Menu
sábado, 13 de abril de 2024
Andorinha - Novos ônibus - agosto 2023
Andorinha - Novos Ônibus - Agosto 2023
Geral

Além do IFMS, UFMS também tem servidores em greve a partir de hoje

03 abril 2024 - 10h34Cassia Modena, Idaicy Solano e Clara Farias, CG News

Esta quarta-feira (3) começou com servidores da educação federal de Mato Grosso do Sul em greve. Por esse motivo, o IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) e a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) estão funcionando parcialmente, com algumas aulas e atividades administrativas suspensas. 

IFMS e UFMS possuem dez campi cada, na Capital e no interior. Conforme informaram os comandos de greve centrais e locais, sete da primeira e também sete da segunda instituição registram adesão total ou parcial hoje.

Parte dos servidores administrativos e professores de Campo Grande que estão em greve se reúne na Praça do Rádio, nesta manhã, para se manifestar sobre as reivindicações. Cerca de 100 pessoas estão no local.

O que eles querem

Os grevistas se unem ao movimento nacional. Pedem principalmente a reestruturação das carreiras no serviço público e recomposição dos salários não reajustados há 10 anos, segundo o assistente administrativo da UFMS e coordenador do Sindicato dos Trabalhadores em Educação da universidade e do IFMS, Lucival Alves dos Santos.

"Nossa recomposição salarial já está defasada em mais de 30%. Nós fizemos a proposta, mandamos para o Governo Federal, mas até agora não tivemos a resposta", relata. 

Sobre como estão os salários atualmente, Lucival exemplifica que o técnico administrativo começa ganhando R$ 1,4 mil. O da classe D, que precisa ser graduado, recebe inicialmente 0,8% a mais que o salário-base. "Dentro da nossa carreira, nós somos o menor salário dentro do serviço público. E é muito pouco em relação ao mercado de trabalho", contesta.

Técnica administrativa do IFMS e presidente do Sinasefe/MS (Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica), Shirley Araújo explica que o pedido é de recomposição salarial pelo menos de 10% em 2024, 10% em 2025 e 10% em 2026.

Ela argumenta que houve muitos cortes ao longo da última década e que é irrisório o que o Governo Federal já ofereceu aos servidores no período. 

Presidente do Sinasefe/MS, Shirley Araújo, destaca que houveram muitos cortes na última década. Foto: Idaicy Solano

"O governo apresenta lá alguns benefícios, mas é uma coisa tão irrisória que chega a ser ofensivo. Só para você ter uma ideia, agora que eles estão sinalizando a melhoria do vale-alimentação. Até dois meses atrás, ele era de R$ 460. Mas, em termos de reestruturação da carreira, em termos de reposição salarial e de resgate do poder aquisitivo do servidor público federal, isso ele simplesmente não arreda o pé. E nós não estamos pedindo muita coisa, não", descreve Shirley. 

Até quando?

A greve segue por tempo indeterminado.

O movimento poderá ampliar ou reduzir ao longo dos dias, segundo informaram os sindicalistas à reportagem. É esperada que uma negociação ocorra em Brasília (DF) na sexta-feira (5) junto a representantes do Governo Federal. 

Receba as notícias no seu Whatsapp. Clique aqui para seguir o Canal do Capital do Pantanal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Destaque
Referência mundial em prevenção e combate aos incêndios florestais, Prevfogo completou 35 anos
Carreira
Cerca de 40 mil bacharéis em direito participam do ENAM neste domingo
Ação de Cidadania
Equipe técnica visita o Alto Taquari para planejar realização do Juizado Itinerante em junho
Destaque
Alunos de MS são premiados em terceiro lugar em desafio internacional de programação
Meio Ambiente
Lançado em 2023, SIFAU auxilia Mato Grosso do Sul na identificação de áreas para queima prescrita
Cidade
Vítima de ferimento por faca é destaque no plantão dos Bombeiros
Pacto de Cooperação
Governo e Sebrae/MS vão fomentar o empreendedorismo indígena em no estado
Evento
Turismo de MS leva capacitação, gastronomia pantaneira e lançamentos à 11ª WTM Latin America
Mercado Internacional
MS quintuplica potencial de abate e exportação de carne bovina para a China
Concretagem
Ponte fecha às 17 horas de hoje e reabre às 5h de domingo (14)

Mais Lidas

Morte à Esclarecer
Idoso é encontrado morto com marcas de mordidas de cachorro em Corumbá
Últimas 24 horas
Incêndio em casa no centro é destaque no plantão dos Bombeiros
Qualificação
Cursos técnicos com alta demanda no mercado são opções de qualificação no Senac Corumbá
Decisão Judicial
Ribeirinhos são despejados de terras no Morrinho