Menu
quinta, 04 de março de 2021
Governo do Estado - Campanha de Março
Geral

Boa notícia: tarifa de ônibus fica congelada por tempo indeterminado

20 maio 2016 - 08h52Redação
Conforme estabelece o contrato de concessão firmado entre a Prefeitura e a empresa Viação Cidade Corumbá, o preço da tarifa do transporte coletivo deveria ter sido reajustado em março deste ano. Mas em função do atual cenário econômico nacional, o prefeito Paulo Duarte e o gerente da VCC, Youssef Younes, concordaram em congelar o valor por tempo indeterminado. “Sabemos que nesses últimos meses, todos os insumos relacionados ao transporte coletivo aumentaram de preço. Mesmo assim, após muito diálogo, conseguimos que esse aumento não seja repassado ao usuário. Ou seja, o valor será mantido em R$ 2,80 por tempo indeterminado”, afirmou o prefeito, que se reuniu com o representante da VCC nesta quinta-feira, 19 de maio. “Isso representa um importante alívio financeiro para todas as pessoas que precisam do transporte coletivo, além de ser um incentivo para que mais gente passe a utilizar esse serviço, que hoje é de ótima qualidade, bem diferente de alguns anos atrás”, complementou o prefeito de Corumbá. De acordo com o gerente da VCC, hoje a cidade tem uma das tarifas mais baixas de todo o Mato Grosso do Sul. “Só como exemplo, a distância entre o terminal e o Guanã é bem maior que a de Corumbá-Ladário. Mesmo assim nosso preço é de R$ 2,80 contra os R$ 3,50 cobrados atualmente pela empresa intermunicipal”, detalhou. “Todos os nossos ônibus são novos e passam por manutenção constante, com profissionais especializados. Nesta semana mesmo estamos com uma equipe do SEST SENAT analisando os poluentes que saem dos veículos. Fazemos isso para diminuir cada vez mais essa emissão de gases, pois estamos no coração do Pantanal, um ambiente incrível e único no mundo”, complementou Youssef. Ainda segundo o empresário, só o óleo diesel teve um reajuste de 20% de setembro de 2015 para cá. “O preço das peças e dos pneus também subiram, motivos para que reajustássemos o preço da passagem, conforme prevê nosso contrato. Mas a pedido do prefeito Paulo e em solidariedade à família corumbaense e nossos clientes, não faremos isso neste momento”, completou Younes. O diretor-presidente da Agência Municipal de Trânsito e Transporte (Agetrat), Alexandre do Carmo Taques Vasconcelos, também participou da reunião e reiterou que a fiscalização continuará sendo realizada constantemente pelos agentes de trânsito. “A empresa concessionária tem o compromisso de cumprir os horários estipulados, sem atraso, e assim continuará sendo feito”, concluiu.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BOLETIM COVID
O mês começa com média de 6 mortes por Covid a cada 24 horas
SAÚDE
MS é o estado que mais aplicou as duas doses da vacina contra a Covid-19
GERAL
Ministério Público denuncia servidores de Ladário por corrupção passiva
GERAL
Bombeiros continuam buscas por homem desaparecido na região do Paiaguás
CONSUMIDOR
Vereador pede relatório ao Procon sobre processos, multas e empresas penalizadas em 2020
ESPORTE
Fluminense estreia no Carioca de olho na final da Copa do Brasil
ECONOMIA
Governo adia para dia 31 reinício de bloqueio e suspensão de benefício
OPORTUNIDADE
Máscara + Renda já beneficiou mais de 1.900 costureiras em todas as regiões do país
RECONHECIMENTO
Câmara vai prestar homenagem às corumbaenses pelo Dia Internacional da Mulher
ACIDENTE DE TRÂNSITO
Colisão de carro e moto deixa mulher ferida no Maria Leite

Mais Lidas

GERAL
PMA realiza trabalhos de orientação sobre minhocas em casas de iscas no MS
ABANDONO
Ladário sofre com descaso e abandono das autoridades municipais
INFRAÇÃO ADMINISTRATIVA
PMA autua morador de Corumbá por transporte ilegal de pescado
GERAL
Reinaldo Azambuja autoriza concurso público com 250 vagas para Polícia Civil