Menu
segunda, 25 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Aterro Sanitário: solução ou novo problema?

23 agosto 2021 - 05h47Sylma Lima

O Pantanal sul-mato-grossense é considerado um Santuário Ecológico, riquíssimo em história, cultura e natureza, constituindo-se da maior área de planície inundável do mundo e detentora de uma das maiores biodiversidade de fauna e flora, em decorrência disso, temos acompanhado, com certa preocupação, a instalação do tão esperado aterro sanitário, que seria a solução menos nociva para o meio ambiente, principalmente para a nossa região.


Ocorre que no desenrolar do processo de sua implantação, acontece uma série de erros que, ao invés de ser um benefício se tornará um verdadeiro pesadelo ecológico, por isso chamamos a atenção para esse importante empreendimento público formado por consórcio entre as cidades de Corumbá e Ladário.

O site Capital do Pantanal buscou junto as autoridades ambientais maiores informações acerca do processo de implantação, nos foi informado que já existe uma licença prévia, cuja validade seria até o mês de agosto de 2021. A licença só pode ser renovada apenas uma vez, fato que já ocorreu. Além do término do prazo do licenciamento ambiental ainda encontra-se em fase de criação o consórcio entre os municípios para a administração do aterro que, segundo informações também não teria ocorrido. O mais preocupante são os impactos que a implantação do aterro, no local escolhido, causará, não só apenas ao meio ambiente como a região onde será instalado.

Conforme informações obtidas junto ao município de Ladário, até o fechamento dessa matéria, a desapropriação não teria ocorrido em decorrência do questionamento acerca do valor da área a ser desapropriada. Ainda segundo as informações obtidas pelo site, foi determinada a realização de uma avaliação judicial, sendo que o resultado obtido foi de que a área a ser desapropriada estaria avaliada em mais de um milhão de reais, cujo pagamento seria de responsabilidade do município de Ladário. Tendo uma parte já paga pelo município de Ladário de forma irregular, utilizando verba destinada ao combate do Covid, fato já objeto de apuração pelo Ministério Público Federal.


A maior preocupação dos ambientalistas procurados pelo site é o fato de que os critérios utilizados pelo órgão ambiental para conceder a licença prévia não mais subsistem, pois a mesma se iniciou no ano de 2003, sendo que hoje o local escolhido encontra-se totalmente diferente da época da realização dos levantamentos realizados pelo IMASUL. O site obteve um parecer técnico expedido pela Câmara Técnica do Conselho Municipal do Meio Ambiente de Corumbá contrária a instalação do aterro sanitário nas três áreas propostas para sua instalação, fato não levado em consideração pelo IMASUL.

Outro fator muito importante, corroborado pela perícia judicial, é que a área de sua implantação já é considerada “urbanizável”, pois a menos de três quilômetros do local já existem vários conjuntos residenciais e um outro loteamento residencial já registrado junto ao munícipio Ladário, esse a menos de 1 quilômetro do futuro aterro sanitário.

Sem dizer que, mais uma vez a população ladarense sairá prejudicada, uma vez que o aterro sanitário, que receberá todo o lixo produzido em Corumbá, estará sendo construído na zona de desenvolvimento industrial de Ladário, fato que afastará empresários que ali teriam intenção de instalar seus empreendimentos, aliado ainda ao fato da desvalorização dos empreendimentos existentes na área. A questão permanece: o Aterro Sanitário será solução ou um novo problema?

Deixe seu Comentário

Leia Também

Aviso
Bombeiros disponibilizam telefone fixo devido problemas técnicos na linha 193
Imunização
Veja quem pode se vacinar contra Covid em Corumbá nos próximos dias
Acidente
Rapaz sofre fraturas após ser atropelado na saída da quermesse em Ladário
R$ 350 mil
Bia Cavassa entrega duas viaturas semiblindadas à PRF
Transtornos
Quase 1 milhão de raios atingiram MS neste fim de semana
Procurados
Membros do PCC presos na fronteira com MS são entregues à polícia brasileira
Eldorado
Tempestade derruba fios elétricos e 51 animais morrem eletrocutados em fazenda
Até 4 de Novembro
IFMS segue com inscrições abertas para cursos subsequentes e Proeja
Mundo Novo
Jovem é preso por disparos e porte ilegal de arma de grosso calibre
Meio Ambiente
Semana do Lixo Zero com coleta de vidros e entrega de medicamentos vencidos começa hoje em Corumbá

Mais Lidas

Causa não definida
Motorista de ônibus fretado com 42 passageiros perde o controle e colide na mureta da ponte
Dom Bosco
Homem baleado pede socorro em escola, mas não resiste e morre
Desdobramento
Embarcação que naufragou e fez sete vítimas no rio Paraguai não era de transporte turístico
Boletim Epidemiológico
MS volta a registrar mortes por Covid-19