Miséria moral

Por Artigos29 NOV 2017 - 19h39min

O site ‘Capital do Pantanal’, jornal virtual pelo qual me atualizo, sobretudo no que acontece na fronteira Brasil-Bolívia, noticia uma tragédia moral. 

Eis que Agentes da Receita Federal sempre atentos em sua missão, apoiados pela eficiente Polícia Militar do Mato Grosso do Sul apreenderam 77 quilos de substância que serviria para multiplicar ‘ene’ vezes o potencial alucinógeno da cocaína. Episódio normal. Considerado banal naquela fronteira.

O que foi duro aos próprios agentes, apesar de toda experiência que as vezes os tornam calejados à sensibilidade, foi ter de prender mãe grávida e o pai da criança de seus 4 anos que, por amor, acabou denunciando o pai, ao reconhecê-lo num taxi, no qual tentava despistar a polícia do foco na mulher, boliviana de 23 anos, e a poucos meses de trazer à luz mais uma filha, que seria alimentada pelo vício destrutivo de outras famílias e filhos.

A criança que acabou denunciando os pais, sem querer, tem agora por destino o Conselho Tutelar. Longe dos familiares que a geraram, diante da falta de juízo ou de escolha dos genitores, sabe-se lá...

Triste ironia da vida. Estudiosos do comportamento humano sinalizam que o homem, as mais das vezes é levado a delinqüir para suprir e manter o amor, a saúde ou ter dinheiro... E acaba perdendo a liberdade, bem tão sagrado quanto a própria vida, pelos mesmos motivos que o fazem lutar pela felicidade: Amor, Saúde e Dinheiro...

Falei e disse!

 

José Carlos Cataldi é jornalista, radialista e advogado. Foi fundador da CBN e consultor jurídico da Rádio Justiça do Supremo Tribunal Federal. É detentor da Ordem do Mérito Judiciário – grau de comendador; Atuou nas Empresas Globo, Radiobrás (Presidência da República); TV Rio/Record; Redes Manchete e Brasil de Televisão; foi 4 vezes Conselheiro Federal e Presidente da Comissão Nacional de Direitos Humanos da OAB. É debatedor convidado da Rádio Difusora. Atua no jornal São José dos Campos Diário, e, como comentarista e entrevistador na TV Setorial e na Rede Novo Tempo de Pindamonhangaba.

Deixe seu comentário

Leia Também

Uma posição contra o fumo

Bomba de hoje, aumento do gás.

Miséria moral

Proclamação da República

Mesmo preso Puccinelli continua forte

Desafio ao MP ou teoria da inutilidade do vice

Perdão, Rio Paraguai