Menu
sábado, 17 de abril de 2021
Andorinha Fevereiro
Andorinha Fevereiro
Geral

Azambuja diz que começa uma nova eleição e que terá apoio de Bolsonaro

08 outubro 2018 - 10h12Sylma Lima

A partir de agora o governador Reinaldo Azambuja,PSDB,  que obteve 44,61% dos votos os eleitores sul mato grossenses vai ter que correr contra o tempo e planejar estratégias, através das alianças, para garantir os 12  municípios que dividiram a maioria dos votos entre o Emedebista Junior Mochi e o juiz Odilon de Oliveira do PDT.

Pelas estatísticas das urnas Azambuja venceu em 66 municípios, mas não será fácil ganhar de ‘braçada’ e levar o segundo turno , pois o eleitorado esta dividido, e ainda tem que levar em conta que Odilon venceu em grandes cartórios eleitorais como Dourados e Três Lagoas.

Entretanto o fato de vencer no Estado pesa muito e vai ter que manter esse percentual na ‘balança’. Durante entrevista concedida a imprensa na noite deste domingo Azambuja comemorou os votos e declarou que já esta correndo atrás de coligações que o fortaleçam, e , uma de suas declarações importantes foi de que, ‘ Junior Mochi (MDB) pode ser um desses aliados’.

Azambuja  disse que o  segundo turno é outra eleição, “primeiro eu quero agradecer pela vitória no primeiro turno, mesmo com todos aqueles ataques e as mentiras que falaram sobre nós, a população deu voto de confiança pela responsabilidade e pelo trabalho, e agora conversar com os aliados para fortalecer a aliança para essa nova eleição que vai ocorrer no final no mês”.

Quanto ao percentual alcançado ele disse que foi extremamente satisfatório, “ ter 44% de apoio com todo esse cenário é extremamente positivo, as pessoas confiam no nosso trabalho. A estratégia é defender o legado e principalmente o programa de governo, agora são dois candidatos e a população vai poder ver ali quem tem mais condição, preparo e competência pra gerir um estado”.

Apoio do Bolsonaro

O primeiro trabalho do governador será a manutenção de de programas como o da responsabilidade fiscal, “o essencial pra não deixar MS quebrar. A maioria dos estados estão quebrados e nós aqui estamos com as contas em dia e isso é fundamental. O segundo ponto é avançar em política pública que beneficiam a população com muito trabalho e dedicação. O estado do MS vai bem”. Outro ponto destacada por Azambuja é que a sua coligação tem respaldo de Jair Bolsonaro, “  já faz parte da nossa coligação e agora vamos fortalecer isso ainda mais”.

Relembrando

Uma semana após a reeleição de Barack Obama, uma análise da estratégia utilizada pela equipe de campanha do democrata mostra que a combinação entre informação e tecnologia foi um ponto crucial para superar o adversário republicano Mitt Romney. A mesma tônica usada pelos campeões de votos em Mato Grosso do Sul, como as duas grandes revelações da política: A senadora Soraya Tronick e, o deputado estadual mais votado que foi o capitão Contar.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
SES lança serviço de consulta a resultados de exames da Covid-19 no próprio site
GERAL
Deputada visita Hemonúcleo de Corumbá e constata caos
GERAL
Salão de Beleza em Ladário pega fogo
COVID-19
Corumbá destaca-se em número de altas a pacientes com Covid
GERAL
Cassems realiza Assembleia Geral Ordinária para prestação de contas no dia 22
GERAL
UFGD e Prefeitura de Ladário querem ampliar projetos na Base Baía Nega
ACESSIBILIDADE
Projeto de Lei obriga símbolo do TEA em placas de atendimento prioritário
GERAL
Prazo para preenchimento do PGDI começa nesta quinta-feira
DIREITOS HUMANOS
Agressões contra crianças aumentaram na pandemia, diz especialista
GERAL
Projeto de Lei prevê publicação de lista de espera de procedimentos médicos na internet

Mais Lidas

COVID-19
Corumbá destaca-se em número de altas a pacientes com Covid
GERAL
Salão de Beleza em Ladário pega fogo
OPERAÇÃO
Polícia Federal investiga fraude em Concurso Público
GERAL
Deputada visita Hemonúcleo de Corumbá e constata caos