Menu
quinta, 17 de junho de 2021
Andorinha - Maio
Andorinha - Maio
Geral

Câmara apoia a OAB na luta contra desinstalação da Vara Cível da Comarca de Corumbá

30 abril 2021 - 10h22ASCOM Câmara

A Câmara Municipal está apoiando integralmente a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) - 1ª Subseção de Corumbá, diante da notícia da desinstalação da Terceira Vara Cível da Comarca, pelo Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul, e já está engajada na luta na tentativa de evitar que isso ocorra, o que seria um grande prejuízo para toda a comunidade corumbaense.

Foi o que afirmou ontem, quinta-feira, 29 de abril, o presidente do Poder Legislativo corumbaense, vereador Roberto Gomes Façanha, após ser comunicado pelo presidente da OAB de Corumbá, Roberto Ajala Lins, por meio de ofício, sobre o assunto que surpreendeu não só os advogados corumbaenses, mas todas as autoridades da região.

“É uma notícia preocupante que nos foi repassada pelo Roberto Lins e, a exemplo do que ocorreu algum tempo atrás, o Poder Legislativo já se manifestou de forma solidária, e vamos, todos nós vereadores, lutar para que isso não aconteça, unindo forças com as demais autoridades da nossa região pantaneira”, informou Façanha.

No ofício encaminhado ao presidente da Câmara, Roberto Lins explicou que dentre os argumentos do TJMS, que ele considerou infundados, a desinstalação se deve ao baixo número de processos para justificar as duas varas, segunda e terceira; redução de custos, e cumprir metas do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O presidente da Ordem disse ter notícia que “o pano de fundo para essa desinstalação, passa, provavelmente, por uma intenção vedada de rebaixamento da Comarca de Corumbá de Entrância Especial para Segunda Entrância, o que juntamente com a desinstalação dos Juizados Especiais e a ideia de desinstalação da Terceira Vara, seria um retrocesso sem precedentes, com prejuízo para toda a classe dos advogados jurisdicionados, e para o próprio Município”.

Ajala destacou ainda que “não pode ser desconsiderado é que o TJ, a exemplo do que já fez com a Vara de Execução Penal no Estado todo, pretende centralizar  em Campo Grande s Varas de Execução Fiscal, o que implicaria, em um futuro não muito distante, na desinstalação também da Vara de Execução Fiscal de nossa Comarca, permanecendo apenas como Vara de Registro Públicos”, observou, citando que apenas Dourados conseguir manter a sua Vara de Execução Fiscal no Estado.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Autor de atropelamento na Rio Branco é comissionado da Prefeitura de Corumbá
SAÚDE
Corumbá leva vacina contra a Covid-19 para a região do Taquari
POLICIAL
PMA apreende 1.289 kg de droga com adolescente paraguaio
TURISMO
Turismo de MS participa de webinar nesta quarta-feira e se aproxima do mercado irlandês
PROTESTO
Ciclistas fazem protesto após morte de empresária na Rio Branco
ECONOMIA
Trabalhadores nascidos em novembro podem sacar auxílio emergencial
SAÚDE
Anvisa autoriza importação excepcional da vacina Sputnik V
CIDADE
Prefeitura de Corumbá determina abertura de comércio
CORONAVÍRUS
Com 25 mil casos em 15 dias, junho pode bater recorde de infectados por covid em MS
GERAL
Homem sofre queda de telhado e fica ferido

Mais Lidas

GERAL
Autor de atropelamento na Rio Branco é comissionado da Prefeitura de Corumbá
POLICIAL
Mulher é presa por descumprimento de medida protetiva
POLICIAL
Homem é preso por violência doméstica no Parque do Mangueiral em Ladário
GERAL
Homem é esfaqueado pelo filho no Sassida