Menu
sábado, 08 de maio de 2021
Governo - O Estado que cresce - Maio
Andorinha - Maio
Geral

Temer cria grupo com centrais para discutir reforma da Previdência em 30 dias

17 maio 2016 - 08h40Redação
O presidente interino Michel Temer decidiu hoje (16) criar um grupo de trabalho com as centrais sindicais para apresentar, em 30 dias, uma proposta sobre a reforma da Previdência. Cada entidade terá dois representantes no colegiado, que terá a primeira reunião na próxima quarta-feira (18). Embora tenham se manifestado reticentes a mudanças na aposentadoria, sindicalistas que participaram de reunião hoje com Temer se comprometeram a procurar soluções junto com o governo. A Central Única dos Trabalhadores (CUT) e a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) não participaram do encontro por serem contrárias ao impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff. O presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), Antônio Neto, disse que as entidades podem até ser convencidas pelo governo, mas a posição inicial do setor é que não é necessária uma reforma na Previdência. “Achamos que não precisa, posso dizer com toda tranquilidade. Quando foi feita a 85/95 progressivo, já foi feita a maldade [nova fórmula de cálculo das aposentadorias]. Em 2026, ninguém mais no Brasil se aposentará com 65 anos (homem) e com 60 anos (mulher). É repetir o erro de novo. Aliás, todas mexidas da Previdência mexeram sempre com o todo dos trabalhadores.” Alternativas Na opinião das centrais sindicais, há alternativas de financiamento para a Previdência que não seja a mudança na idade dos trabalhadores para ter direito ao benefício, como o aumento da arrecadação por meio da formalização do trabalho e a criação de impostos por meio da legalização dos jogos de azar. O presidente da Força Sindical, deputado Paulinho da Força (SD-SP), disse que Temer está disposto a negociar para resolver o problema. “Do nosso ponto de vista, esse acordo não pode tirar direitos. Direitos adquiridos não podem ser mexidos, não aceitaremos nenhuma retirada de direitos de quem está no mercado de trabalho. Mudança para quem vai entrar no mercado de trabalho, nós podemos discutir. [Ele] espera que em 30 dias chegue em um acordo. Se não chegar, ele pode adiar um pouco mais.” Após o encontro, o presidente da União Geral dos Trabalhadores, Ricardo Patah, disse que vai tentar sensibilizar as demais centrais a participar dos debates, porque, segundo ele, Michel Temer disse não querer deixar como legado a retirada de direitos dos trabalhadores. “Este diálogo é fundamental. Querendo ou não querendo, está aí o governo colocado. Se não houver um debate profundo, quem vai sair prejudicado são todos os trabalhadores. Eles que estão pagando com o desemprego. Não podemos ter situação de impedimento do diálogo para que a gente possa solucionar a crise mais grave que a gente tem que é a do desemprego”, disse Patah.   Autoria Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
PM presenteia criança que sonha ser policial militar em seu aniversário
POLICIAL
PM de Corumbá Intensifica Patrulhamento e Fiscalização em Área Rural
GERAL
Em visita ao Governo do Estado Bia Cavassa acompanha projetos para a região pantaneira
SAÚDE
MS recebe neste sábado novo lote de vacinas da Coronavac para aplicação da segunda dose
CORONAVÍRUS
Levantamento mostra que 17% das mortes por covid em MS eram de pacientes sem comorbidade
GERAL
Detentos bolivianos em Corumbá recebem assistência de Consulado
GERAL
Energisa alerta para consumo consciente da energia elétrica em tempos de home office e aulas on-line
Com mudança na bandeira tarifária, consumidores precisam adotar práticas sustentáveis para evitar desperdício e fazer o uso consciente da energia
EDUCAÇÃO
Reforma e adequação da escola Pedro Paulo de Medeiros começa nesta segunda
POLICIAL
PMA e Bombeiros resgatam anta com mais de 200 kg de piscina em clube
ESPORTE
Vereadores sugerem construção de pista de Mountain Bike em área no Dom Bosco

Mais Lidas

POLICIAL
Jovem é preso com 483 unidades de maconha no Cristo Redentor
OPERAÇÃO PF
PF deflagra Operação Grão Branco de combate ao tráfico internacional de drogas
TRÁFICO DE DROGAS
PRF apreende 494 Kg de maconha e 7 Kg de skunk na BR-262
GERAL
PMA de Corumbá recebe doação de viatura da Vale para uso na fiscalização no Pantanal