Menu
domingo, 26 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Workshop de Literatura Infantil na Fronteira Brasil-Bolívia começa dia 27

26 abril 2021 - 11h24PMC

A Prefeitura de Corumbá por meio da Secretaria Municipal de Educação em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul através do Programa de Pós-Graduação Mestrado em Estudos Fronteiriços e Grupo de Pesquisa- LIFROS, tem a honra de realizar o 1º Workshop de Literatura Infantil na Fronteira Brasil-Bolívia, com o objetivo de refletir o papel da literatura na fronteira e suas contribuições para aproximar culturas, dirimir preconceitos e incentivar a prática das línguas espanholas e portuguesa no espaço fronteiriço Corumbá/Puerto Quijarro. O evento acontecerá nos dias 27 e 28 de Abril a partir das 19 h, de forma remota, transmitido pelas redes sociais da Universidade Federal (UFMS) e da Semed Corumbá. O evento conta com uma programação bem extensa com apresentações culturais, palestrantes e escritores brasileiros e bolivianos.

As inscrições poderão ser feitas através do link https://www.sympla.com.br/1-workshop-de-literatura-infantil—a-literatura-infantil-em-movimento-na-fronteira-brasilbolivia__1109557. Para a certificação do evento, serão disponibilizados os formulários de frequência no chat das redes sociais.

De acordo com o Secretário Municipal de Educação, Genilson Canavarro de Abreu: “escolhemos o mês de Abril para a realização do evento, pois é o mês de celebração à literatura infantil, ao livro, é muito importante discutir o contato dos alunos com a literatura, porque eles vão tomando gosto pelas obras e aprendem muita coisa boa. Ler é fundamental em qualquer etapa da vida, a leitura é algo que deve ser perseguido por todo cidadão, porque o conhecimento da pessoa é a possibilidade dela se  diferenciar dentro daquilo que faz. Isso só se consegue por meio da leitura, por isso que incentivamos iniciativas como essa”, afirmou ele.

A iniciativa é organizada pelo Núcleo do Ensino Fundamental I, que relatou: O intuito desse evento é fomentar as discussões a respeito da Literatura Infantil e o encantamento do lúdico e da imaginação na vida do ser humano. Como somos uma cidade fronteiriça, e recebemos em nossa rede, alunos de origem boliviana e outras nacionalidades – em um número bem significativo – precisamos pensar em como aproximar as culturas, sabendo que a literatura tem esse papel humanizador de compreensão de realidades distintas e multiculturais que a nossa fronteira carrega sobre si, disse Tarissa Marques.

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Denúncia
Homem morre e família acusa médica da UPA de negligência
Palestras
3ª edição da Semana da Saúde do Sesc tem foco nos reflexos da pandemia
SCT 2021
IFMS abre inscrições para Semana de Ciência e Tecnologia
Javaporco
PMA flagra criação ilegal de javalis em propriedade de Dourados
Alerta
De agendamentos a esquemas de 'pirâmides', entenda os maiores golpes do Pix em MS
Retomada
Fundtur recebe inscrições no Programa "Incentiva+MS Turismo" até 5 de outubro
Bonito
Mulher é multada em R$ 5 mil por desmatamento ilegal em área protegida
Imunização
Veja quem pode se vacinar neste fim de semana em Corumbá
Balanço
Mais de 50% das drogas apreendidas na Operação Fronteiras e Divisas I são de MS
Economia
Comércio deve facilitar pagamento e ser cauteloso para o Dia das Crianças

Mais Lidas

Denúncia
Homem morre e família acusa médica da UPA de negligência
Imunização
Veja quem pode se vacinar neste fim de semana em Corumbá
Desenvolvimento
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
Bonito
Mulher é multada em R$ 5 mil por desmatamento ilegal em área protegida