Menu
sábado, 24 de julho de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Expresso Mato Grosso - Promoção de Junho
Geral

binário das ruas Cabral e Colombo tem empresa definida para obras

27 setembro 2018 - 08h14Prefeitura de Corumbá

As obras e serviços de revitalização e desenvolvimento urbano para implantação de Binário Viário das ruas Cabral e Colombo, dentro das ações com recursos do Fundo Financeiro para o Desenvolvimento dos Países da Bacia do Prata (Fonplata) em Corumbá, já têm a empresa definida para sua execução. O extrato do contrato administrativo foi publicado na edição desta quarta-feira, 26 de setembro, do Diário Oficial do Estado de Mato Grosso do Sul (DOEMS).

Com vigência de 12 meses, e valor global de R$ 3.753.291,76 (três milhões, setecentos e cinquenta e três mil, duzentos e noventa e um reais e setenta e seis centavos), o contrato de execução traz a empresa Santa Luzia Engenharia e Construções LTDA como responsável pela obra.

Os binários (ruas paralelas que operam em sentido oposto) são vias preparadas para dar grande fluxo de mobilidade. É readequação de via já existente para que funcione com esse objetivo de mobilidade para fluir o trânsito. A criação do binário viário nas ruas Colombo e Cabral vai melhorar a mobilidade urbana da cidade. A rua Cabral também será contemplada com ciclovia que ficará integrada ao Parque Linear dos Ipês, que também vai ter ciclovia. Essa interligação de ciclovias vai criar uma malha cicloviária jamais existente na cidade.

“É a sequência das obras do Fonplata em Corumbá, como foi anunciado pelo prefeito Marcelo Iunes durante as comemorações dos 240 anos de fundação do município. O binário das ruas Colombo e Cabral vai melhorar muito o fluxo do trânsito na região central da cidade no sentido Leste – Oeste”, esclareceu o secretário Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Ricardo Ametlla. O secretário disse também que a vencedora do certame “tem 10 dias para começar a obra, está informada do prazo e estamos no aguardo da mobilização da empresa”, completou.

Ametlla informou que Corumbá conta com quatro obras do Fonplata com execução autorizada. “Temos a revitalização da rua Porto Carrero junta com o recapeamento e pavimento das ruas do Conjunto Vitória Régia, no bairro Cristo Redentor; as ações no bairro Padre Ernesto Sassida e, agora, o binário da Cabral Colombo”, finalizou.

Fonplata

 O Município vai receber um total de 40 milhões de dólares do financiamento disponibilizado pelo Fonplata. Com o empréstimo, será possível o financiamento de soluções para demandas urgentes associadas a deficiências de infraestrutura urbana e socioambiental.

São diversas ações voltadas para o desenvolvimento de áreas de recreação e descanso, infraestrutura de vias e drenagem, recuperação do patrimônio histórico, fomento do turismo e moradia para famílias que vivem em áreas de risco. Outros US$ 40 milhões, como contrapartida estabelecida pela parceria do Município e do Governo do Estado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Seguiriam para Bolívia
Dois veículos que seriam atravessados para Bolívia são recuperados
Mais tempo
Exame toxicológico na emissão de CNH tem prazo ampliado para utilização do laudo
Empreendedorismo
Cinco erros que o empresário deve evitar no Marketing e Vendas
Imunização
Sábado tem vacinação contra Covid até 12h no drive do Poliesportivo
Investigaçã
Famosos em MS, grupos de venda estão 'recheados' de produtos roubados
Saúde
Anvisa suspende estudos clínicos da Covaxin no Brasil
Sorte
Mega-Sena pode pagar R$ 7 milhões no sorteio deste sábado
Cidade Tranquila
Operação conjunta combate crimes fronteiriços em Corumbá e Ladário
Tempo
Ar seco e quente pode marcar o sábado em Mato Grosso do Sul
Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada

Mais Lidas

Sem contrato
Santa Casa de Corumbá perde serviço de Urologia
Investigação
Caso Maria Stella Coimbra: jovem teria fotografado documento do suposto estuprador
Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada
Município
Decreto prorroga por mais 14 dias medidas para diminuir contaminação pela Covid-19