Menu
quarta, 03 de junho de 2020
Andorinha - Medidas Preventivas Coronavírus
Andorinha - medidas preventivas
Geral

Madrasta é acusada de arrancar cabelos de menina de 7 anos em Campo Grande

14 outubro 2019 - 12h03G1 MS

Uma menina de 7 anos teve parte dos cabelos arrancados e foi ferida após uma festa de aniversário nesse domingo (13), no bairro Nova Lima, região norte de Campo Grande. A mãe da vítima, a auxiliar de cozinha Paulina Sena da Silva, de 31 anos, diz que o pai buscou a vítima e o irmão dela, de 9 anos, poucas horas antes do evento, sendo que o menino presenciou a agressão que teria sido feita pela madrasta.

"A visita é livre e o pai não busca todo final de semana, porém, neste último, ocorreu a festa da filha dele, de 1 ano, com a madrasta das crianças, então, eu deixei levar. Até agora não tinha nada que desabonasse a conduta dela, mas, meu filho me mandou um foto de madrugada dizendo que ela tinha agredido a irmã dele e que só não aconteceu com ele porque correu pra rua. Isso foi por volta das 2h30 e depois ninguém me atendia mais", afirmou Paulina.

Conforme a mãe, horas depois do suposto crime, o pai entregou as crianças para o avó materno. "Eu não estava lá e peço a Deus para não encontrar essa mulher na minha frente, nem sei o que posso fazer. Meu pai viu a menina daquele jeito, e eles discutiram, principalmente porque o pai alegou que não viu e não sabe de nada. Só que meu filho disse que viu o momento que a madrasta trancou a menina no quarto e fez isso", comentou a auxiliar de cozinha.

Na sequência, ele levou as crianças na delegacia e registrou o boletim de ocorrência por maus-tratos, lesão corporal dolosa e ameaça. "Nesta manhã (14) estou indo no Imol [Instituto de Medicina de Odontologia Legal] fazer o exame de corpo de delito. Ela arrancou partes do cabelo dos dois lados e minha filha está muito triste. Ela foi na festinha e voltou aterrorizada. É uma menina boazinha, faz tudo o que a gente gente e não consigo aceitar isso", lamentou.

A tia da criança, Carol Sena, usou as redes sociais para denunciar o possível crime. "Vim aqui expor minha indignação e mostrar oque essa mulher...fez com a minha sobrinha...a menina de 7 anos teve (covardemente) partes do cabelo arrancados ou raspados...não confie suas crianças a qualquer pessoa", disse. A postagem teve dezenas de compartilhamentos e mensagens no Facebook.

A reportagem tentou contato com a madrasta, porém, não conseguiu retorno. O caso agora será investigado pela Delegacia Especializada de Proteção à Criança e o Adolescente (Depca).

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Proteção Individual
Lions Club Internacional doa protetores faciais para Corumbá
Testes Rápidos
Começa nesta amanhã a segunda fase do estudo Epicovid-19
Polêmica
Proposta de adiamento das eleições pode dar 10 anos de mandato a 14 prefeitos em MS
A unificação das eleições poderá manter 14 prefeitos, que encerrariam o mandato em dezembro, no cargo por mais dois anos
Covid-19
No epicentro da doença, indígenas já são 18% dos casos de Dourados
Economia
Saiba como conferir se o CPF foi usado em fraude no Auxilio Emergencial
Entrevista
TSE: Calendário eleitoral não muda e tudo segue normalmente
Imunização
Vacinação contra H1N1 é ampliada para público de todas as fases até 30 de junho
Gestão
Comitê planeja processo de retomada do desenvolvimento pós pandemia em MS
Na Assembleia
Governo quer prorrogar Refis de ICMS até 15 de julho
Melhoramentos
Ladário recebe investimento de R$ 3 milhões na rede de água e tem mais de 7 km da rede de esgoto ampliada

Mais Lidas

Corumbá
Cinco pessoas são presas com mais de 2 quilos de maconha
Corumbá
Mulher é surpreendida com rato preso no painel do carro
Aquidauana
Delegado investigado por furto de 101 quilos de cocaína em MS volta para prisão
Fogo
Incêndio destrói parte de locomotiva na região da Laginha