Menu
quarta, 03 de março de 2021
Governo do Estado - Campanha de Março
Geral

Após aprovação pela Anvisa, Corumbá aguarda a chegada das doses da vacina contra a Covid-19

18 janeiro 2021 - 08h47PMC

As vacinas Coronavac, do instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, e a AstraZeneca, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em parceria com o consórcio Astrazeneca/Oxford, foram aprovadas ontem, dia 17 de janeiro, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que recomendou o uso emergencial.

Após a aprovação por unanimidade, o prefeito Marcelo Iunes aguarda a chegada das doses para iniciar a imunizar o primeiro grupo prioritário. “Temos interesse em realizar a compra direta da vacina, e abrindo venda vamos comprá-la. Mas, Corumbá vai acompanhar o Plano Nacional de Vacinação do Ministério, que também será seguido pelo Estado.”

“Até o momento não sabemos o quantitativo de doses que vamos receber e nem a data, mas Corumbá está preparada para receber e imunizar o grupo elencado”, afirmou o chefe do Executivo Municipal.

O secretário de Saúde, Rogério Leite destacou a importância da vacina. “Acompanhamos um momento histórico em nosso país no combate à pandemia. A disponibilização da vacina será gradativa, inicialmente vamos receber a Coronavac. O momento é de esperança”. “Elaboramos um Plano Operacional de Imunização que, mediante as doses enviadas, irá definir os locais, horários e profissionais envolvidos para que a vacinação ocorra de maneira célere e em segurança”, complementa o secretário.

Confira o público de cada fase

Primeira fase da vacinação:

Trabalhadores da Saúde;

População Idosa a partir dos 75 anos;

Pessoas com 60 anos ou mais, que estejam institucionalizadas (como asilos e instituições psiquiátricas);

População indígena; e

Povos e comunidades tradicionais ribeirinhas.

Segunda fase:

Pessoas de 60 a 74 anos.

Terceira fase:

Pessoas com comorbidades que apresentam maior chance para agravamento da doença (como portadores de doenças renais, cardiovasculares, entre outras).

Grupos prioritários ainda não elencados nas fases da campanha estabelecido pelo Ministério da Saúde: professores, forças de segurança e salvamento, pessoas com deficiências permanentes e severas, caminhoneiros, funcionários do sistema prisional, trabalhadores do transporte coletivo e população privativa de liberdade.

*Os grupos podem sofrer alteração do Ministério da Saúde.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORONAVÍRUS
Saúde confirma primeiro caso da nova variante do coronavírus em MS
LUTO
Jornalista Jucyllene Castilho morre aos 35 anos em Campo Grande
SAÚDE
Idosos de 77 anos já podem se vacinar contra a Covid-19
SAÚDE
Anvisa diz que vacinas usadas no Brasil são seguras
POLÍTICA
André e Rose lideram 1ª pesquisa para o Governo em eleição 2022
COVID-19
Vereador propõe penalidades para quem não cumprir a ordem de vacinação dos grupos prioritários
CONCURSO PÚBLICO
Técnicos de Enfermagem são convocados em processos seletivos da Funsau
GERAL
PMA realiza trabalhos de orientação sobre minhocas em casas de iscas no MS
INFRAÇÃO ADMINISTRATIVA
PMA autua morador de Corumbá por transporte ilegal de pescado
BANDA LARGA
Vereador pede relatório da OI sobre período de interrupção do sinal de Internet na cidade

Mais Lidas

OPORTUNIDADE
IEL oferece vagas de estágio para Corumbá e mais 5 cidades do Estado
POLICIAL
PM prende irmãs após briga no Popular Nova
POLICIAL
Após briga mulheres são presas no bairro Aeroporto
EDUCAÇÃO
Vereadores aprovam projeto do Executivo que atende professor temporário na Reme