Menu
sábado, 18 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Anvisa aplica multas de R$ 15,2 mi em empresas farmacêuticas por sobrepreço em medicamentos

06 abril 2021 - 09h24G1

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou nesta segunda-feira (5) que multou em R$ 15,2 milhões empresas do setor farmacêutico pela comercialização de sedativos e bloqueadores musculares destinados ao enfrentamento da pandemia de Covid-19 acima do preço autorizado no Brasil.

Até março desde ano já foram instaurados 139 processos e aplicadas 64 multas aos agentes do setor farmacêutico que comercializaram medicamentos com preços superiores ao autorizados pela Anvisa.

O monitoramento é feito desde 2020, quando foi criada uma força-tarefa para coibir abusos nos preços de medicamentos durante a pandemia.

As multas são aplicadas por meio da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (SCMED) , cuja Secretaria-Executiva é exercida pela Anvisa.

As informações sobre os preços dos medicamentos acima do normal foram solicitadas junto a empresas farmacêuticas, às Secretarias de Estado de Saúde (SES), às Secretarias Municipais de Saúde (SMS) das capitais e à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Falta de medicamentos

Em março, a Anvisa se reuniu com entidades que representam o setor de hospitais privados e com a Associação Médica Brasileira (AMB) para "buscar soluções imediatas para evitar o desabastecimento de anestésicos e de outros medicamentos utilizados para intubação de pacientes com Covid-19". A reunião ocorreu em meio ao avanço das internações.

"As entidades demonstraram um déficit importante no estoque destes medicamentos. A Anvisa, representada pela Terceira Diretoria, relatou a adoção de medidas de flexibilização para que esses insumos sejam disponibilizados aos serviços, sem prejuízo de sua eficácia, qualidade e segurança.”

Anvisa

A Anvisa não detalhou quais medidas devem ser tomadas, mas afirmou que "se prontificou a receber das entidades as solicitações individuais de serviços de saúde encaminhadas à Anvisa, de forma que possam ser avaliadas com a maior celeridade possível".

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tentativa de Homicídio
Adolescente é socorrido com perfuração de bala na coxa
Auditoria
Brechas favorecem corrupção em mais de 90% das organizações públicas de MS, revela TCU
Espancamento
Rapaz vítima de agressão é socorrido inconsciente no bairro Camalote
Trânsito
Motociclista é socorrido com fratura na perna
Limpeza
Centro e Aeroporto recebem mutirão da dengue
23 vagas
Inscrição para o processo seletivo da Saúde de Corumbá termina às 17h de hoje
Imunização
Veja quem pode se vacinar nesta sexta (17) em Corumbá
PMA
Usina é multada em quase R$ 2 milhões por incêndio em áreas protegidas por lei
Cursos Grátis
Confira programação das carretas do Cidade Empreendedora em Corumbá
Repasses
MEC lança Painel de Investimentos em Educação Básica

Mais Lidas

Espancamento
Rapaz vítima de agressão é socorrido inconsciente no bairro Camalote
Trânsito
Motociclista é socorrido com fratura na perna
23 vagas
Inscrição para o processo seletivo da Saúde de Corumbá termina às 17h de hoje
Homenagem
Praça Palestina em Corumbá completa dois anos de criação