Menu
quinta, 25 de abril de 2019
Andorinha - Viaje para Campo Grande com a Andorinha
Andorinha - Viaje para Campo Grande com a Andorinha
Geral

Corumbá está na lista do cadastramento biométrico do TRE

12 fevereiro 2019 - 16h47TRE/MS

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS) fará, em 2019, a revisão eleitoral e o cadastramento biométrico obrigatório em dezoito cidades do estado. Somados, o eleitorado dessas localidades corresponde a 532.567 eleitores. O não comparecimento acarreta o cancelamento do título de eleitor.

No decorrer do ano, os trabalhos serão divididos em quatro etapas. A primeira será em Ponta Porã e Selvíria. Na cidade de fronteira com Paraguai, a revisão começa em 11/03/2019 e termina em 30/05/2019. Já em Selvíria, os trabalhos se iniciam em 18/03/2019 e terminam em 15/05/2019.

A segunda etapa abrangerá as cidades de Alcinópolis, Anaurilândia e Miranda entre os meses de abril e junho. Três Lagoas, Aral Moreira, Corumbá, Ladário, Dourados e Itaporã terão os eleitores revisados durante a terceira etapa, iniciando em junho de 2019 e terminando em março de 2020. A última etapa, entre outubro e dezembro de 2019, será realizada nas cidades de Bataguassu, Rio Verde de Mato Grosso, Chapadão do Sul, Aparecida do Taboado, Coronel Sapucaia, Antônio João e Terenos.

O Presidente do TRE-MS, Desembargador João Maria Lós, ressalta que os eleitores não esperem pelo início da obrigatoriedade para buscarem o atendimento. “Os eleitores dessas cidades não precisam esperar o início da revisão para se recadastrarem, pois os cartórios já estão realizando os atendimentos. Com isso, o eleitor pode evitar transtornos e longas filas”.

Lembrando que o comparecimento à revisão eleitoral e ao cadastramento da biometria é obrigatório, sob pena de cancelamento do título de eleitor, o que pode acarretar em prejuízos na vida civil.

Biometria

A biometria é uma tecnologia que dá ainda mais segurança à identificação do eleitor no momento da votação. O leitor biométrico acoplado à urna eletrônica confirma a identidade de cada eleitor, comparando o dado fornecido (impressões digitais) com todo o banco de dados disponível. A medida torna praticamente inviável a tentativa de fraude na identificação do votante, uma vez que cada pessoa tem impressões digitais únicas.

Dos 1,8 milhão de eleitores no estado, 54,98% (1.033.586 eleitores) já possuem a biometria cadastrada na Justiça Eleitoral.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Prefeitura vai recorrer de decisão que quer bloqueio de conta municipal por dívida do hospital com a Enersul
Capacitação
Senac MS lança programa de qualificação voltado para o comércio
Defesa do consumidor
Passageiros da Avianca, com voos cancelados, devem ser reembolsados
Policial
Homem é preso por furtar chinelo e desodorante em mercado
Policial
Assalto em dois Postos de combustíveis em Corumbá
Essa madrugada foi de intensa movimentação da Polícia Militar entretanto, não conseguiu localizar os assaltantes
Policial
PM prende dois foragidos da justiça nas últimas horas
Policial
Vendedora de ‘paradinha’ é presa com a ‘boca na botija’ pela PM
Alarme falso
Sobrecarga elétrica pode ter disparado alarme de incêndio no hospital da Cassems
Emergência Médica
Marinha socorre criança doente na região do Taquari
Devido a ‘baceiros’ no leito do rio a única maneira de deslocamentos é através de aeronaves
Oportunidade
IFMS abre 560 vagas para cursos técnicos a distância

Mais Lidas

Mulher
Prêmio Destaque Mulher 2019 será entregue na segunda, dia 29
Água e Esgoto
Câmara autoriza início das conversações para renovação de concessão com a Sanesul
Capacitação
Senac MS lança programa de qualificação voltado para o comércio
Emergência Médica
Marinha socorre criança doente na região do Taquari
Devido a ‘baceiros’ no leito do rio a única maneira de deslocamentos é através de aeronaves