Menu
sábado, 18 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Azambuja diz que começa uma nova eleição e que terá apoio de Bolsonaro

08 outubro 2018 - 10h12Sylma Lima

A partir de agora o governador Reinaldo Azambuja,PSDB,  que obteve 44,61% dos votos os eleitores sul mato grossenses vai ter que correr contra o tempo e planejar estratégias, através das alianças, para garantir os 12  municípios que dividiram a maioria dos votos entre o Emedebista Junior Mochi e o juiz Odilon de Oliveira do PDT.

Pelas estatísticas das urnas Azambuja venceu em 66 municípios, mas não será fácil ganhar de ‘braçada’ e levar o segundo turno , pois o eleitorado esta dividido, e ainda tem que levar em conta que Odilon venceu em grandes cartórios eleitorais como Dourados e Três Lagoas.

Entretanto o fato de vencer no Estado pesa muito e vai ter que manter esse percentual na ‘balança’. Durante entrevista concedida a imprensa na noite deste domingo Azambuja comemorou os votos e declarou que já esta correndo atrás de coligações que o fortaleçam, e , uma de suas declarações importantes foi de que, ‘ Junior Mochi (MDB) pode ser um desses aliados’.

Azambuja  disse que o  segundo turno é outra eleição, “primeiro eu quero agradecer pela vitória no primeiro turno, mesmo com todos aqueles ataques e as mentiras que falaram sobre nós, a população deu voto de confiança pela responsabilidade e pelo trabalho, e agora conversar com os aliados para fortalecer a aliança para essa nova eleição que vai ocorrer no final no mês”.

Quanto ao percentual alcançado ele disse que foi extremamente satisfatório, “ ter 44% de apoio com todo esse cenário é extremamente positivo, as pessoas confiam no nosso trabalho. A estratégia é defender o legado e principalmente o programa de governo, agora são dois candidatos e a população vai poder ver ali quem tem mais condição, preparo e competência pra gerir um estado”.

Apoio do Bolsonaro

O primeiro trabalho do governador será a manutenção de de programas como o da responsabilidade fiscal, “o essencial pra não deixar MS quebrar. A maioria dos estados estão quebrados e nós aqui estamos com as contas em dia e isso é fundamental. O segundo ponto é avançar em política pública que beneficiam a população com muito trabalho e dedicação. O estado do MS vai bem”. Outro ponto destacada por Azambuja é que a sua coligação tem respaldo de Jair Bolsonaro, “  já faz parte da nossa coligação e agora vamos fortalecer isso ainda mais”.

Relembrando

Uma semana após a reeleição de Barack Obama, uma análise da estratégia utilizada pela equipe de campanha do democrata mostra que a combinação entre informação e tecnologia foi um ponto crucial para superar o adversário republicano Mitt Romney. A mesma tônica usada pelos campeões de votos em Mato Grosso do Sul, como as duas grandes revelações da política: A senadora Soraya Tronick e, o deputado estadual mais votado que foi o capitão Contar.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Queimadas
Bombeiros abrem aceiro na vegetação seca para deter incêndios do Pantanal
Balanço
Em três dias, operação Fronteiras e Divisas apreendeu R$ 12 milhões em drogas
Alerta
Com umidade do ar registrando 10%, cidades de MS voltam a ficar em alerta
Preconceito não!
Jogo da Diversidade acontece hoje com cobertura ao vivo do Capital do Pantanal
Flagrante na fronteira
PMA desmonta acampamento mas caçadores escapam para o Paraguai
Programação
Criançada aprende a usar cores primárias na oficina do Sesc deste sábado
Retomada
UEMS lança Guia de Retorno de Atividades Presenciais
Salve Vidas
Para repor estoques de O-, O+ e A+ Hemosul da capital abre o dia todo neste sábado
Tempo
Sábado de sol, calor e tempo seco em todo Estado
Tentativa de Homicídio
Adolescente é socorrido com perfuração de bala na coxa

Mais Lidas

Espancamento
Rapaz vítima de agressão é socorrido inconsciente no bairro Camalote
Trânsito
Motociclista é socorrido com fratura na perna
23 vagas
Inscrição para o processo seletivo da Saúde de Corumbá termina às 17h de hoje
Homenagem
Praça Palestina em Corumbá completa dois anos de criação