Menu
quinta, 09 de dezembro de 2021
Governo do Estado - Dezembro
Mobile - Andorinha Dezembro
Geral

Atuação da Força Nacional causa prejuízos de até R$ 1bi ao crime fronteiriço em MS

04 julho 2020 - 08h43Robson Lima da Sejusp

O Governo Federal, por meio do Ministério da Justiça e Segurança Pública, prorrogou nesta sexta-feira (3.6), por mais 180 dias, o emprego da Força Nacional em Mato Grosso do Sul em ações de combate à criminalidade organizada. Para o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira, a iniciativa do ministério significa um reflexo dos excelentes resultados produzidos pelas forças de segurança no Estado.

“Essa prorrogação mostra a importância da atuação das forças de segurança pública nas fronteiras do país, principalmente, com o Paraguai e Bolívia, que são grandes exportadores de drogas e outros produtos. E a renovação da Força Nacional vemos como um reforço para tudo o que o Estado vem fazendo nos últimos anos. Só nos seis primeiros meses, já foram apreendidas mais drogas que todo ano passado”, explica Videira.

E conforme dados divulgados pelo Ministério da Justiça entre maio de 2019 – quando a Operação Hórus começou em Mato Grosso do Sul – e junho de 2020, o Vigia já resultou na apreensão de mais de 353 toneladas de drogas e apreendeu mais de 6 milhões de maços de cigarros. Com isso, estima ter causado prejuízo de mais de R$ 1 bilhão aos criminosos.

“O programa mostra que é uma forma inteligente de reduzir custos, otimizar e imprimir resultados nas ações, de forma que se economize com segurança pública nos grandes centros. Com a implantação do Vigia por meio da Operação Hórus, o Governo Federal através da Seopi (Secretaria Nacional de Operações Integradas) tem pagado aos policiais de Mato Grosso do Sul, diárias para jornadas extraordinárias, e isto tem produzido relevantes resultados à sociedade”, pontua o secretário.

Com a publicação da portaria, a presença da Força Nacional está autorizada até o dia 29 de dezembro “para atuar em ações de Polícia Judiciária no combate à criminalidade organizada no Estado”. O contingente a ser disponibilizado seguirá planejamento do Ministério da Justiça, por meio da Secretaria Nacional de Segurança Pública.

Atenção aos indígenas de MS

O secretário Antonio Carlos Videira ainda informou que o Governo do Estado deve solicitar ao Governo Federal a prorrogação de outra frente da Força Nacional que atua no Estado. “Vamos pedir a prorrogação da Força Nacional nas aldeias indígenas de Dourados, Caarapó e a ampliação para área de Amambai, Coronel Sapucaia e Douradina”.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Evento
Cerimônia de abertura do Eco Pantanal Extremo acontece nesta quinta-feira
Auto de infração
Deteriorado pelo tempo Centro de Convenções do Pantanal pode ser interditado
Na Câmara
Vereador busca emenda para viabilizar 'ambulancha' para atender famílias ribeirinhas
Economia
13º e salário de dezembro dos servidores do município devem injetar R$ 30 milhões no comércio
Covid-19
Corumbá inicia hoje a aplicação da 2ª dose da Janssen
Ronda Policial
Homem é preso em flagrante vendendo droga no Cristo Redentor
Corrida Eleitoral
Simone Tebet é lançada como pré-candidata do MDB pela Presidência da República
Primeira Semana
Deputado Paulo Duarte assume nove comissões na Alems e é relator do Refis ICMS
Tempo
Sol predomina e quinta-feira será de calor e tempo seco
Corumbá tem máxima de 37°C sem previsão de chuva
Solenidade
Empossado novo comandante do Corpo de Bombeiros de Corumbá

Mais Lidas

Barbaridade
Sargento aposentado estava bebendo antes de matar a mãe de 72 anos em Campo Grande
Fiscalização
Máquina de construção asfáltica roubada é impedida de entrar na Bolívia
Solenidade
Empossado novo comandante do Corpo de Bombeiros de Corumbá
21 votos favoráveis
Polícia Penal de MS é aprovada com emendas e vai para sessão extraordinária