Menu
quarta, 20 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Barco levava oito passageiros além da capacidade e piloto é investigado por mortes

13 agosto 2021 - 09h55Redação

A Polícia Civil de Corumbá investiga a conduta do piloto da embarcação que carregava 13 pessoas, quando se envolveu em acidente fatal no Rio Paraguai, e tinha capacidade para transportar somente 5 passageiros. As primeiras informações sobre o inquérito foram divulgadas pelo Campo Grande News e de acordo com o site, no barco com motor 40 hp, estavam o piloto e 12 passageiros – 5 adultos e 7 crianças. Duas mortes já foram constatadas em decorrência da colisão com outro barco, onde só estava o condutor.  

Com o impacto, todo mundo caiu nas águas do Rio Paraguai. Algumas pessoas, conseguiram nadar até as margens, e duas crianças desapareceram. Embora tenha conseguido salvar um bebê e uma criança, o responsável pela embarcação que estava superlotada pode ser responsabilizado pelas mortes.  

“Tudo indica que esse que carregava mais pessoas no barco tenha agido com imprudência, mas temos de verificar a possibilidade de uma conduta culposa do outro piloteiro também”, explicou o delegado Willian Rodrigues, que coletou os depoimentos dos dois condutores das embarcações envolvidas na ocorrência, um de 36 e outro de 52 anos.  

Quem deu as informações sobre a capacidade e a superlotação foi o próprio piloto. “Os relatos dele são bastante verossímeis. Mas isso tudo são informações passadas por ele, ainda vamos receber documentos e verificar os fatos”.   

O delegado Willian da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Corumbá foi o responsável por coletar os primeiros dados, pois estava de plantão, mas não deve ficar responsável pelo inquérito.   

Corpo do menino é encontrado

No final do dia de ontem, quinta-feira (12), os Bombeiros emitiram boletim confirmando a localização do corpo de uma das crianças desaparecidas, hoje foi confirmado que trata-se de Nikolas Costa de 3 anos, filho de Adriely de Paulo Costa, gestante de cindo meses que morreu no acidente.

De acordo com o Instituto de Medicina e Odontologia Legal (IMOL), o corpo da criança já estava em decomposição, com parte do rosto desfigurado e sem um dos pés, devido a ação de animais aquáticos do Rio. 

Mergulhadores encontraram o corpo na entrada do Rio Pacú, há pelo menos 10 metros a dentro do Rio, segundo os Bombeiros, a locomoção se deu devido aos fortes ventos regsitrados na noite anterior. 

Bombeiros continuam no local realizando buscas submersas e também na superfície dos Rios Paraguai e Pacú, a procura da menina de 3 anos ainda desaparecida. 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Flexibilidade
Com redução dos casos de Covid-19, Prefeitura altera Toque de Recolher em Corumbá
Monumento Histórico
Vereadores defendem resgate de antigo Farol do Balduíno no Rio Paraguai
Sem Emendas
Câmara aprova Moção em Apoio à regulamentação da profissão de podologia
Pobreza Menstrual
Vereadora pede apoio de deputados para derrubar veto presidencial na distribuição de absorventes
Em tramitação
Proposta cria programa de apoio a catadores de recicláveis em Corumbá
Briga Antiga
Anatel convoca a Oi para reunião sobre internet em Corumbá
Na Câmara
Vereador questiona índices do ICMS Ecológico estabelecidos para 2022
Desdobramento
Denúncia contra os nove indiciados pelo Dracco na Operação "Dark Money" vira processo judicial
Desdobramentos
PF apreende arma, munição e faz termo de conduta durante operação Mercês
Crime na Capital
Após disparos, polícia prende ladrões que fizeram idosa e cuidadora de reféns na Capital

Mais Lidas

Capital e Chapadão do Sul
SAD divulga abertura de Processo Seletivo da Agepan
Crime
Motorista de aplicativo é sequestrada e tem carro roubado; dois dos assaltantes foram presos
Prisão
Homem é preso após invadir e roubar escola no centro
Impressionante
Moto Titan com débitos de R$ 107 mil é aprendida em blitz do Detran-MS no fim de semana