvos com precisão, além de funções de proteção eletrônica que resguardam os radares contra interferências eletromagnéticas, sejam elas intencionais ou não.

A FAB, por meio da Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo (CISCEA), e a Omnisys assinaram, no final de 2018, um contrato para o fornecimento de três radares. As localidades de Porto Murtinho (MS) e Ponta Porã (MS) serão as próximas a contarem com o equipamento. "Estamos aumentando a capacidade de vigilância do espaço aéreo no território nacional, reforçando as ações para manutenção da soberania e segurança de nossas fronteiras", afirma o Presidente da CISCEA, Brigadeiro do Ar Sérgio Rodrigues Pereira Bastos Junior.

Fabricação Nacional

Os radares são fabricados no Brasil pela empresa Omnisys em São Bernardo do Campo (SP), o que permite o acesso rápido e fácil a toda a sua cadeia produtiva e agiliza os procedimentos de assistência técnica por parte do fabricante. O projeto prevê também a absorção do conhecimento técnico pelo Comando da Aeronáutica (COMAER), visando à realização das atividades de manutenção preventiva e corretiva, minimizando os custos de logística e mantendo um alto nível de disponibilidade dos equipamentos.

Além do radar primário LP23SST-NG, a estação radar também contará com o radar secundário RSM970S, que tem por finalidade obter informações de identificação e altitude de aeronaves cooperativas.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Atualizações
Dois dos corpos encontrados no rio Paraguai são identificados
Inédito
Tempestade de areia: Energisa recebeu 4 mil chamados em Campo Grande
Dia Mundial da Alimentação
Em MS, 69% da população está com excesso de peso e 36% com obesidade
Ensino Superior
UEMS investe mais de R$ 13 milhões em bolsas e auxílios para estudantes
Transporte
Expresso Queiroz tem autorização suspensa por incapacidade de atender passageiro
Defesa Civil
Tempestade de poeira e vendaval causaram estragos em pelo menos sete nos municípios
Cidade em alerta
Ventos de 64 km/h destelharam 20 casas em Corumbá
Previsão Meteorológica
Tempo continua fechado com chance de mais chuva para grande parte do Estado
Tragédia
Naufrágio no Rio Paraguai fez sete vítimas; cinco corpos foram encontrados até o momento
Dia do Professor
Façanha destaca papel do professor no período pós-pandemia

Mais Lidas

Monitoramento
Defesa Civil alerta para chance de novos temporais
Estudo em andamento
Plano de transporte intermunicipal de MS vai passar por mudanças em 2022
Corumbá
Dupla é presa com 20 quilos de maconha
Reforço
Saúde de Corumbá e Ladário recebem mais de 500 equipamentos doados pela Vale