Menu
quarta, 27 de outubro de 2021
Cassems - Melhores e Maiores - Edição 2021
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Aprovado plano que tem como meta eliminar 100% dos focos de Aedes

30 março 2016 - 11h36G1
O governo de Mato Grosso do Sul aprovou o Plano Emergencial de Vigilância de Combate ao Vetor Aedes Aegypti que tem, entre as cinco metas, reduzir e manter a menos de 1% a infestação predial do mosquito e eliminar em até 80%, no primeiro trimestre, os criadouros nos pontos estratégicos e demais imóveis e, no segundo trimestre, em 100%. O decreto com aprovação do plano está publicado na edição desta quarta-feira (30) do Diário Oficial. O objetivo é fazer com que as ações de combate ao mosquito sejam contínuas e assim reduzir o número de notificações das doenças transmitadas pelo inseto, que são: dengue, zika vírus e chikungunya. Conforme a publicação, as ações definidas pelo Plano Emergencial envolvem diversos setores da Saúde estadual e também tem como metas reduzir os índices de pendências prediais a menos de 10% em todos os municípios; implantar o sistema informatizado e-Endemias, gradativamente no período de 180 dias, nos 79 municípios e monitorar o cumprimento da legislação quanto à utilização de inseticidas/larvicidas e outros no tratamento focal e perifocal das ações de combate ao vetor. Entre as ações a serem executadas pelo Plano está a divulgação de notificações sobre as doenças causadas pelo Aedes, consolidação de dados, mobilização da população, atividades de conscientização ambiental e estabelecer, quando necessário, estratégias específicas para redirecionar as atividades previstas. Números Segundo consta no decreto de aprovação do Plano Emergencial, Mato Grosso do Sul teve 46.070 casos suspeitos de dengue em 2015. Em 2016 já foram notificados 42.813 casos suspeitos de dengue. O número de municípios com alta incidência da doença – mais de 300 casos para cada 100 mil habitantes – subiu para 65; 12 estão entre os de média incidência – de 100 a 300 casos para cada 100 mil habitantes – e apenas dois estão como baixa incidência. No boletim divulgado no último dia 23, havia confirmado 9 mortes pela doença. O estado está em situação de emergência devido a epidemia de dengue desde o fim de janeiro.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Formalização
Corumbá lança campanha de incentivo ao cadastro de profissionais do setor de turismo
Apelo Popular
MPT-MS vai investigar assédio moral de gerente que humilha funcionário em Carrefour da Capital
Justiça
Após 18 horas, 7 membros do PCC são condenados a 105 anos por decapitar jovem em Campo Grande
Operação Hot Point
Idoso é preso e multado em R$ 2 mil por pesca proibida no Rio Formoso
Qualificação
Senac Corumbá abre inscrições para cursos nas áreas da informática, saúde e beleza
Acidente
Motociclista sofre ferimentos em colisão com carro no bairro Aeroporto
Fronteira
Câmara busca apoio Federal para agilizar o Transporte Internacional de mercadorias
Deanópolis
Operação "Inescrupulosos" da PF combate esquema de fraude no Auxílio Emergencial em MS
Violência Doméstica
Marido ameaça mulher com dispositivo de choque no Popular Nova
Consulta Pública
Audiência pública revisa tarifa de abastecimento de água e esgoto sanitário em MS

Mais Lidas

Presente Inesperado
Policiais Militares de Corumbá fazem surpresa em aniversário de criança que sonha em ser PM
Péssimas Condições
Morte de motorista na BR 262 é mais um alerta para o perigo do tráfego na rodovia
Nova Corumbá
Foragido é preso com diversos itens suspeitos na mochila
Reivindicação
Vereadores pedem retorno das aulas presenciais na Rede Municipal