Menu
segunda, 17 de junho de 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Geral

Alíquota de ICMS sobre itens essenciais acima da regra geral é inconstitucional, defende PGR

Augusto Aras manifestou-se em ações contra lei do MS que fixou em 30% cobrança do tributo sobre a gasolina

17 outubro 2022 - 08h14Assessoria/MPF

O procurador-geral da República, Augusto Aras, se posicionou contrário ao aumento da alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) da gasolina, estabelecido pela Lei 5.434/2019, do Mato Grosso do Sul. A legislação, que alterou norma de 1997 elevando de 25% para 30% a taxa incidente sobre o combustível, teve a validade questionada no Supremo Tribunal Federal (STF). Na avaliação do PGR, a lei deve ser declarada inconstitucional. O entendimento, manifestado em parecer à Corte, está alinhado à jurisprudência do Tribunal.

Propostas pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), as ações de controle de constitucionalidade (ADIs 7.105 e 7.173) afrontam os princípios da seletividade e da essencialidade tributária do ICMS, previstos na Constituição. Para os autores, o texto do art. 41, inciso IX, alínea “a” da lei estadual se destaca da regra geral de alíquota adotada pelo estado – de 17% – sobre itens não essenciais.

Segundo Augusto Aras, a alteração legislativa está incompatível com a Constituição ao passo em que mercadorias e serviços essenciais não podem ser tributados “mais pesadamente” do que as gerais. A avaliação do procurador-geral endossa o entendimento de que a seletividade das alíquotas funciona como incentivo fiscal e social, uma vez que busca tributar a mais os itens supérfluos e promover porcentagens mais brandas sobre serviços e bens que afetam toda a população.

A gasolina, como destacou o PGR, deve ser tributada a partir do critério da essencialidade, por ser considerada pela legislação federal como item essencial. Segundo ele, a Constituição permite aos entes federados estabelecer tratamento privilegiado para determinadas mercadorias essenciais, mas exige limite quantitativo para tal. “Tudo em benefício dos contribuintes de menor capacidade contributiva”, destacou.

O entendimento de Aras está alinhado à jurisprudência do STF. Ao julgar o Tema 745 da Sistemática da Repercussão Geral, o Tribunal fixou o entendimento de que a lei estadual que adotar a seletividade do ICMS, não pode majorar a porcentagem incidente sobre energia elétrica e serviços de telecomunicação, que são essenciais, acima das operações em geral. “A alíquota de 30% incidente sobre a gasolina automotiva é a mais alta do estado, superando a de itens supérfluos ou até mesmo considerados prejudiciais à saúde”, observou o PGR, citando itens como armas, munições e artigos de pirotecnia cuja incidência do ICMS no Mato Grosso do Sul é de 25%.

Ao final, o procurador-geral opinou pela inconstitucionalidade da norma sul-mato-grossense e procedência das ações diretas de inconstitucionalidade. No entanto, sugeriu que o STF module os efeitos da declaração de inconstitucionalidade para que passem a valer a partir de 2024, tendo em vista o interesse social e o impacto que a medida terá sobre as finanças do estado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Sítio Pioval
Bombeiros resgatam família ribeirinha cercada pelo fogo
Provisório
Sanesul passa a atender na rua 15 de novembro a partir de segunda (17)
Geral
MEC aceita revogar portaria se professores de federais acabarem greve
Esporte
Atletas indígenas são destaque em Jogos Escolares da Juventude de Mato Grosso do Sul
Geral
Projeto de protocolo cardiológico de Mato Grosso do Sul é destaque no Conass
Geral
Diálogo avança e 122 servidores do Detran de MS são promovidos por antiguidade
Destaque
Boletim Epidemiológico: MS registra 11.550 casos confirmados de dengue
Geral
Com apoio do Governo, Expotrês apresenta novas tecnologias do agro e leva entretenimento ao público
Geral
No ar boletim Detran Mais Perto, Mais Eficiente da semana de 10 a 14 de junho
Clima
Corumbá amanhece com 25 graus
A máxima neste sábado pode chegar a 36 graus

Mais Lidas

Provisório
Sanesul passa a atender na rua 15 de novembro a partir de segunda (17)
Sítio Pioval
Bombeiros resgatam família ribeirinha cercada pelo fogo
Geral
Diálogo avança e 122 servidores do Detran de MS são promovidos por antiguidade
Esporte
Atletas indígenas são destaque em Jogos Escolares da Juventude de Mato Grosso do Sul