Menu
sexta, 24 de maio de 2024
Andorinha - Novos ônibus - agosto 2023
Andorinha - Novos Ônibus - Agosto 2023
Geral

Ambulante invade área e faz loteamento com terras do Governo do Estado

21 março 2016 - 16h10Sylma Lima
Uma ambulante, que se diz liderança de sem  terra, invadiu uma área do Governo do Estado e parte do Grupo Chamma (da antiga siderurgia a caminho de Ladário) e vendeu 500 lotes de 10x20 a famílias carentes. A invasão começou há dois meses  e até então quem estava a afrente do “ negocio” era um homem conhecido como Seo Geraldo. Ocorre que eles faturaram juntos R$ 10 mil e agora brigam pelo valor arrecadado. Quanto a legitimidade da ação soa como eleitoreira, porque, a equipe de reportagem do Capital do Pantanal esteve na área, que fica na frente do Conjunto Padre Ernesto Sassida, na entrada de Corumbá, BR 262, e ouviu a ambulante conhecida como Maria Cristina Barbosa de Jesus, que responsabilizou o Estado (dono das terras) e cobrou apoio da prefeitura para a ação, “ o prefeito tem que nos ajudar, porque na hora de pedir votos ele sabe” , disse a mulher deixando evidente que se trata de uma invasão criminosa e orquestrada com o objetivo te atingir o chefe do executivo municipal, uma vez que as terras não pertencem ao município.Maria Cristina invadiu as terras e vende o lote a R$ 20,00 para pessoas que se dizem carentes, “ estou aqui desde as seis da manhã, abrindo o mato com foice para assentar estas famílias. Aqui tem mulheres gravidas e famílias que não tem onde morar, mas, toda hora para um carrão na estrada querendo comprar terras. Eles afirmam que é para os empregados, mas quem disse que rico se preocupa com pobre” , disse a mulher afirmando que não vai deixar a área e estão prontos para a briga. A mulher disse que foi até a prefeitura procurar saber a quem pertencia a área,” é terra abandonada. Nossa briga vai ser com o governador Reinaldo Azambuja e o prefeito, porque queremos apoio na nossa luta” . Quanto ao dinheiro arrecadado ela diz que é para, “ se alimentar e comprar material para abria a mata fechada” , mas já virou boletim de ocorrências, porque, agora a briga é entre ela e Seo Geraldo que quer parte do dinheiro. Enquanto isso a área continua sendo loteada e dividida em terrenos para as famílias que já pagaram os R$ 20,00. Até o momento não houve ação de reintegração de posse. O terreno loteado este próximo a uma área da Sanesul, que ainda não foi invadida. As famílias estão abrindo a mata com foices e enxadas e alegam não deixar o local.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tráfico de Drogas
Boliviana presa com pasta base diz ter recebido a droga do marido
Disque-Denúncia
Gaeco disponibiliza telefone para receber denúncias da operação "Cartão Vermelho"
Ônibus para Capital
Menor é apreendida transportando pacotes de Skunk presos ao corpo
Boletim Epidemiológico
MS registra 9.155 casos confirmados de dengue
Reconhecimento
Investigadora da Civil de Corumbá é homenageada pelo combate à crueldade contra animais
Vigilância Sanitária
Governo cria "MS Vacina Pet" e destina R$ 1,9 milhão contra a raiva
Em Dourados
PF mira em quadrilha de MS que transportava drogas em tanques de combustível
Sob Alerta
Inmet divulga alerta de perigo para o sul do país
Nova Data
Concurso Unificado será em 18 de agosto, confirma Ministério da Gestão
Variedades
Tipos de apostas no futebol

Mais Lidas

Tráfico de Drogas
Mochila abandonada em ônibus é apreendida com 8,7 kg de Skunk
Arrecadação
Estudante de Corumbá busca apoio para participar de Competição Nacional de atletismo no RJ
Oportunidade
IHP abre vagas para jovens aprendizes com idades entre 16 e 20 anos
Na madrugada
Homem é preso vendendo droga em beco do bairro Borrowski