Menu
quarta, 27 de outubro de 2021
Cassems - Melhores e Maiores - Edição 2021
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Após aprovação pela Anvisa, Corumbá aguarda a chegada das doses da vacina contra a Covid-19

18 janeiro 2021 - 08h47PMC

As vacinas Coronavac, do instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, e a AstraZeneca, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em parceria com o consórcio Astrazeneca/Oxford, foram aprovadas ontem, dia 17 de janeiro, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que recomendou o uso emergencial.

Após a aprovação por unanimidade, o prefeito Marcelo Iunes aguarda a chegada das doses para iniciar a imunizar o primeiro grupo prioritário. “Temos interesse em realizar a compra direta da vacina, e abrindo venda vamos comprá-la. Mas, Corumbá vai acompanhar o Plano Nacional de Vacinação do Ministério, que também será seguido pelo Estado.”

“Até o momento não sabemos o quantitativo de doses que vamos receber e nem a data, mas Corumbá está preparada para receber e imunizar o grupo elencado”, afirmou o chefe do Executivo Municipal.

O secretário de Saúde, Rogério Leite destacou a importância da vacina. “Acompanhamos um momento histórico em nosso país no combate à pandemia. A disponibilização da vacina será gradativa, inicialmente vamos receber a Coronavac. O momento é de esperança”. “Elaboramos um Plano Operacional de Imunização que, mediante as doses enviadas, irá definir os locais, horários e profissionais envolvidos para que a vacinação ocorra de maneira célere e em segurança”, complementa o secretário.

Confira o público de cada fase

Primeira fase da vacinação:

Trabalhadores da Saúde;

População Idosa a partir dos 75 anos;

Pessoas com 60 anos ou mais, que estejam institucionalizadas (como asilos e instituições psiquiátricas);

População indígena; e

Povos e comunidades tradicionais ribeirinhas.

Segunda fase:

Pessoas de 60 a 74 anos.

Terceira fase:

Pessoas com comorbidades que apresentam maior chance para agravamento da doença (como portadores de doenças renais, cardiovasculares, entre outras).

Grupos prioritários ainda não elencados nas fases da campanha estabelecido pelo Ministério da Saúde: professores, forças de segurança e salvamento, pessoas com deficiências permanentes e severas, caminhoneiros, funcionários do sistema prisional, trabalhadores do transporte coletivo e população privativa de liberdade.

*Os grupos podem sofrer alteração do Ministério da Saúde.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Formalização
Corumbá lança campanha de incentivo ao cadastro de profissionais do setor de turismo
Apelo Popular
MPT-MS vai investigar assédio moral de gerente que humilha funcionário em Carrefour da Capital
Justiça
Após 18 horas, 7 membros do PCC são condenados a 105 anos por decapitar jovem em Campo Grande
Operação Hot Point
Idoso é preso e multado em R$ 2 mil por pesca proibida no Rio Formoso
Qualificação
Senac Corumbá abre inscrições para cursos nas áreas da informática, saúde e beleza
Acidente
Motociclista sofre ferimentos em colisão com carro no bairro Aeroporto
Fronteira
Câmara busca apoio Federal para agilizar o Transporte Internacional de mercadorias
Deanópolis
Operação "Inescrupulosos" da PF combate esquema de fraude no Auxílio Emergencial em MS
Violência Doméstica
Marido ameaça mulher com dispositivo de choque no Popular Nova
Consulta Pública
Audiência pública revisa tarifa de abastecimento de água e esgoto sanitário em MS

Mais Lidas

Presente Inesperado
Policiais Militares de Corumbá fazem surpresa em aniversário de criança que sonha em ser PM
Péssimas Condições
Morte de motorista na BR 262 é mais um alerta para o perigo do tráfego na rodovia
Nova Corumbá
Foragido é preso com diversos itens suspeitos na mochila
Reivindicação
Vereadores pedem retorno das aulas presenciais na Rede Municipal