Menu
terça, 05 de março de 2024
Fipec 2024
Fipec 2024
Geral

Azambuja entrega nesta terça-feira projeto de lei que reduz alíquota do diesel

05 junho 2018 - 08h23Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

Acompanhado de representantes de entidades produtivas, o governador Reinaldo Azambuja entrega à Assembleia Legislativa nesta terça-feira (5.6), às 8h30, o projeto que reduz a alíquota do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do diesel de 17% para 12%.

“Mato Grosso do Sul já tem a menor alíquota do País em relação à gasolina e passa ter agora em relação ao diesel. Entendemos como legítimas as reivindicações dos caminhoneiros. É um setor essencial para o País e trabalhamos incansavelmente para construir essa solução e garantir o direito de ir e vir do cidadão, que é uma cláusula pétrea da Constituição”, disse.

O presidente da Assembleia Legislativa, Junior Mochi, explicou que a proposta será votada no mesmo dia, em duas votações. “O projeto vai entrar na sessão de amanhã [5.6]. Vamos votar em primeira e abrir uma sessão extraordinária para aprovar em segunda. É uma proposta que afeta a vida de todos e que conta com o apoio dos deputados. Vai tornar o preço do diesel mais competitivo e aumentar a renda do comércio”, disse.

Para o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo e Lubrificantes, o governador Reinaldo Azambuja tomou uma atitude ousada, ao abrir mão de uma receita importante. “O Sinpetro considera como uma atitude corajosa por parte do governador a redução da alíquota do ICMS do diesel. Enquanto as contas dos estados estão com dificuldades, mesmo assim Reinaldo Azambuja teve a coragem de reduzir o imposto”, declarou o gerente executivo, Edson Lazarotto.

Reinaldo Azambuja em reunião com representantes de diversos segmentos para definição da redução da alíquota do ICMS. Foto: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul.

A solução para o problema foi construída por meio do diálogo com diversos setores. O presidente da Associação Sul-mato-grossense de Supermercados (Amas), Edmilson Verati, afirmou que um prolongamento da greve dos caminhoneiros poderia deixar a população impaciente e resultar em saques no comércio. “O governador Reinaldo Azambuja soube ter sensibilidade de entender a crise e ao baixar a alíquota do diesel ajuda outros estados a fazer a parte deles também”.

Para o caminhoneiro Giuliano Roberto de Souza, a redução da alíquota vai tornar a cobrança mais justa. “Vamos ter a mesma alíquota que São Paulo e Paraná e os postos serão fiscalizados para que essa redução chegue para nós”, concluiu.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Oportunidades
Qualifica Ladário divulga lista com os inscritos para as turmas 2024
Mês da mulher
UBS João Fernandes inicia mês de Março com atendimento semanal até às 22h em Ladário
Eventos
Roda de Conversa no CCI abre programação do mês da mulher em Corumbá
Variedades
Melhor Soundbar Samsung
Saúde
Primeira Conferência Livre para discutir Atenção Primária acontece quarta-feira, dia 06
Evento
FIPEC 2024 acontece de 15 a 17 de março no Porto Geral; inscrições seguem abertas
3ª edição
Campo Grande vence a Copa dos Campeões da Assomasul
Finasa
Câmara autoriza Prefeitura contratar linha de crédito para infraestrutura
Tráfico de Drogas
PM prende dois por venda e porte de droga no Centro América
Em Corumbá
Homem é preso acusado de abusar da sobrinha de 12 anos

Mais Lidas

Em Corumbá
Homem é preso acusado de abusar da sobrinha de 12 anos
Finasa
Câmara autoriza Prefeitura contratar linha de crédito para infraestrutura
Na BR 262
Boliviano é preso com 2kg de maconha em fundo falso de mala
Até dia 11
Processo Seletivo da UEMS tem 51 cursos de graduação com inscrições abertas