Menu
segunda, 26 de julho de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Expresso Mato Grosso - Promoção de Junho
Geral

Trabalhadores da Eletrosul em MS paralisam as atividades por 72 horas

15 junho 2021 - 10h19Da Redação

Os trabalhadores do Sistema Eletrobras de todo o Brasil, entre eles da Eletrosul em Mato Grosso do Sul, entrarão em greve a partir do dia 15 de junho, terça-feira. A paralisação de 72 horas é uma resposta ao agendamento da Medida Provisória 1031/21, que prevê a privatização da Eletrobras, na pauta de votação no Senado.

Em Mato Grosso do Sul, são 32 trabalhadores da Eletrosul que atuam na transmissão de energia elétrica em Campo Grande, Dourados e Água Clara. O estado de greve foi aprovado em assembleias do Sinergia-MS em 28 de maio.

A MP foi aprovada pela Câmara dos Deputados no dia 20 de maio e agora tramita no Senado. A MP 1031 tramita no Congresso Nacional por rito sumário, ou seja, sem nenhuma audiência pública e sem a criação de uma Comissão Mista de Senadores e Deputados para debater sobre os riscos que uma iniciativa como essa pode trazer para os brasileiros e brasileiras.

“A paralisação é uma forma de pressionar os senadores e mostrar que os trabalhadores são contra a privatização da Eletrobras. Se a MP nº 1.031/21 não for analisada até 22 de junho, ela perderá a validade. Por isso, a importância das mobilizações para barrar a tramitação desta MP”, informou o presidente do Sinergia-MS, Elvio Vargas.

O presidente do sindicato alerta ainda que a privatização da Eletrobras prejudica toda a sociedade. "A população vai pagar mais caro pela energia, além da questão da soberania nacional no setor elétrico e o risco de ter um apagão como aconteceu no Amapá. Por ser um serviço estratégico, tem que estar nas mãos do governo, do poder público".

Para o movimento sindical, a venda da empresa representa a entrega do patrimônio público à iniciativa privada, encarecerá o custo da energia para a população, além da queda da qualidade do serviço e demissões de trabalhadores.

“Nosso objetivo é evitar a privatização porque não vai ter a mesma qualidade no atendimento e na prestação do serviço. Hoje a Eletrosul tem profissionais bem treinados e qualificados, e esses são os primeiros a serem demitidos caso ocorra a privatização. A empresa privada só visa o lucro, vai colocar gente que ganha menos, com qualificação inferior, e aí aumenta o risco de apagão e falhas no serviço”, esclarece o dirigente sindical Mauricio Pires, que é funcionário da Eletrosul.

O dirigente sindical explica ainda que não há motivos para privatização considerando que a empresa presta um serviço de qualidade, mesmo com quadro reduzido de empregados. “Na Usina São Domingos, a equipe era formada por 10 técnicos, atualmente são apenas 4. Então, o quadro de funcionários já está enxuto e a empresa ainda tem registrado lucro nos últimos anos. Não há motivos para privatizar”.

Em Mato Grosso do Sul, a paralisação não terá impacto direto para a população porque será mantido o percentual mínimo de trabalhadores em regime de plantão.

A Eletrobras, maior empresa de energia elétrica da América Latina, responsável por 30% da geração e 50% da transmissão de energia, é lucrativa e teve superávit de mais de R$ 30 bilhões em três anos. Nos últimos 20 anos distribuiu mais de R$ 20 bilhões em dividendos para a União.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Imunização
Quem pode se vacinar nesta segunda (26)
Operação Hefesto
Incêndio atinge linha férrea sobre o Rio Paraguai
Economia
Prefeitura reúne meios de hospedagem para sensibilização turística e uso do QR Code 
Plantão
Incêndio atinge aterro sanitário de Corumbá
Suspeito
Governo prorroga contrato com empresa investigada por pagar propina a filho de Reinaldo
Tráfico de Drogas
Mala com 14 quilos de pasta base é encontrada na rodoviária de Corumbá
Pedrada
Briga de família termina com mãe ferida e filho preso
Polícia Militar
Homem denuncia filho foragido
Alerta Infectologista
Vacinados contra Covid-19 devem aguardar 48 horas para ingerir bebida alcoólica
Oportunidade
Inscrições para estágio na Justiça Federal terminam nesta terça (27)

Mais Lidas

Seguiriam para Bolívia
Dois veículos que seriam atravessados para Bolívia são recuperados
Imunização
Sábado tem vacinação contra Covid até 12h no drive do Poliesportivo
Cidade Tranquila
Operação conjunta combate crimes fronteiriços em Corumbá e Ladário
Mais tempo
Exame toxicológico na emissão de CNH tem prazo ampliado para utilização do laudo