Menu
domingo, 26 de maio de 2024
Andorinha - Novos ônibus - agosto 2023
Andorinha - Novos Ônibus - Agosto 2023
Geral

Risco de epidemia faz Ladário decretar estado de alerta

23 fevereiro 2016 - 14h44Gesiane Medeiros
Através do decreto n° 2.997/2016, publicado no diário oficial de Ladário, o prefeito José Antônio Assad e faria colocou o município em estado de alerta devido ao aumento do risco de infestação das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. De acordo com o último boletim epidemiológico da secretaria estadual de saúde, emitido no dia 17 de fevereiro, a cidade está no grupo amarelo, com 56 casos notificados. Os agentes de saúde e endemias passam a atuar com a exigência de resposta rápida, sob a determinação de elaborarem avaliações periódicas da situação do município, incluindo riscos iminentes, assim como pareceres sobre a incidência do foco, proliferação e casos confirmados. O decreto reforça ainda a autorização de entrada dos agentes em imóveis desocupados, abandonados ou fechados, inclusive com presença de autoridades policiais se assim for necessário. Os proprietários que não cumprirem com a limpeza de seus imóveis, estão sujeitos a serem notificados e posteriormente multados. O combate das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti dependem da colaboração e responsabilidade da população. Em entrevista com o prefeito José Antônio, o Capital do Pantanal apurou que a decisão se dá pelo risco eminente de uma epidemia. "O número de noticiações não é tão alto, o que nos preocupa é o potencial de risco, optamos por nos antecipar ao problema para que não exploda uma epidemia no município, a partir de agora, os agentes poderão ter uso de ações mais enérgicas como a autorização para entrada em imóveis fechados ou abandonados. Além disso, criamos o Comitê de Combate ao mosquito, em parceria com diversas entidades, as reuniões são semanais e já mostram bons resultados", diz José Antonio. Comitê Municipal de Combate ao Aedes Para o melhor monitoramento e combate ao mosquito Aedes aegypti, o município criou em parceria com entidades e empresas, um Comitê Municipal, que sob a coordenação do Vice-Prefeito, José Francisco Sampaio, irá intensificar o combate do vetor e a convocação de agentes de saúde e endemias. A primeira reunião já aconteceu nesta segunda-feira (22), e os integrantes do grupo puderam sugestionar ações de combate como: coletores de lixo disponíveis em cada barraca em dia de feira livre, uso do fumacê pelos bairros, e reposicionamento das caixas d´águas à nível do solo foram as mais bem aceitas.      

Deixe seu Comentário

Leia Também

Meio Ambiente
Relatório da ONU sobre o clima responsabiliza a humanidade por aumento de fenômenos extremos
Facilidade
Mais de R$ 1,8 milhão em taxas judiciárias já foram pagos via Pix
Variedades
Cassinos Online: Sorte e estratégia na era digital
Reitoria
Colégio Eleitoral da UFMS mantém Camila Ítavo em primeiro lugar na lista tríplice
Meio Ambiente
Juiz mantém proibido o desmate no Parque dos Poderes
Crime
Na delegacia, assassino "confesso" diz que conheceu corretora em aplicativo
Educação
UEMS e Fundect investem R$ 4 mi para fortalecer ensino superior em Mato Grosso do Sul
Em Maracaju
Estudantes do IFMS levam tecnologia a maior evento agro do Estado
Destaque
Dia da Indústria: Longen destaca força do setor industrial de Mato Grosso do Sul
Extrema magreza
Polícia resgata cães em situação de maus-tratos no Popular Nova

Mais Lidas

Tráfico de Drogas
Boliviana é presa com 12,7 kg de cocaína em botijão de gás transportado dentro de mala
Soldado Cidadão
Projeto da Marinha vai oferecer formação de condutores para recrutas em Ladário
Interdição
Ponte sobre o rio Paraguai fecha às 17 horas deste sábado; interdição deve durar 19 horas
Investigação
Polícia Civil prende homem acusado por furto de joias e celulares na cidade