Menu
sexta, 22 de janeiro de 2021
Andorinha Janeiro/Fevereiro
Andorinha Janeiro/Fevereiro Mobile
Geral

Amistoso da diversidade doa alimentos para projetos sociais

31 julho 2018 - 11h52Sylma Lima
Comunidade LGBT com a primeira dama Amanda Iunes comemoram resultados da ação. Fotos: Victor Viegas

O amistoso da diversidade ocorrido no domingo, 22 de Julho, arrecadou 450 quilos de alimentos não perecível que foi doado na manhã desta terça-feira,31 ,para quatro entidades filantrópicas que tratam dependentes químicos. As cestas foram entregues para o projeto Cerda, Igreja Peniel, Aclaud e para o município de Ladário através da presidente da Associação LGBT daquele  município Sil Albuquerque.

O amistoso é realizado há 15 anos por Tatiana Amorim, presidente do bairro Centro América e teve apoio da secretaria LGBT de Corumbá, pasta da prefeitura ,vinculada a secretaria da cidadania e direitos humanos que tem a frente a primeira dama Amanda Balanciere Iunes.

Amanda diz que a pasta vem surpreendendo. Foto: Victor Viegas

Os alimentos foram arrecadados durante o jogo entre as ‘Imbatíveis’ de Corumbá X  ‘Poderosas’ de Ladário, “ pedimos os alimentos como entrada do evento porque havíamos feito o compromisso de doar para entidades que tratam o grave problema dos usuários de drogas. Sabemos que muitos não tem apoio de ninguém e fazem ações voluntárias e solitárias” , disse Tatiana Amorim ao site Capital do Pantanal.

Para Amanda Iunes a criação da pasta tem garantido respeito e cidadania a comunidade LGBT que hoje tem respaldo na secretaria, “ buscamos politicas inclusivas para o publico LGBT, mas não pensem que é somente festas que eles fazem. Buscamos parcerias para cursos profissionalizantes e também muitos programas de conscientização na área da saúde e cidadania. O próximo evento deve acontecer em dezembro e estaremos  mostrando os resultados com a mesma transparência que fizemos este jogo. Isso é muito importante” .

Para quem acha pouco, saiba que as cestas suprem parte da necessidade e cobrem uma carência de alimentos por parte dos órgãos que tratam da recuperação de dependentes químicos. A Aclaud por exemplo tem vinte internos e segundo Candido Antônio Pinheiro Martins, presidente da ong fundada pela mãe dona Laura Pinheiro há 25 anos, “ chegou em boa hora” . Assim como Toninho a igreja Peniel, e o projeto Cerda também mantem os ex- dependentes em regime de internato até a recuperação completa.

Tatiana diz que apoio da Prefeitura foi fundamental  para sucesso do evento. Foto: Victor Viegas

Deixe seu Comentário

Leia Também

TEMPO
Tempo nublado com pancadas de chuva nesta sexta em Corumbá
SAÚDE
Covid-19: Índia vai exportar doses de vacina para Brasil nesta sexta
POLICIAL
PMA autua em R$ 2 mil criminoso que cortou cachorro com facão para que parasse de latir
GERAL
Serviços de coleta de lixo doméstico; coleta seletiva e cata galhos têm cronograma de atendimento
Finanças
Governo do MS repassou R$ 3,3 bilhões aos 79 municípios em 2020
GERAL
Deixar animal solto na rua gera multa; recolhimento pode ser solicitado via telefone
GERAL
Termina amanhã prazo para confirmação de matrículas de alunos novos com deficiência
GERAL
Terminam amanhã inscrições para processo seletivo do Sebrae para PCD
Geral
Após fortes ventos árvore cai em frente a Cinco Bacia
GERAL
Bombeiros realizam extinção de incêndio por vazamento de gás no Popular Velha

Mais Lidas

OPORTUNIDADE
Senai de Corumbá está com vagas abertas para cinco cursos técnicos presenciais e EAD
GERAL
Índios guatós comemoram chegada de internet em aldeia no Pantanal
GERAL
Desconto em cursos do Senac Corumbá vai até o dia 31 de janeiro
MEIO AMBIENTE
Serviço Geológico do Brasil divulga prognóstico para cheia na bacia do rio Paraguai