Menu
domingo, 26 de maio de 2024
Andorinha - Novos ônibus - agosto 2023
Andorinha - Novos Ônibus - Agosto 2023
Geral

Aprovado plano que tem como meta eliminar 100% dos focos de Aedes

30 março 2016 - 11h36G1
O governo de Mato Grosso do Sul aprovou o Plano Emergencial de Vigilância de Combate ao Vetor Aedes Aegypti que tem, entre as cinco metas, reduzir e manter a menos de 1% a infestação predial do mosquito e eliminar em até 80%, no primeiro trimestre, os criadouros nos pontos estratégicos e demais imóveis e, no segundo trimestre, em 100%. O decreto com aprovação do plano está publicado na edição desta quarta-feira (30) do Diário Oficial. O objetivo é fazer com que as ações de combate ao mosquito sejam contínuas e assim reduzir o número de notificações das doenças transmitadas pelo inseto, que são: dengue, zika vírus e chikungunya. Conforme a publicação, as ações definidas pelo Plano Emergencial envolvem diversos setores da Saúde estadual e também tem como metas reduzir os índices de pendências prediais a menos de 10% em todos os municípios; implantar o sistema informatizado e-Endemias, gradativamente no período de 180 dias, nos 79 municípios e monitorar o cumprimento da legislação quanto à utilização de inseticidas/larvicidas e outros no tratamento focal e perifocal das ações de combate ao vetor. Entre as ações a serem executadas pelo Plano está a divulgação de notificações sobre as doenças causadas pelo Aedes, consolidação de dados, mobilização da população, atividades de conscientização ambiental e estabelecer, quando necessário, estratégias específicas para redirecionar as atividades previstas. Números Segundo consta no decreto de aprovação do Plano Emergencial, Mato Grosso do Sul teve 46.070 casos suspeitos de dengue em 2015. Em 2016 já foram notificados 42.813 casos suspeitos de dengue. O número de municípios com alta incidência da doença – mais de 300 casos para cada 100 mil habitantes – subiu para 65; 12 estão entre os de média incidência – de 100 a 300 casos para cada 100 mil habitantes – e apenas dois estão como baixa incidência. No boletim divulgado no último dia 23, havia confirmado 9 mortes pela doença. O estado está em situação de emergência devido a epidemia de dengue desde o fim de janeiro.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Meio Ambiente
Relatório da ONU sobre o clima responsabiliza a humanidade por aumento de fenômenos extremos
Facilidade
Mais de R$ 1,8 milhão em taxas judiciárias já foram pagos via Pix
Variedades
Cassinos Online: Sorte e estratégia na era digital
Reitoria
Colégio Eleitoral da UFMS mantém Camila Ítavo em primeiro lugar na lista tríplice
Meio Ambiente
Juiz mantém proibido o desmate no Parque dos Poderes
Crime
Na delegacia, assassino "confesso" diz que conheceu corretora em aplicativo
Educação
UEMS e Fundect investem R$ 4 mi para fortalecer ensino superior em Mato Grosso do Sul
Em Maracaju
Estudantes do IFMS levam tecnologia a maior evento agro do Estado
Destaque
Dia da Indústria: Longen destaca força do setor industrial de Mato Grosso do Sul
Extrema magreza
Polícia resgata cães em situação de maus-tratos no Popular Nova

Mais Lidas

Tráfico de Drogas
Boliviana é presa com 12,7 kg de cocaína em botijão de gás transportado dentro de mala
Soldado Cidadão
Projeto da Marinha vai oferecer formação de condutores para recrutas em Ladário
Interdição
Ponte sobre o rio Paraguai fecha às 17 horas deste sábado; interdição deve durar 19 horas
Investigação
Polícia Civil prende homem acusado por furto de joias e celulares na cidade