Menu
sábado, 16 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Vereador cobra recuperação de trecho da BR 262, até a fronteira com a Bolívia

15 junho 2021 - 10h14ASCOM

A recuperação do trecho da BR 262 entre a Base da Polícia Rodoviária Federal e o Posto de Fiscalização da Receita Federal (Posto Esdras), é o que está pleiteando o vereador Ubiratan Canhete de Campos Filho (Bira), para melhorar as condições de trafegabilidade, evitando inclusive acidentes.

A solicitação do vereador foi feita por meio de indicação dirigida ao superintendente Regional do DNIT no Mato Grosso do Sul, Euro Nunes Varanis Junior. Bira explicou que o trecho está em condições precárias de tráfego, com pavimento desgastado, e que é preciso ser feita a sua recuperação.

“É uma rodovia com grande circulação de veículos por conta da fronteira com a Bolívia. Nas condições em que se encontra, os riscos de acidentes, inclusive de grandes proporções, são enormes”, reforçou.

PAVIMENTO

O vereador solicitou também a recuperação do pavimento asfáltico da Rua Rio Grande do Sul, entre a Alameda Piratininga e a Rua 15 de Novembro, no Bairro Cristo Redentor, que apresenta buraco de enorme proporção, com tendência a aumentar.

IMUNIZAÇÃO

Por outro lado, Bira reforçou na sessão desta segunda-feira, 14, a necessidade da adoção de medidas necessárias para viabilizar a logística para vacinação contra a Covid-19 da comunidade pantaneira do Taquari. O pedido foi feito aos secretários Rogério dos Santos Leite, de Saúde, e Amanda Balanciere Iunes, de Assistência Social e Cidadania, pasta responsável pelo Programa Povo das Águas.

“Corumbá vem executando o Plano Nacional de Vacinação de forma satisfatória dentro das possibilidades apresentadas neste cenário de pandemia, servindo inclusive de exemplo no que diz respeito ao avanço das faixas etárias aptas a tomar a vacina. Entretanto, pela extensão territorial peculiar de quem abriga 2/3 da planície pantaneira, há, naturalmente, a dificuldade de se levar a vacina aos pontos mais remotos da região pantaneira”, lembrou.

Citou que, nesse caso, o Programa Povo das Águas vem sendo de fundamental importância às comunidades ribeirinhas e pantaneiras, no que se refere à logística para aplicação das vacinas. “Ocorre que o Rio Taquari se encontra assoreado, impedindo que as embarcações do Povo das Águas cheguem até sua comunidade. Por isso mesmo estamos pedindo às autoridades do executivo municipal, a adoção de medidas que possibilite a vacinação daquela comunidade que vive em um dos lugares mais remotos do nosso Pantanal, inclusive acionando as esferas federais de governo, do próprio Exército, se necessário, para dar apoio a esta difícil logística”, completou.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Atualizações
Dois dos corpos encontrados no rio Paraguai são identificados
Inédito
Tempestade de areia: Energisa recebeu 4 mil chamados em Campo Grande
Dia Mundial da Alimentação
Em MS, 69% da população está com excesso de peso e 36% com obesidade
Ensino Superior
UEMS investe mais de R$ 13 milhões em bolsas e auxílios para estudantes
Transporte
Expresso Queiroz tem autorização suspensa por incapacidade de atender passageiro
Defesa Civil
Tempestade de poeira e vendaval causaram estragos em pelo menos sete nos municípios
Cidade em alerta
Ventos de 64 km/h destelharam 20 casas em Corumbá
Previsão Meteorológica
Tempo continua fechado com chance de mais chuva para grande parte do Estado
Tragédia
Naufrágio no Rio Paraguai fez sete vítimas; cinco corpos foram encontrados até o momento
Dia do Professor
Façanha destaca papel do professor no período pós-pandemia

Mais Lidas

Monitoramento
Defesa Civil alerta para chance de novos temporais
Estudo em andamento
Plano de transporte intermunicipal de MS vai passar por mudanças em 2022
Corumbá
Dupla é presa com 20 quilos de maconha
Reforço
Saúde de Corumbá e Ladário recebem mais de 500 equipamentos doados pela Vale